Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Câncer de pele: infográfico explica o método ABCDE para reconhecimento de melanoma

Redação por Leonor Militao

Uma das doenças de pele que mais acomete a população brasileira é o câncer de pele. Para prevenir o aparecimento desse problema, é essencial analisar todas as pintas e manchas para excluir a possibilidade de um melanoma no local. Para isso, existe o método ABCDE, muito recomendado pelos dermatologistas para fazer um autoexame da pele. No infográfico abaixo, o DermaClub explica como analisar cada detalhe da sua pinta - confira!

Confira o infográfico e saiba como distiguir cada pinta na pele para saber se se trata de melanoma / Foto: DermaClub
Confira o infográfico e saiba como distiguir cada pinta na pele para saber se se trata de melanoma / Foto: DermaClub

O aspecto dos sinais e manchas na pele é essencial na hora de avaliar se se trata de um melanoma ou não. Com o diganóstico recente, é possível tratar essa doença de pele - caso contrário, pode ser que ela se transforme num problema maior, podendo causar até a morte. Assim, vale analisar cada pinta do seu corpo em questão de: assimetria, bordas, cor, diâmetro e evolução

Assimetria

Um dos detalhes a observar na sua pinta é se o seu formato é simétrico ou não. 

NORMAL: a pinta é simétrica;
ALTERADA: a pinta tem uma metade diferente da outra.

Bordas

O perímetro do seu sinal, ou seja, as suas bordas, também podem indicar um possível melanoma.

NORMAL: as bordas são regulares;
ALTERADA: o cortorno é indefinido.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Cor

Outro aspecto a observar é a cor - o ideal é que a sua pinta tenha uma cor uniforme e não possua vários tons.

NORMAL: a pinta tem uma cor uniforme;
ALTERADA: existem várias cores numa mesma lesão.

Diâmetro

Se a sua pinta é muito grande, também pode ser um sinal de melanoma.

NORMAL: a pinta é menor que 5mm;
ALTERADA: a pinta é maior que 5mm.

Evolução

O ideal é que a sua pinta se mantenha igual ao longo dos tempos, caso contrário, pode se tratar de melanoma.

NORMAL: a pinta mantém o formato;
ALTERADA: a pinta muda rapidamente de tamanho, forma, espessura e/ou cor.

Se você identificou algum pinta alterada, consulte imediatamente seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 30 de Outubro de 2018
Modificada em: 21 de Julho de 2021

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Manchas nas costas podem ser melasma? Dermatologista indica o melhor tratamento para as marcas

Manchas nas costas podem ser melasma? Dermatologista indica o melhor tratamento para as marcas

Manchas na pele

Manchas vermelhas no corpo que coçam e se espalham: o que pode ser? Alergia, psoríase ou dermatite atópica?

Manchas vermelhas no corpo que coçam e se espalham: o que pode ser? Alergia, psoríase ou dermatite atópica?

Manchas na pele

Como disfarçar marcas de espinhas: passo a passo para esconder as cicatrizes e manchas de acne

Como disfarçar marcas de espinhas: passo a passo para esconder as cicatrizes e manchas de acne

Manchas na pele

Vitamina C e retinol: como incluir os ativos na mesma rotina de skincare para otimizar o tratamento de manchas

Vitamina C e retinol: como incluir os ativos na mesma rotina de skincare para otimizar o tratamento de manchas

Manchas na pele

Como tratar manchas escuras na pele do pescoço? Skincare com vitamina C, ácido tranexâmico e protetor solar

Como tratar manchas escuras na pele do pescoço? Skincare com vitamina C, ácido tranexâmico e protetor solar

Manchas na pele

Como usar ácido tranexâmico para melasma? Veja a melhor forma de incluir o produto na rotina de skincare

Como usar ácido tranexâmico para melasma? Veja a melhor forma de incluir o produto na rotina de skincare

Manchas na pele

Últimas Matérias

Hidratante para pele com espinhas? Saiba porque a pele ressecada pode aumentar a oleosidade e a acne É possível fechar os poros abertos? Que cuidados com a pele oleosa devem ser adotados? Manchas, envelhecimento, câncer de pele: por que você não deve descuidar da proteção solar mesmo no inverno! Linhas de expressão na testa: veja como é possível amenizar esses sinais da pele! Resenha H.A. Filler: veja como o sérum anti-idade de Vichy ajuda a evitar rugas e linhas de expressão Rotina de skincare com Effaclar: saiba como incluir o sabonete para pele oleosa no ritual diurno e noturno
Ver mais

escolha a loja de sua preferência