Vem pro clube! quer ganhar descontos o ano todo e ainda trocar seus pontos por produtos? cadastre-se

ja faz parte
do clube?

como comprar

ainda não faz
parte do clube?

cadastre-se

Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Cabelo oleoso: como evitar o aspecto sujo dos fios limitando a migração de óleo para a fibra capilar

Sofre com excesso de oleosidade no cabelo? Saiba como evitar o problema
Sofre com excesso de oleosidade no cabelo? Saiba como evitar o problema

Entrevista com Dra. Lilia Guadanhim, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Você tem cabelo oleoso? Além da pele, a oleosidade pode tomar conta de outras áreas do nosso corpo, como, por exemplo, os fios. Quem tem o couro cabeludo muito oleoso pode desenvolver diversos problemas na região - desde o surgimento de caspa até o aspecto pesado e sujo das madeixas. Quer saber como acabar com esse problema? O DermaClub conversou com a dermatologista Lilia Guadanhim, de São Paulo, que esclareceu alguns cuidados para evitar a migração de óleo para a fibra capilar.

Entenda de que maneira a oleosidade do cabelo é produzida

De acordo com a médica, o sebo da pele e do couro cabeludo são produzidos pela glândula sebácea - parte da unidade pilo-sebácea - juntamente com o pelo e o músculo piloeretor. “O couro cabeludo é uma área propensa à oleosidade porque é extremamente rico em glândulas sebáceas. Assim, a oleosidade excessiva - ou seborreia - acontece em indivíduos predispostos, e acomete até 30% da população geral”, esclareceu.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

O que o excesso de oleosidade pode causar ao seu cabelo?

Quando não é tratado, o excesso de oleosidade pode desencadear uma porção de problemas, como, por exemplo, um quadro de dermatite seborreica, no qual a pessoa percebe uma vermelhidão e sente muita coceira acompanhada de descamação de flocos brancos no couro cabeludo - caspa. “A doença gera um grande impacto na qualidade de vida dos pacientes por conta da vontade de coçar a cabeça e principalmente pela descamação”. Além deste incômodo, o excesso de oleosidade pode migrar para os fios e deixar a região com aspecto pesado e sujo.

Cuidados que limitam a migração da oleosidade para a fibra capilar

O cabelo precisa e deve ter uma oleosidade natural para manter os fios hidratados e longe do ressecamento. Mas quando essa quantidade de óleo se torna excessiva, acaba causando problemas de um modo geral - da raiz até as pontas. “Por isso, devemos limitar essa migração de oleosidade para a fibra capilar fazendo um bom controle do quadro de base, que pode ser feito com o uso de shampoos com ativos seborreguladores”, indicou. Em casos agudos, o uso de corticoides tópicos deve ser receitado pelo médico dermatologista.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 27 de Fevereiro de 2018
Modificada em: 23 de Maio de 2019

Dra. Lilia Guadanhim

Palavra do Dermatologista

Dra. Lilia Guadanhim

CRM: 133850

Formação em Medicina, Residência Médica em Dermatologia e Especialização em Cosmiatria pela Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo. Possui título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e Associação Médica Brasileira, além de ser membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da International Dermoscopy Society. Tem especializações em Cosmiatria - Toxina Botulínica e Preenchimento na França e Dermatoscopia - Oncologia Cutânea na Itália. É médica colaboradora da Unidade de Cosmiatria da Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Dormir de maquiagem pode causar oleosidade, cravos e espinhas. Como limpar a pele com make corretamente

Dormir de maquiagem pode causar oleosidade, cravos e espinhas. Como limpar a pele com make corretamente

Acne e espinha

Acne neonatal: o que é? Quais são as causas? Como tratar as espinhas no bebê

Acne neonatal: o que é? Quais são as causas? Como tratar as espinhas no bebê

Acne e espinha

#AcnePositivity: conheça o movimento que apoia a autoaceitação de espinhas

#AcnePositivity: conheça o movimento que apoia a autoaceitação de espinhas

Acne e espinha

Como tirar oleosidade do rosto no verão: produtos + rotina de skincare para pele oleosa com cravos e espinhas

Como tirar oleosidade do rosto no verão: produtos + rotina de skincare para pele oleosa com cravos e espinhas

Acne e espinha

Sabonete para acne: conheça o melhor produto para o rosto + rotina de skincare para cravos e espinhas

Sabonete para acne: conheça o melhor produto para o rosto + rotina de skincare para cravos e espinhas

Acne e espinha

4 melhores produtos para a redução de acne e cravos + controle da oleosidade + ação anti-idade

4 melhores produtos para a redução de acne e cravos + controle da oleosidade + ação anti-idade

Acne e espinha

Últimas Matérias

Traços da tatuagem: dermatologista e tatuadora indicam todos os cuidados para manter o desenho perfeito Falhas no cabelo: o que é alopecia areata? Causas e tratamento para a doença que motiva a queda de cabelo Ácido salicílico: para que serve? Qual é a função? Como usar na rotina de skincare? Dermatologista indica Skincare no verão: 4 produtos para prevenir queimadura solar, mancha, câncer de pele e envelhecimento precoce Cabelo caindo muito: estresse, química, alimentação... 5 fatores que podem causar a queda dos fios Foliculite decalvante: o que é? Como tratar o problema que causa queda de cabelo e calvície
Ver mais