Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Botox preventivo: desvende 5 mitos e verdades sobre o procedimento

Entenda a função do botox preventivo e saiba se essa técnica é indicada para você / Foto: GettyImages
Entenda a função do botox preventivo e saiba se essa técnica é indicada para você / Foto: GettyImages

Entrevista com Dra. Giselle Sanches, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Você já ouviu falar na aplicação preventiva da toxina botulínica? O procedimento minimiza rugas e linhas formadas pela contração da musculatura facial. A toxina relaxa a musculatura, enfraquecendo a contração e consequentemente as rugas formadas na região e aplicação. Mas ainda existem muitas dúvidas ao redor do procedimento, como a partir de quantos anos se pode fazer, ou como ele age na pele. O Dermaclub conversou com a Drª Giselle Sanches que revelou 5 mitos e verdades sobre o tratamento. Veja só!

1. Existe uma idade específica para aplicar botox preventivo

Mito. A toxina botulínica pode ser aplicada a partir dos 25 anos, mas a especialista revela que não existe uma idade certa para esse procedimento. “É importante que a pessoa se consulte com um dermatologista para que ele avalie a pele e realmente faça a aplicação, caso seja necessário”.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

2. O botox preventivo minimiza as rugas e linhas de expressão

Verdade. De acordo com a Drª Giselle, a aplicação da toxina botulínica deve agir de forma a harmonizar os traços faciais. “Suas doses controladas e fracionadas vão ajudar a relaxar a musculatura, reduzindo assim as rugas e linhas de expressão”. O procedimento começa a fazer efeito entre 7 a 14 dias após a aplicação, e pode durar por cerca de três a seis meses.

3. Além das rugas, o botox preventivo pode acabar com a dor de cabeça e com o bruxismo

Verdade. O procedimento é muito recomendado para o tratamento desses dois problemas.

4. Esse procedimento pode causar algum tipo de deformação

Depende. Se for realizado por um dermatologista ou cirurgião plástico, O risco de intercorrências é menor, uma vez que os mesmos são os profissionais habilitados e preparados para solucionar qualquer eventualidade relacionada à aplicação. Por isso, a Drª Tatiana ressalta que é de suma importância ter ao seu lado um especialista. “O paciente também tem a responsabilidade de seguir as orientações pré e pós procedimento, pois elas vão potencializar o efeito do tratamento, como não deitar logo após a aplicação, não ficar massageando muito a região e fazer o acompanhamento médico”.

5. O organismo cria resistência à toxina botulínica

Mito. Pode ocorrer do músculo que recebe mais aplicações regulares estar menos suscetível às aplicações e não ter a eficácia que realmente precisa. Por isso, é importante respeitar o espaçamento de tempo entre uma aplicação e outra e, também, fazer de forma mais fracionada ou com menos quantidade, deixando a pele com aspecto mais natural.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 04 de Fevereiro de 2020
Modificada em: 20 de Julho de 2021

Dra. Giselle Sanches

Palavra do Dermatologista

Dra. Giselle Sanches

CRM: 117116 / RQE 37933

Título de Especialista em Dermatologia pela Associação Médica Brasileira e Sociedade Brasileira de Dermatologia; Título de Especialista em Clínica Médica pela Associação Médica Brasileira e Sociedade Brasileira de Clínica Médica; Graduação em Medicina pela PUC de São Paulo; Pós-graduação em Dermatologia pelo Hospital Heliópolis (SUS); Pós-graduação em Clínica Médica pela Universidade Federal de São Paulo; Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

7 formas de minimizar poros abertos: microagulhamento, Serozinc, tônico... Confira as mais eficazes

7 formas de minimizar poros abertos: microagulhamento, Serozinc, tônico... Confira as mais eficazes

Poros dilatados

Protetor solar com cor de alta cobertura entope os poros? Entenda e saiba como usar o produto

Protetor solar com cor de alta cobertura entope os poros? Entenda e saiba como usar o produto

Poros dilatados

Poros superdilatados: o que são e como tratar esses pontinhos escuros no rosto? Entenda

Poros superdilatados: o que são e como tratar esses pontinhos escuros no rosto? Entenda

Poros dilatados

Tem a pele oleosa, com poros aparentes e espinhas? Confira 4 benefícios do uso contínuo de Serozinc

Tem a pele oleosa, com poros aparentes e espinhas? Confira 4 benefícios do uso contínuo de Serozinc

Poros dilatados

Pele oleosa: rotina diurna ideal para combater o brilho excessivo, poros abertos, espinhas e cravos no rosto

Pele oleosa: rotina diurna ideal para combater o brilho excessivo, poros abertos, espinhas e cravos no rosto

Poros dilatados

Cravo: pele com poros abertos tem mais tendência a formar comedões? Descubra

Cravo: pele com poros abertos tem mais tendência a formar comedões? Descubra

Poros dilatados

Últimas Matérias

Jato de plasma: o que é? Para que serve? Como é feito? Dermatologista explica tudo sobre o procedimento Manchas na pele de melasma tem cura? Dermatologista explica o que melhora e o que piora as marcas Como tirar manchas escuras nas axilas: dermatologista diz o que funciona e as receitas caseiras perigosas A pele pode se 'acostumar' com um produto de skincare? Dermatologista esclarece a dúvida Hyalu B5 olhos e Hyalu B5 sérum: tudo sobre os produtos com ácido hialurônico para rotina de skincare Como tirar olho de peixe do pé? Dermatologista indica tratamentos e cuidados para prevenir a verruga
Ver mais

escolha a loja de sua preferência