Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

#AcnePositivity: conheça o movimento que apoia a autoaceitação de espinhas

Conheça o movimento que apoia a autoaceitação da pele real e sem filtros
Conheça o movimento que apoia a autoaceitação da pele real e sem filtros

Entrevista com Dra. Betina Stefanello, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Não é novidade para ninguém que a acne é uma das principais queixas em relação à pele. Causada por uma série de fatores, a condição inflamatória que pode surgir em diferentes faixas etárias ou situações, como na adolescência, na fase adulta e até mesmo na gestação, ainda causa bastante incômodo e desconforto entre as pessoas. Pensando em promover a auto aceitação dessa condição, surgiu o movimento #AcnePositivity.

Inspirado na iniciativa Body Positive, que promove a aceitação de corpos fora dos padrões, o projeto surge para espalhar mensagens positivas e encorajar as pessoas a não utilizarem a maquiagem e os filtros das redes sociais como uma forma de “esconder” a sua pele real. Para entender um pouco mais sobre o assunto, o Dermaclub conversou com a dermatologista Betina Stefanello e a estudante Mônica Santos sobre a importância do movimento e os cuidados necessários para ter com a pele acneica. Confira!

Acne: o que é?

Antes de conhecer o movimento Acne Positivity, é importante entender do que se trata essa condição. De acordo com a dermatologista Betina, acne é uma doença inflamatória da pele. “Ela tem três razões principais: obstrução do folículo por excesso de queratina, aumento da oleosidade da pele e excesso de bactérias”, afirma. No entanto, justamente por possuir diferentes causas, as espinhas podem se apresentar de maneiras diferentes em cada paciente.

“O quadro também possui relação com a genética, a alimentação, os hormônios, os produtos de beleza e outros desencadeadores. Além disso, a acne ainda pode ser do tipo comedoniana, onde temos somente cravos ou do tipo nódulocística, onde temos nódulos e cistos que são de difícil tratamento”, afirma. Por isso, é comum que as lesões de espinhas cicatrizem com facilidade em algumas pessoas, enquanto em outras o processo seja mais longo.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Movimento #AcnePositivity: entenda o movimento de autoaceitação de espinhas

Acne Positivity – ou Skin Positivity, como também é conhecida – se trata de um movimento muito semelhante ao body positive, mas que tem como objetivo focar na autoestima de quem sofre com espinhas, marcas e manchas na pele causadas pela acne. Nesse sentido, o projeto alerta sobre a necessidade de abrir mão de filtros irrealistas e o uso excessivo de produtos de maquiagem - que é, inclusive, um dos grandes responsáveis pela obstrução dos poros e a piora da acne. Para a Drª Betina, o movimento é uma forma de conscientizar as pessoas sobre a necessidade de tratar e cuidar da acne como uma condição normal. “Sou a favor das pessoas se aceitarem como são e se valorizarem, já que somos únicos e belos da nossa maneira”, afirma.

No seu instagram, Mônica mostra toda a sua rotina de alimentação e exercícios em busca do equilíbrio hormonal para  a acne adulta
No seu instagram, Mônica mostra toda a sua rotina de alimentação e exercícios em busca do equilíbrio hormonal para a acne adulta

Para Mônica, o processo de aceitação da acne foi primordial para sua autoestima

Não é difícil encontrar alguém que tenha a autoestima afetada pelo surgimento da acne. No caso da estudante Mônica, a relação com a condição começou durante a adolescência, por volta dos 15 anos, e se mantém até hoje. “A minha história com a acne é dividida em duas fases. A primeira na adolescência quando tinha menos espinhas do que hoje. Nessa época, minha médica me receitou anticoncepcional para regular o ciclo e, consequentemente, minha acne melhorou muito. No entanto, por volta dos 24 anos, quando decidi suspender o uso do anticoncepcional, as espinhas voltaram com tudo”, revela.

A partir desse momento, Mônica conta que passou por um dos piores momentos da vida. “A sensação é que parei a minha vida esperando essa fase passar. Eu só queria me esconder e adiava todos os meus planos para o momento em que não tivesse mais acne”, conta. No entanto, a mudança de perspectiva combinada ao movimento Acne Positivity fez com que a estudante iniciasse o processo de aceitação. “Quando notei que a acne estava me fazendo sentir assim mudei a minha postura. Eu não me reconhecia mais como a Mônica que eu sempre fui. Hoje, a parte mais complicada está sendo reerguer tudo que a minha baixa autoestima fez desmoronar, mas aos poucos estou conseguindo. Mudar a minha mentalidade foi como voltar a me sentir viva”, afirma.

