Vem pro clube! quer ganhar descontos o ano todo e ainda trocar seus pontos por produtos? cadastre-se

ja faz parte
do clube?

como comprar

ainda não faz
parte do clube?

cadastre-se

Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

"Mascne": máscara de proteção pode causar espinhas? Dermatologista explica como tratar e prevenir essas lesões

Entenda como o uso das máscaras de proteção podem estar causando acne no rosto / Foto: Pexels
Entenda como o uso das máscaras de proteção podem estar causando acne no rosto / Foto: Pexels

Entrevista com Dra. Carolina Reato Marçon, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

A máscara de proteção facial se tornou um item indispensável no dia a dia de todas as pessoas. O problema é que muita gente vem notando o aumento da oleosidade e da formação de espinhas no rosto após a sua utilização, causando o “mascne”, termo usado para definir a acne provocada por ela. É possível que esse acessório esteja causando todos esses problemas na pele? O DermaClub entrevistou a dermatologista Carolina Marçon que esclareceu a dúvida e recomendou todos os cuidados para tratar esses incômodos.

“Mascne”: a máscara de proteção pode causar espinhas?

De acordo com a médica, a máscara pode, sim, ser o motivo da formação de espinhas no rosto. “Na verdade isso acontece porque ela causa um abafamento, diminuindo a circulação de ar e do contato da pele com o ambiente, fazendo uma espécie de obstrução”, explicou. Esse problema acaba afetando mais ainda as pessoas que possuem uma tendência à acne.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

É possível evitar a formação dessas lesões sem deixar de usar a máscara?

Existe uma maneira de prevenir esse problema, que é evitar ao máximo de usar muitos produtos na pele. “Para quem gosta de maquiagem, é importante evitar aplicar quando for utilizar a máscara. Procurar passar apenas os produtos de tratamento, como sérum antioleosidade e um protetor solar com textura leve e oil free para prevenir essa obstrução”, indicou.

Além disso, também é fundamental não abandonar o tratamento da acne, e para as pessoas que ainda não seguem uma rotina adequada, procurar um dermatologista para auxiliar na recomendação do uso de produtos e ácidos.

Saiba como tratar as espinhas que já se formaram sem evitar o uso da máscara

Para as espinhas que já se formaram ou agravaram com o uso da máscara, é importante pedir orientação de um dermatologista e receber o tratamento correto para o caso. A Drª Carolina indica algumas substâncias que podem ser usadas para diminuir as lesões:

- Ácido glicólico;
- Ácido retinóico;
- Peroxido de benzoila.

É importante fazer uso desses ativos somente à noite para evitar a fotossensibilidade e possíveis irritações.

Outro cuidado que também não pode faltar com a pele, principalmente quando for usar a máscara, é a hidratação. A Drª Carolina explica o porquê: “Não necessariamente uma pele acneica é uma pele hidratada. Ela pode ter um excesso de produção sebácea, mas também pode ocorrer uma alteração de barreira, favorecendo a perda de água transepidérmica”, esclareceu. Sendo assim, lembre-se de usar um cuidado hidratante na rotina de skincare durante a quarentena.

Produtos relacionados

Publicada em: 30 de Setembro de 2020
Modificada em: 02 de Outubro de 2020

Dra. Carolina Reato Marçon

Palavra do Dermatologista

Dra. Carolina Reato Marçon

CRM: 113.379

Especialização em Clínica Médica e Dermatologia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo; Médica Colaboradora do Setor de Dermatologia da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo; Coordenadora do Programa Pró-Albino; Fellowship em Cosmiatria - Dr. Zoe Draelos, Carolina do Norte - EUA; Fellowship em Tricologia - Universidade de Bolonha, Itália - Prof. Antonella Tosti; Fellowship em Dermatoscopia e Microscopia Confocal - Universidade de Modena / Reggio Emilia, Itália; Membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, da Academia Americana de Dermatologia e do Colégio Ibero-Latinoamericano de Dermatologia

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

A minha pele está sensível? Coceira, descamação, irritação na pele: 5 sinais de sensibilidade + como tratar

A minha pele está sensível? Coceira, descamação, irritação na pele: 5 sinais de sensibilidade + como tratar

Dermatologista

Jato de plasma: benefícios + como cuidar da pele após o procedimento que trata acne, manchas e rugas

Jato de plasma: benefícios + como cuidar da pele após o procedimento que trata acne, manchas e rugas

Acne e espinha

Como tirar manchas do rosto: dermatologista indica 10 ativos que realmente funcionam

Como tirar manchas do rosto: dermatologista indica 10 ativos que realmente funcionam

Dermatologista

AHA: entenda o que são e quais os benefícios dos alfa-hidroxiácidos para a pele do rosto

AHA: entenda o que são e quais os benefícios dos alfa-hidroxiácidos para a pele do rosto

Dermatologista

Acne da mulher adulta: cravos e espinhas vs. rugas - dermatologista dá dicas de como combater

Acne da mulher adulta: cravos e espinhas vs. rugas - dermatologista dá dicas de como combater

Acne e espinha

Novos hábitos de saúde e beleza com o fim da quarentena: dermatologista indica como serão os cuidados

Novos hábitos de saúde e beleza com o fim da quarentena: dermatologista indica como serão os cuidados

Dermatologista

Últimas Matérias

Dia do médico: conheça a origem dessa data e a importância desses profissionais para o sistema de saúde Preenchimento de olheiras profundas com ácido hialurônico: 6 dúvidas sobre o procedimento Alergia, micose ou dermatite atópica: saiba como diferenciar cada uma dessas doenças de pele Ácido para tirar manchas do rosto: saiba como funcionam os AHAs para conquistar uma pele uniforme O tratamento oncológico e as consequências na pele Como e por que devemos cuidar da pele durante o tratamento de radioterapia?
Ver mais