Você já percebeu o quanto a sua pele fica ressecada depois de ir à praia ou à piscina? Isso acontece devido ao contato prolongado com o sal e o cloro, que diminuem a barreira de proteção da pele. Em conversa com a dermatologista Vanessa Metz, o Dermaclub buscou saber como esses efeitos podem ser prevenidos. Saiba mais!

Conheça os efeitos causados pelo cloro da piscina e sal da água do mar na pele

De acordo com a dermatologista, além da água salgada e do cloro ressecarem a pele, já que afetam a barreira de proteção, esses elementos podem ir além e resultar em descamação. Outra possibilidade é o aumento das chances de sensibilidade no couro cabeludo, principalmente quando somada à exposição solar.

Conheça os cuidados ideais para recuperar a pele dos efeitos do cloro e do sal

A Dra. Vanessa explica que o ideal entre um mergulho e outro é tomar uma ducha de água doce. “Isso ajuda a retirar a quantidade excessiva de sal e cloro, liberando a pele dessas impurezas”, explicou. A médica ainda reforça a importância de reaplicar o protetor solar a cada duas horas para evitar que os danos causados pelo verão sejam ainda mais intensos.

Dicas extras: cuidado e limpeza profunda da pele pós praia e piscina

Segundo a especialista, um dos truques mais importantes é chegar em casa e tomar banho para retirar todo excesso do filtro solar do corpo, que, caso não seja removido, pode obstruir os poros. “Em seguida, é o momento de investir na hidratação da pele, seja com sabonetes, óleos ou cremes, a fim de recuperar a barreira de proteção cutânea”, disse a médica.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.