"Quando notei que a acne estava me fazendo sentir assim mudei a minha postura", contou a estudante de nutrição
"Quando notei que a acne estava me fazendo sentir assim mudei a minha postura", contou a estudante de nutrição

Acne vs. rotina de skincare: saiba os cuidados necessários para ter com a pele acneica

Segundo a dermatologista, o quadro da acne vai além da estética e, por isso, deve ser tratada com alguns cuidados para garantir a saúde da sua pele. “O mais importante de uma rotina de skincare para quem tem acne é a limpeza da pele e o cuidado”, afirma a Drª Betina. Nesse caso, é necessário optar por produtos que promovam uma boa higienização sem agredir o rosto. Além disso, uma alimentação rica em alimentos antioxidantes, como laranja, abacate e chá verde, também pode evitar inflamações e irritação nas lesões da acne.

Produtos relacionados

Lembre-se: a acne é uma condição normal!

Embora seja um quadro que ainda gera bastante incômodo, é importante ter em mente que a acne é uma doença de pele como qualquer outra. Por isso, ela deve ser tratada, mas nunca ser sinônimo de vergonha e desconforto. “É uma fase em que você deve se olhar com carinho e amor para ter forças para seguir em frente. Será passageiro, não se machuque e nem deixe que essa fase cause cicatrizes físicas e emocionais em você. Lembre-se: existe beleza em todos nós, basta enxergarmos isso”, finaliza Mônica.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 16 de Abril de 2021
Modificada em: 19 de Julho de 2021

Dra. Betina Stefanello

Palavra do Dermatologista

Dra. Betina Stefanello

CRM: 52-913715

Médica graduada pela Universidade Federal De Santa Catarina, pós-graduação em dermatologia pelo Instituto de Dermatologia Professor Rubem David Azulay Da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro. Título de especialista de dermatologista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia - SBD. Internship in Skin Cancer in Santa Maria Nuova Reggio Emilia e dermatology in Hôpital L’arche in Nice. Chefe do setor de Cosmiatria do Instituto de Dermatologia Professor Rubem David Azulay. Sócia da Clínica de Dermatologia Les Peaux no Rio de Janeiro. Autora de diversos artigos e capítulos de livro na área de Cosmiatria.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Argila verde: para que serve? Conheça 5 benefícios do ingrediente para a pele oleosa com acne e cravo

Argila verde: para que serve? Conheça 5 benefícios do ingrediente para a pele oleosa com acne e cravo

Acne e espinha

Jato de plasma: o que é? Para que serve? Como é feito? Dermatologista explica tudo sobre o procedimento

Jato de plasma: o que é? Para que serve? Como é feito? Dermatologista explica tudo sobre o procedimento

Acne e espinha

Protetor para pele oleosa: conheça a diferença entre os produtos para cada situação

Protetor para pele oleosa: conheça a diferença entre os produtos para cada situação

Acne e espinha

Cravos na pele podem virar espinha? Faz mal espremer? 5 mitos e verdades sobre os comedões

Cravos na pele podem virar espinha? Faz mal espremer? 5 mitos e verdades sobre os comedões

Acne e espinha

Espinhas nas costas: quais são as causas? Como tratar? 5 dicas para diminuir a acne na região

Espinhas nas costas: quais são as causas? Como tratar? 5 dicas para diminuir a acne na região

Acne e espinha

Dormir de maquiagem pode causar oleosidade, cravos e espinhas. Como limpar a pele com make corretamente

Dormir de maquiagem pode causar oleosidade, cravos e espinhas. Como limpar a pele com make corretamente

Acne e espinha

Últimas Matérias

Rotina fácil de cuidados com a pele durante o inverno: 9 produtinhos para você apostar na estação Saiba quais cuidados são importantes na hora de fazer a hidratação da pele seca e sensível Como disfarçar marcas de espinhas: passo a passo para esconder as cicatrizes e manchas de acne Skincare para pele negra: 7 dúvidas mais comuns sobre a rotina de cuidados Neurodermatite: o que é? Como tratar? É a mesma coisa que dermatite atópica? Dermatologista explica Dermatite de contato: o que é, quais os sintomas e como tratar as bolinhas na pele que coçam
Ver mais

escolha a loja de sua preferência