Quem tem pele muito ressecada sabe que, muitas vezes, é complicado manter o equilíbrio do rosto e do corpo. E um dos itens que não pode faltar na rotina de cuidados é um bom hidratante! Pensando nisso, La Roche-Posay criou Lipikar BaumeAP [+], um produto focado na reparação da barreira de proteção da pele, no reequilíbrio do microbioma (conjunto de microorganismos que habita na derme) e no alívio dos sinais de ressecamento intenso - características da dermatite atópica.

Como funciona Lipikar BaumeAP [+] para peles atópicas

Após 25 anos de pesquisa, La Roche-Posay chegou a um novo ativo patenteado, o Aqua Posae Filiformis, que restaura e equilibra a pele. “Descobrimos que a aplicação desta substância, um fragmento inativo da bactéria Vitreoscilla Filiformis cultivada em Água Termal de La Roche-Posay, reequilibra o microbioma da pele ao mesmo tempo em que a hidrata, restaurando sua estrutura”, explicou a Gerente de Comunicação Científica da empresa, Barbara Gurgita.

A partir destes estudos, a marca desenvolveu o Lipikar Baume AP [+], bálsamo emoliente que repõe a hidratação da pele através dos lipídeos e combinação de ativos. O produto espaça o período de ressecamento intenso e proporciona alívio imediato. Além disso, foi observado que 82% dos consumidores que o utilizaram não voltaram a apresentar sintomas da doença em até um mês após terminarem o tratamento.

Saiba o que é a dermatite atópica

A dermatite atópica é uma doença crônica, caracterizada pelo ressecamento e lesões avermelhadas na pele - causando muita coceira -, e que atinge 40 milhões de brasileiros, principalmente as crianças – cerca de 20% do total da população do país.

Estudos publicados em veículos especializados em dermatologia revelam que as bactérias estão em todos os lugares e que a pele atópica, por exemplo, apresenta uma baixa diversidade desses microrganismos quando comparada à pele saudável. Por isso, o tratamento adequado para a dermatite atópica deve agir em todas as barreiras de proteção e reequilibrar o microbioma cutâneo, e não eliminar as bactérias, como se pensava antigamente.

*Ficou com dúvidas? Procure o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e agende uma consulta!