Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

7 doenças de pele que causam manchas: dermatologista indica o tratamento mais indicado para cada uma delas

Confira alguns problemas de pele que podem causar manchas / Foto: Shutterstock
Confira alguns problemas de pele que podem causar manchas / Foto: Shutterstock

Entrevista com Dra. Lilia Guadanhim, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Muitas pessoas relacionam o surgimento de manchas na pele apenas com a alta exposição solar - que aumenta a produção de melanina. Porém, dependendo de suas características, essas marcas no corpo também podem significar algum tipo de doença de pele como o melasma, pano branco (micose) e o vitiligo, por exemplo. O DermaClub conversou com a dermatologista Lilia Guadanhim, de São Paulo, que listou sete doenças que causam manchas na pele e o tratamento mais indicado para cada uma delas.

1) Melasma

A médica explica que o melasma é uma doença de pele que se caracteriza por manchas na pele das cores castanhas e marrons, de aspecto rendilhado, que aparece no rosto, principalmente nas bochechas, região acima do lábio e testa. “É uma condição multifatorial, mas os principais fatores predisponentes para o seu surgimento são a gestação, o uso de contraceptivos orais combinados (“pílulas”), e a exposição ao sol”, informou.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Tratamento: O melhor tratamento para as manchas de melasma é clínico. “Consiste no uso diário e regular de filtro solar de amplo espectro, com fator alto e com cor de base, além do uso de clareadores tópicos”. É importante ressaltar que os pacientes não devem fazer uso de clareadores e receitas caseiras por conta própria, a fim de evitar o risco de irritação e piora das manchas.

 

Produtos relacionados

2) Vitiligo

O vitiligo é uma doença autoimune com predisposição genética na qual o nosso próprio sistema de defesa ataca os melanócitos (células responsáveis pela produção do pigmento da pele). Como consequência, segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), ocorre a despigmentação da pele, ou seja, o surgimento das manchas brancas de tamanhos variados. “Familiares que têm vitiligo, hipotireoidismo, diabetes tipo I e alopecia areata podem ser um gatilho para o surgimento das manchas”, esclareceu.

Tratamento: o tratamento depende da extensão do quadro, da idade do paciente, do quanto as manchas incomodam e da velocidade de surgimento e pode ser feito com pomadas, fototerapia, exposição solar controlada e até alguns tratamentos orais e lasers.

3) Psoríase

Outra condição que pode causar manchas na pele é a psoríase. É uma doença inflamatória e crônica, que se caracteriza por manchas vermelhas e, muitas vezes, com descamação prateada. Segundo a Drª Lilia, ela acomete cotovelos, joelhos e couro cabeludo, mas pode causar lesões em toda a pele, inclusive nas unhas. “A psoríase não é contagiosa e em alguns casos pode estar associada a alterações articulares (artrite psoriática)”, atentou.

Tratamento: o tratamento pode ser feito com cremes, pomadas, tratamentos orais, fototerapia e até com medicamentos injetáveis em casos selecionados.

4) Dermatite

A dermatite é um nome geral para inflamação da pele e se manifesta com manchas vermelhas e descamativas, podendo ter bolinhas vermelhas em alguns casos. De acordo com a dermatologista, dependendo do tipo, pode possuir mais de uma causa, como: “O uso de substâncias específicas (dermatite de contato), antecedente de alergias (dermatite atópica), alteração da composição do sebo (dermatite seborreica), entre outras”.

Tratamento: o tratamento depende da causa e por isso deve ser sempre orientado por um médico dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Produtos relacionados

5) Acne (cravos e espinhas)

Problema bastante conhecido por causar manchas na pele, a acne é uma doença de pele inflamatória crônica da unidade pilossebácea caracterizada pelas lesões de cravos e espinhas. De acordo com a profissional, ela atinge cerca de 98% dos adolescentes e pode permanecer na vida adulta, principalmente nas mulheres. “O problema possui intensidade leve, com aumento da oleosidade e alguns cravos, ou quadros moderados e graves com lesões inflamadas, cistos e até nódulos, além de cicatrizes”, ressaltou.

