A pele negra precisa de cuidados especiais para se manter bela e saudável, e um dos principais problemas que ocorrem neste tipo de cútis é o aparecimento de manchas. Segundo a dermatologista Katleen Conceição, especialista em pele negra, que atende na Clínica Paula Bellotti, no Rio de Janeiro, com as precauções ideais pode-se conquistar um rosto uniforme e viçoso. Confira abaixo a entrevista com a médica, que explicou os motivos da propensão à pigmentação, como prevenir e cuidar de manchas já existentes.

Por que a pele negra mancha?

Segundo a dermatologista, além de possuir maior quantidade de melanina comparada aos caucasianos (brancos), a proteína que dá cor à pele negra é do tipo eumelanina, que produz pigmentos amarronzados. “Por isso, qualquer processo inflamatório ou irritação na cútis pode promover seu escurecimento”, comentou.

Dicas para prevenir e tratar manchas e proteger a pele negra em sua rotina

Apesar de pigmentar com mais facilidade, a pele negra tem como benefício a proteção solar natural, presente na melanina, que gera uma fotoproteção de aproximadamente 13.4. “Mas isso não quer dizer que o paciente de cútis escura está livre do filtro. O produto deve ser aplicado diariamente, mesmo em dias nublados e ambientes fechados, com FPS 15, no mínimo, e reaplicação de duas em duas horas”, recomendou, afirmando que, dessa forma, é possível prevenir o aparecimento de manchas solares.

“Outros cuidados interessantes são a hidratação regular e os rituais indicados para o tipo de pele. Tudo feito com análise de um dermatologista”, disse. Os produtos preferidos da médica para a prevenção e cuidados com as manchas na pele negra contêm os ativos vitamina C, arbutin, ácido kójico, ácido fítico, o phe-Resorcinol e alfa-hidroxiácidos.

Dicas para minimizar os aspectos das manchas na pele negra

Para diminuir o aspecto da pigmentação já existente, Dra. Katleen indica alguns procedimentos, que devem ser realizados na clínica dermatológica. “Costumo usar muito nos meus pacientes o laser fracionado, que melhora a textura da pele e auxilia no clareamento; laser Nd:YAG para tratamento de pigmentação de olheiras; além de ultrassom focado para ajudar na firmeza da pele”, contou.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.