Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Cabelo sensibilizado? Dermatologista explica por que acontece e como cuidar dos fios danificados

Nas mudanças de textura ou cor do cabelo são utilizados muitos tipos de ativos químicos, que acabam danificando a fibra capilar
Nas mudanças de textura ou cor do cabelo são utilizados muitos tipos de ativos químicos, que acabam danificando a fibra capilar

Entrevista com Dra. Valéria Marcondes, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Para quem quer mudar o visual, a primeira opção que vem à cabeça, geralmente, é transformar os cabelos, investindo em tratamentos químicos, como coloração e mudança de textura. No entanto, quando exageramos nesses processos, acabamos danificando os fios, deixando-os mais quebradiços, opacos e fracos. Para entender os motivos que causam essa sensibilidade à fibra capilar, o DermaClub conversou com a dermatologista Valéria Marcondes, de São Paulo. Confira!

Entenda o que causa a sensibilidade da fibra capilar

De acordo com a médica, nas mudanças de textura (alisamentos) ou cor (mechas, coloração ou descoloração) são utilizados muitos tipos de ativos químicos, que acabam danificando a fibra capilar. Além disso, os agentes externos, como poluição, radiação ultravioleta, água do mar e piscina e as altas temperaturas dos secadores e chapinhas também são responsáveis por sensibilizar as madeixas.

Saiba como agem os produtos indicados para cuidar dos fios danificados

Atualmente, existem diversos produtos que promovem a saúde do cabelo, devolvendo elementos fundamentais que se perdem durante processos químicos para transformar o visual. “O principal objetivo desses produtos é tratar a fibra e também oferecer efeito final estético, que é percebido em um cabelo saudável, brilhoso e hidratado. Para isso, eles apresentam ativos semelhantes à composição da fibra capilar, como queratina, lipídios, aminoácidos e vitaminas”, contou.

Descubra como prevenir a sensibilização da fibra capilar

Segundo a médica, existem produtos destinados ao tratamento do cabelo sensibilizado, que contam com diferentes substâncias poderosas, sendo as mais utilizadas os óleos vegetais, a queratina e os filtros UV. “Estes dermocosméticos têm a capacidade de manter e intensificar a hidratação, repor os lipídios perdidos durante processos químicos e físicos, além de ajudar na reparação dos danos da cutícula, restaurando o brilho e a maciez”, explicou.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 30 de Maio de 2017
Modificada em: 20 de Julho de 2021

Dra. Valéria Marcondes

Palavra do Dermatologista

Dra. Valéria Marcondes

CRM: 50.283

Graduada em medicina pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos, com residência no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), Valéria Marcondes é membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), além de membro fundadora da Sociedade de Laser de São Paulo. A especialista ainda ministra frequentemente aulas e workshops, e possui diversos trabalhos e artigos publicados em periódicos científicos, bem como inúmeras participações em congressos nacionais e internacionais. Hoje, é médica e fundadora da Clínica Valéria Marcondes, voltada para tratamentos de beleza e estética de homens e mulheres, com sedes localizadas em Alphaville e Pacaembu, São Paulo.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Produtos com ácidos: como evitar a irritação da pele? Confira a opinião de uma dermatologista

Produtos com ácidos: como evitar a irritação da pele? Confira a opinião de uma dermatologista

Dermatologista

Harmonização facial: o que é? Quais os prós e contras desse procedimento estético?

Harmonização facial: o que é? Quais os prós e contras desse procedimento estético?

Dermatologista

Sérum: ácido hialurônico, vitamina C, ácido salicílico, retinol... qual é o mais indicado para a pele oleosa?

Sérum: ácido hialurônico, vitamina C, ácido salicílico, retinol... qual é o mais indicado para a pele oleosa?

Dermatologista

Vitamina C e retinol: como incluir os ativos na mesma rotina de skincare para otimizar o tratamento de manchas

Vitamina C e retinol: como incluir os ativos na mesma rotina de skincare para otimizar o tratamento de manchas

Dermatologista

Como tratar manchas escuras na pele do pescoço? Skincare com vitamina C, ácido tranexâmico e protetor solar

Como tratar manchas escuras na pele do pescoço? Skincare com vitamina C, ácido tranexâmico e protetor solar

Dermatologista

Como usar ácido tranexâmico para melasma? Veja a melhor forma de incluir o produto na rotina de skincare

Como usar ácido tranexâmico para melasma? Veja a melhor forma de incluir o produto na rotina de skincare

Dermatologista

Últimas Matérias

Neurodermatite: o que é? Como tratar? É a mesma coisa que dermatite atópica? Dermatologista explica Dermatite de contato: o que é, quais os sintomas e como tratar as bolinhas na pele que coçam O que é rosácea: tratamento e controle das manchas vermelhas na pele com skincare e procedimentos O que é psoríase gutata? Dermatologista explica os sintomas de psoríase e como tratar a doença de pele Kit skincare outono/inverno com Cicaplast Baume B5 e Cicaplast Lábios para prevenir a pele ressecada Água termal para rosácea, dermatite atópica... 5 doenças de pele em que o produto é necessário
Ver mais

escolha a loja de sua preferência