Vem pro clube! quer ganhar descontos o ano todo e ainda trocar seus pontos por produtos? cadastre-se

ja faz parte
do clube?

como comprar

ainda não faz
parte do clube?

cadastre-se

MINÉRAL 89 30ML DE R$119,90 POR R$99,90. APROVEITE AGORA

Acne inversa ou hidradenite: saiba mais sobre a doença de pele inflamatória e conheça os tratamentos

O tratamento da hidradenite deve ser feito com auxílio de um dermatologista especializado
O tratamento da hidradenite deve ser feito com auxílio de um dermatologista especializado

Entrevista com Dra. Flávia Alvim Sant'Anna Addor, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Produtos relacionados

Essa doença rara, mais comum entre mulheres, é conhecida por diversos nomes e entre os mais procurados estão hidradenite, acne inversa e hidrosadenite. Geralmente confundida com furúnculo ou espinhas grandes, é caracterizada por nódulos subcutâneos inflamatórios. Para entender melhor, o DermaClub conversou com a dermatologista Flávia Addor e tirou dúvidas sobre os sintomas e tratamentos da doença. Saiba mais!

Hidradenite ou acne inversa: entenda o que é essa doença e por que ela surge

De acordo com a médica, a hidradenite é uma doença crônica do folículo piloso e das glândulas sudoríparas (apócrinas). Assim, com a obstrução, ocorre um acúmulo de sebo e suor devido à inflamação da área, deixando-a dolorida e com pus. Além disso, algumas vezes, a pressão elevada dentro do folículo ou da glândula provoca a sua ruptura, o que favorece a contaminação por bactérias e a formação de pequenos túneis das camadas mais profundas da pele. “O surgimento dessa doença tem tendência hereditária, porém é mais comum em pessoas acima do peso, fumantes e usuárias de alguns tipos de anticoncepcionais”, explicou.

Descubra quais são os sintomas da hidradenite ou acne inversa

Como identificar a hidradenite? A Dra. Flávia afirma que a doença aparece em regiões com glândulas apócrinas, nas quais duas superfícies de pele ficam em contato, como axilas, área genital, parte inferior das mamas e glúteos, além da região interna das coxas. Normalmente, trata-se de um nódulo solitário inflamado, doloroso e, com o tempo, outros podem surgir ao redor. Lesões com pontos pretos, tipo cravos, também são comuns em volta dos nódulos da acne inversa, que podem durar vários dias ou até meses. Depois de um certo período, a inflamação tende a progredir e formar um abscesso, que pode ser drenado, aliviando a dor, ou sair de forma espontânea.

Saiba quais são os estágios diferentes da hidradenite

Segundo a médica, a hidradenite pode ser dividida em três estágios. “A classificação é de acordo com a gravidade, formação de cicatrizes e comunicação entre as lesões, que resultam em desconforto e cicatrizes inestéticas”, afirmou. Conheça:

- Estágio I: formação de nódulo único ou múltiplo, porém sem túneis, canais ou cicatrizes;

- Estágio II: nódulos frequentes, formando canais, cicatrizes e túneis. No entanto, ainda é possível separar as lesões;

- Estágio III: envolvimento da região da pele agredida, com múltiplas lesões e túneis interligados com cicatrizes extensas.

Conheça os tratamentos existentes para a hidradenite ou acne inversa

Não há cura definitiva para essa doença inflamatória. No entanto, a dermatologista explica que existem tratamentos que ajudam a controlar os sintomas e prevenir novas lesões em cada estágio. “Para ambos casos é fundamental evitar tabagismo e o excesso de peso. Também são recomendados o uso de antibióticos tópicos ou drogas orais, como isotretinoína, hormônios e procedimentos como infiltração ou remoção cirúrgica. A higiene rigorosa também é essencial em todos os quadros”, disse.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 15 de Março de 2017
Modificada em: 22 de Maio de 2019

Dra. Flávia Alvim Sant'Anna Addor

Palavra do Dermatologista

Dra. Flávia Alvim Sant'Anna Addor

CRM: 66293

Dra. Flávia Addor é dermatologista formada pela Santa Casa de São Paulo, com mestrado no Departamento de Dermatologia da Universidade de São Paulo e extensão universitária na Vrije university (Bruxelas). É membro da Academia Americana de Dermatologia e sócia titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Além disso, a médica fez parte do corpo docente da Universidade de Santo Amaro em São Paulo.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Tudo sobre esfoliação: como esfoliar a pele do rosto, corpo, couro cabeludo, melhores produtos, peeling...

Tudo sobre esfoliação: como esfoliar a pele do rosto, corpo, couro cabeludo, melhores produtos, peeling...

Esfoliação

"Esfoliei demais e minha pele está vermelha e sensível": dermatologista explica o que fazer

Esfoliação

7 formas de minimizar poros abertos: microagulhamento, Serozinc, tônico... Confira as mais eficazes

7 formas de minimizar poros abertos: microagulhamento, Serozinc, tônico... Confira as mais eficazes

Poros dilatados

Microdermoabrasão: o que é? Para que serve? Devo fazer? Como cuidar da pele depois? Dermatologista explica

Microdermoabrasão: o que é? Para que serve? Devo fazer? Como cuidar da pele depois? Dermatologista explica

Esfoliação

O que são AHAS, BHAS e PHAS? Dermatologista explica as diferenças e os benefícios entre os tipos de ácidos

O que são AHAS, BHAS e PHAS? Dermatologista explica as diferenças e os benefícios entre os tipos de ácidos

Esfoliação

Escova de limpeza facial: o que é e para que serve? Conheça os benefícios dessa ferramenta para o rosto

Escova de limpeza facial: o que é e para que serve? Conheça os benefícios dessa ferramenta para o rosto

Esfoliação

Últimas Matérias

Sabonete para dermatite atópica: dermatologista explica como escolher a melhor fórmula Botox preventivo: desvende 5 mitos e verdades sobre o procedimento Peptídeos: 5 benefícios dessas moléculas na sua rotina de cuidados com a pele Microbioma da pele: o que é? Entenda o que são cuidados prebióticos, probióticos e pós-bióticos Esfoliante para o couro cabeludo: ajuda com a caspa? Resseca o cabelo? 4 mitos e verdades sobre o assunto Queratina: o que é? Qual é a função da queratina nos cabelos? Como usar na rotina de cuidados capilar?
Ver mais