Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Por que a pele com vitiligo precisa tanto do protetor solar?

Entenda a importância do uso desse produto na pele com vitiligo
Entenda a importância do uso desse produto na pele com vitiligo

Entrevista com Drª Bruna Sabatovich Villarejo, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Você sabe o que é vitiligo? De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), cerca de 1% da população mundial e 0,5% dos brasileiros sofrem com essa doença de pele, que é de origem genética e autoimune e não tem cura. Para conviver melhor com o vitiligo, um produto é indispensável na rotina de cuidados com a pele: o protetor solar. Entenda porque usar protetor solar é tão importante para os portadores da doença. Quem dá as dicas é a dermatologista Bruna Villarejo.

Manchas brancas são principais sintomas de vitiligo

De acordo com Dra. Bruna, o vitiligo é uma doença que pode ser hereditária ou adquirida e só pode ser diagnosticada por um dermatologista. “Caracteriza-se por manchas brancas na pele devido à ausência parcial ou total de melanina nos locais afetados e pode surgir em todos os tipos de pele”, explica a médica, que continua: “As causas da doença ainda não estão claramente determinadas, mas atualmente é considerada uma doença autoimune associada a fatores genéticos e ambientais, juntamente com fatores metabólicos, estresse oxidativo, danos celulares e envelhecimento da pele”.

Segundo a dermatologista, traumas emocionais ou períodos de grande estresse podem desencadear e até mesmo agravar a doença. “É importante lembrar que o vitiligo não é contagioso e, por ser uma doença de fundo imunológico, pode ter associação com outras doenças autoimunes, como doenças da tireoide, diabetes e alopecia areata”, explica Dra. Bruna. 

Quem tem vitiligo têm maior probabilidade de ter câncer de pele

Quem tem vitiligo deve ter muita precaução ao se expor aos raios solares. “Pela ausência parcial ou total de melanina nos locais afetados, a pele fica sem proteção natural. Logo, fica mais sensível e reativa à exposição solar. Por isso, pessoas com vitiligo tornam-se mais suscetíveis ao câncer de pele e queimadura solar pela ausência da melanina, nosso pigmento natural que confere proteção à pele”, comenta Dra. Bruna. “O ideal é se expor ao sol antes das 9 ou 10 horas da manhã ou após às 15 ou 16h da tarde, dependendo da estação do ano, para evitar a radiação UVB, que causa vermelhidão e queimaduras no corpo”, recomenda a médica. 

A dermatologista lembra que o tratamento para vitiligo pode sensibilizar ainda mais a pele e, por isso, deve ser feito com muita responsabilidade e acompanhamento. “Deve-se lembrar que um dos possíveis tratamentos é a fototerapia, que consiste num aparelho que emite raios ultravioletas na pele, UVB ou UVA. Esse tratamento por si só pode aumentar a sensibilidade da pele e, no longo prazo, aumentar o risco de câncer de pele. No entanto, esse risco é pequeno quando bem orientado”.

Protetor solar para quem tem vitiligo: com cor? Sem cor? Saiba qual escolher

Produtos relacionados

Para evitar o risco de queimaduras e câncer de pele, é fundamental que a pele com vitiligo esteja sempre protegida por meio do filtro solar. Além disso, para uma pele tão sensível, é muito importante saber bem qual produto escolher. Dra. Bruna dá algumas dicas essenciais: “O uso do protetor solar com FPS maior ou igual a 50 é mandatório e, de preferência, com ativos antioxidantes associados e com cor. O uso de protetor solar com cor é mais eficaz porque tem um amplo espectro de proteção, fazendo uma dupla barreira contra as agressões solares”. A dermatologia ainda reafirma a necessidade da reaplicação constante do protetor e do uso de chapéus, blusas e barracas para uma exposição solar segura. 

Melasma e vitiligo têm relação? 

Como o melasma também é uma mancha de pele, será que o vitiligo é uma predisposição para esse tipo de lesão? A dermatologista explica: “Em relação ao melasma, um pequeno grupo de pacientes com vitiligo paradoxalmente também apresentam melasma, mas não é o comum. Pacientes que apresentam melasma e vitiligo possuem um melhor prognóstico em relação à repigmentação das manchas brancas quando comparados aos pacientes que só apresentam vitiligo. Esse é um assunto que precisa de mais estudos na Dermatologia.”

Dados da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD): 

https://www.sbd.org.br/sociedade-brasileira-de-dermatologia-adere-ao-dia-mundial-do-vitiligo-para-conscientizar-a-populacao-sobre-a-doenca/ 

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 07 de Junho de 2022
Modificada em: 07 de Junho de 2022

Drª Bruna Sabatovich Villarejo

Palavra do Dermatologista

Drª Bruna Sabatovich Villarejo

CRM: 5201081578

Especialista em Dermatologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ); Titulo de Especialista (concursada) em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD); Membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Limpeza de pele, peeling químico, laser: tratamentos que ajudam a pele no processo de envelhecimento saudável

Limpeza de pele, peeling químico, laser: tratamentos que ajudam a pele no processo de envelhecimento saudável

Limpeza de pele

Limpeza de pele: saiba quais são os cuidados de skincare mais importantes para quem tem pele sensível!

Limpeza de pele: saiba quais são os cuidados de skincare mais importantes para quem tem pele sensível!

Limpeza de pele

Limpeza de pele oleosa: conheça 3 produtos que não deixam a pele ressecada

Limpeza de pele oleosa: conheça 3 produtos que não deixam a pele ressecada

Limpeza de pele

Rotina de skincare com Effaclar: saiba como incluir o sabonete para pele oleosa no ritual diurno e noturno

Rotina de skincare com Effaclar: saiba como incluir o sabonete para pele oleosa no ritual diurno e noturno

Limpeza de pele

Sabonete para pele oleosa com acne, cravo e manchas na pele: conheça o refil de Effaclar e Normaderm

Sabonete para pele oleosa com acne, cravo e manchas na pele: conheça o refil de Effaclar e Normaderm

Limpeza de pele

8 opções de sabonete ou gel de limpeza para cada tipo de pele

8 opções de sabonete ou gel de limpeza para cada tipo de pele

Limpeza de pele

Últimas Matérias

Qual a melhor vitamina C para pele? Tudo o que o produto precisa ter para transformar sua rotina de skincare Ácido hialurônico: benefícios da substância para todos os tipos de pele Niacinamida pode usar de dia? O melhor momento para incluir esse produto na rotina de skincare Pele oleosa: como cuidar? Quais erros na rotina de skincare podem piorar a oleosidade da pele? Qual é o melhor creme para rugas? Tudo o que o produto precisa ter para combater o envelhecimento da pele Sensibilidade no couro cabeludo: o que pode causar? Veja como tratar esse problema
Ver mais

escolha a loja de sua preferência