Engana-se quem pensa que o envelhecimento acontece apenas em decorrência da passagem do tempo. Fatores como poluição, tabagismo e radiação solar agravam a qualidade da pele. Para entender melhor como essa relação se dá em nosso organismo, o Dermaclub entrevistou a dermatologista Lilia Guadanhim, de São Paulo, que esclareceu várias questões sobre o tema. Veja tudo abaixo!

Entenda o que acontece com a pele nesse tipo de envelhecimento

O envelhecimento da pele pode ser dividido em intrínseco, caracterizado pelo processo de desgaste cronológico, e extrínseco, relacionado a agressões externas. Neste último, os principais fatores são a exposição à radiação solar e à poluição, o tabagismo e o consumo excessivo de bebida alcoólica. “O que acontece é um aumento da produção de radicais livres e mediadores inflamatórios, diminuindo a síntese de um novo colágeno e acelerando a degradação do antigo, que se manifesta clinicamente com o surgimento de rugas e manchas”, esclareceu.

Conheça quais são os maiores perigos e evite-os!

O processo de envelhecimento é complexo e determinado por uma combinação de vários fatores. No entanto, as radiações infravermelha e ultravioleta são, segundo Lilia, os principais agravantes. “Vale ressaltar o papel fundamental do uso regular de filtros solares, que, além de proteger contra o câncer de pele, diminui a formação de manchas e rugas”, declarou. De acordo com a médica, os indivíduos com a pele e cabelos claros, por exemplo, são mais sensíveis aos danos solares do que as pessoas com a pele negra. Por isso, devem estar mais atentos.

Dicas da especialista para retardar o envelhecimento

Alguns sinais de idade são inevitáveis, mas existem maus hábitos que contribuem para o aparecimento precoce das primeiras marcas do tempo. Veja algumas dicas de Dra. Lilia para evitá-las:

- Use filtro solar com FPS 30, no mínimo, diariamente;
- Durma, ao menos, oito horas por dia;
- Não fume! A sua pele, os seus dentes, os seus pulmões e o seu coração agradecem;
- Hidrate-se! Beba, pelo menos, dois litros de água por dia e use um hidratante adequado para sua pele;
- Modere o consumo de bebidas alcoólicas;
- Em situações de exposição solar intensa, não deixe de usar chapéu de aba larga e óculos escuros.

Ficou com dúvidas? Procure o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e agende uma consulta!

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.