Tratamento: a acne pode ter tratamentos tópicos e sistêmicos, dependendo da gravidade. É importante ressaltar que a acne deve ser tratada de forma precoce e eficaz para prevenir o surgimento de manchas e cicatrizes.

Produtos relacionados

6) Melanoma

Trata-se de um câncer de pele, que se manifesta como uma pinta escurecida ou com múltiplas cores, assimetria e bordas irregulares, podendo crescer e apresentar alguns sangramentos.

Tratamento: é cirúrgico e deve ser feito precocemente.

7) Pano branco

O pano branco é uma micose superficial de pele, conhecida como pitiríase versicolor. “A doença de pele se manifesta-se como manchas superficiais, principalmente nas costas e podem ter várias cores – castanhas, brancas ou avermelhadas com descamação”, contou a médica.

Tratamento: em geral é feito com produtos tópicos e alguns shampoos específicos. A micose pano branco é comum no verão e em pacientes com a pele oleosa e, apesar de ser causada por fungos, não é contagiosa, uma vez que o fungo responsável é parte da nossa flora natural.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 03 de Dezembro de 2018
Modificada em: 01 de Outubro de 2021

Dra. Lilia Guadanhim

Palavra do Dermatologista

Dra. Lilia Guadanhim

CRM: 133850

Formação em Medicina, Residência Médica em Dermatologia e Especialização em Cosmiatria pela Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo. Possui título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e Associação Médica Brasileira, além de ser membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da International Dermoscopy Society. Tem especializações em Cosmiatria - Toxina Botulínica e Preenchimento na França e Dermatoscopia - Oncologia Cutânea na Itália. É médica colaboradora da Unidade de Cosmiatria da Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

O que é bom para foliculite na virilha? Cuidados para diminuir as bolinhas vermelhas e prevenir as manchas

O que é bom para foliculite na virilha? Cuidados para diminuir as bolinhas vermelhas e prevenir as manchas

Esfoliação

Foliculite: o que é? É um tipo de acne? Posso usar os mesmos produtos para cravos e espinhas?

Foliculite: o que é? É um tipo de acne? Posso usar os mesmos produtos para cravos e espinhas?

Esfoliação

Tudo sobre esfoliação: como esfoliar a pele do rosto, corpo, couro cabeludo, melhores produtos, peeling...

Tudo sobre esfoliação: como esfoliar a pele do rosto, corpo, couro cabeludo, melhores produtos, peeling...

Esfoliação

"Esfoliei demais e minha pele está vermelha e sensível": dermatologista explica o que fazer

"Esfoliei demais e minha pele está vermelha e sensível": dermatologista explica o que fazer

Esfoliação

Microdermoabrasão: o que é? Para que serve? Devo fazer? Como cuidar da pele depois? Dermatologista explica

Microdermoabrasão: o que é? Para que serve? Devo fazer? Como cuidar da pele depois? Dermatologista explica

Esfoliação

O que são AHAS, BHAS e PHAS? Dermatologista explica as diferenças e os benefícios entre os tipos de ácidos

O que são AHAS, BHAS e PHAS? Dermatologista explica as diferenças e os benefícios entre os tipos de ácidos

Esfoliação

Últimas Matérias

O que causa a acne adulta? Dermatologista explica todos os motivos da formação de cravos e espinhas na pele Manchas nas costas podem ser melasma? Dermatologista indica o melhor tratamento para as marcas Guia do ácido hialurônico: saiba como incluí-lo na rotina de skincare e para que serve! Effaclar Sérum Ultra Concentrado: guia completo de como usar o produto na rotina de skincare da pele acneica Creme para área dos olhos: dermatologista indica o melhor produto hidratante e para rugas Caspa pode causar a queda de cabelo? Saiba como acabar com a perda dos fios e tratar a dermatite seborreica
Ver mais

escolha a loja de sua preferência