Além de surgir depois de uma noite de sono ruim, as olheiras podem ser causadas por influências hereditárias, tendo algumas características particulares, como a pigmentação mais acentuada. Mas, mesmo assim, elas podem ser minimizadas com cuidados simples do dia a dia. Por isso, o DermaClub conversou com a dermatologista Juliana Jordão, de Curitiba, no Paraná, que explicou como são os tratamentos e ainda deu dicas para disfarçar a coloração escura. Olha só!

Descubra o que são olheiras hereditárias e por que elas acontecem

Segundo a médica, as olheiras escuras têm caráter hereditário e são muito comuns em pacientes de pele morena, negra ou com descendência árabe e indiana. “Há acúmulo de melanina na região das pálpebras, o que as tornam mais intensas. Além disso, a pele fina da região favorece a visibilidade de vasos sanguíneos, que, quando estão dilatados - como em períodos de insônia, congestão nasal ou pré-menstrual - se tornam ainda mais escuras”, explicou.

Saiba como é possível evitar a manifestação das olheiras

Para prevenir a manifestação e a acentuação de olheiras hereditárias é preciso ter alguns cuidados. Confira as indicações da Dra. Juliana Jordão:

- Use filtro solar: isso vai evitar o aumento do pigmento melânico;
- Mantenha o nariz desobstruído: pacientes que possuem rinite devem manter o quadro sob controle;
- Corrija problemas com insônia;
- Caso haja inchaço na pálpebra, realize compressas frias com chá de camomila ou água termal;
- É muito comum o aspecto ressecado na região, dessa forma, mantenha a hidratação em dia com cremes ou antirrugas;

Para camuflar a coloração, a dermatologista recomenda o uso de bases e corretivos. “Dê preferência aos produtos com filtro solar”, reforçou.

Entenda como é realizado o tratamento das olheiras

De acordo com a médica, o primeiro passo é tentar clarear a região com cremes despigmentantes - como ácido kójico ou tranexâmico. “No caso de não haver resposta, a próxima alternativa é a realização de procedimentos como peelings clareadores, luz intensa pulsada, laser e a aplicação de radiofrequência pulsada com multiagulhas”, contou, afirmando que o objetivo das técnicas é o clareamento parcial da pele. Considerando que a causa principal é hereditária, é comum a necessidade de manutenção do tratamento.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.