Muitas pessoas acreditam que, durante tratamentos para pele oleosa é necessário que haja descamação e irritação, mas isso não é verdade! De acordo com a dermatologista Lilia Guadanhim, de São Paulo, quase todos os tratamentos podem causar irritações, mas isso é uma reação inadequada, indesejável e prejudicial à saúde que deve ser acompanhado por um médico especializado.

Descubra por que os produtos de tratamento antioleosidade costumam ressecar a pele

Dra. Lilia explicou que o controle de oleosidade da pele é feito através de diversos ácidos em concentrações e apresentações diferentes - como sabonete, gel ou creme. “Quase todos os produtos tópicos podem causar ressecamento e descamação. No entanto, isso é mais comum no início do tratamento, em pacientes de pele sensível ou reativa, e ainda quando há algum agravante, como tempo seco, clima muito frio ou calor”, afirmou, alertando que se o quadro acontecer com frequência é importante conversar com o dermatologista. “Pode ser necessário reduzir a potência do tratamento ou o paciente pode estar reagindo a alguma substância utilizada”, disse.

Entenda por que o ressecamento pode ser prejudicial ao tratamento e à saúde da pele

Segundo a médica, a pele ressecada fica muito mais sensível e irritável com tratamentos tópicos. Além disso, o ressecamento e a descamação são eventos adversos desagradáveis que diminuem a persistência dos pacientes aos tratamentos com dermocosméticos. “O quadro também é prejudicial à saúde, já que deixa a barreira do rosto muito frágil, facilitando irritações, coceiras e até infecções”, esclareceu. Portanto, se houver alguma reação ao procedimento, deve-se suspendê-lo temporariamente e caprichar na hidratação! “Após a recuperação da pele, reinicia-se o tratamento em uma frequência menor, por exemplo, em dias alternados, aumentando progressivamente”, contou.

Saiba como recuperar o viço e a saúde da pele

A dermatologista lembrou que o aspecto de pele bonita e viçosa é determinado por uma combinação de fatores. “O rosto não deve estar oleoso, mas sim bem hidratado. Os poros pouco aparentes, sem manchas e com uma textura homogênea”, pontuou. Confira as dicas da médica para manter a pele sempre linda:

- Use filtro solar de amplo espectro diariamente;

- Evite o cigarro! O fumo aumenta drasticamente a produção de radicais livres, que causam o envelhecimento da pele;

- Mantenha uma dieta balanceada - alimentos de alto índice glicêmico podem piorar a oleosidade da pele;

- Hidratação é a chave! Beba pelo menos dois litros de água por dia e não esqueça de utilizar hidratantes tópicos. Caso a pele seja oleosa, aposte em texturas como sérum ou gel creme, que são leves e não gordurosas;

- O rosto deve ser lavado duas vezes por dia - mais do que isso agride a barreira da pele e menos pode não ser suficiente -, com um sabonete adequado, de preferência com água fria ou morna. O uso de escovas de vibração sônica podem ser úteis para uma limpeza mais profunda;

- Não durma antes de remover a maquiagem! Aposte em soluções micelares, que são suaves e limpam profundamente atraindo resíduos através das suas micelas. Para a região dos olhos opte pelas loções bifásicas.

Com todas essas dicas conquistar a pele bonita e saudável fica muito mais fácil. Antes de começar a sua rotina de cuidados consulte um médico da Sociedade Brasileira de Dermatologia, que poderá indicar os melhores produtos para a sua pele!

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.