A rotina de cuidados com a pele deve ser realizada com produtos específicos para as necessidades do paciente. Mas você sabe como identificar quais são as características do seu rosto? A dermatologista Vanessa Metz, do Rio de Janeiro, afirmou que usar um dermocosmético inadequado pode, sim, causar reações indesejáveis e explicou quais tipos de reações cutâneas podem se desenvolver. Confira!

Você tem pele oleosa e usou produtos para pele seca? Descubra o que pode acontecer

Segundo a médica, o paciente que apresenta maior oleosidade e usa dermocosméticos indicados para pele seca pode apresentar estímulo na produção de sebo. “Existe uma discussão que envolve a pele oleosa e hidratação. Quando falamos de oleosidade estamos nos referindo ao excesso de sebo e não à hidratação. Existem produtos específicos hidratantes para corpos oleosos e que devem ser usados nesses casos. Usar um cosmético muito lipídico acaba abafando o rosto e estimulando a produção de óleo e pode causar um efeito rebote, o que acaba piorando quadros de cravos e acne”, esclareceu.

Saiba que tipos de reações podem acontecer com a pele seca se usados produtos errôneos

De acordo com a dermatologista, no caso de pacientes com pele seca que usam produtos mais secativos, desenvolvidos para peles oleosas, proporcionam mais ressecamento. “O corpo fica repuxando, craquelado, muito ressecado e pode até estimular descamação”, disse.

Entenda o que acontece com as peles sensíveis quando entram em contato com produtos inadequados

As pessoas com peles sensíveis devem se preocupar em aplicar apenas produtos suaves e específicos. “Pacientes que têm rosácea ou pele reativa e usam um ácido muito forte, talvez por indicação de uma amiga que tem oleosidade ou acne, por exemplo, pode desenvolver placas avermelhadas, coceira, descamação e ardência”, explicou, indicando lavar a região com abundância assim que a reação acontecer e, caso não melhore, procurar ajuda médica.

Dermatologista explica como identificar o tipo de pele

A Dra. Vanessa explicou que um médico especializado sabe identificar facilmente um tipo de pele e que existem algumas características que podem ajudar a descobrir:

- Pele oleosa: tem excesso de brilho e, às vezes, oleosidade que você pode sentir ao toque, no rosto todo;

- Pele mista: tem a zona T - testa, nariz e queixo - oleosa, e as laterais do rosto e bochechas normais ou ressecadas;

- Pele normal: não é nem oleosa, nem ressecada;

- Pele seca: é sensível, sente-se como se estivesse repuxando. Absorve com muita facilidade qualquer produto. “A própria paciente sente que ela está áspera e que precisa de alguma coisa, senão ela fica muito seca”, concluiu.

Consulte um médico da Sociedade Brasileira de Dermatologia para incluir cuidados diários na sua rotina voltados para as necessidades do seu tipo de pele.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.