Vem pro clube! quer ganhar descontos o ano todo e ainda trocar seus pontos por produtos? cadastre-se

ja faz parte
do clube?

como comprar

ainda não faz
parte do clube?

cadastre-se

Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Como acabar com a celulite: tratamentos, causas e como evitar o efeito "casca de laranja" na pele

Saiba tudo sobre a celulite e como acabar com esse problema na pele
Saiba tudo sobre a celulite e como acabar com esse problema na pele

Redação por Livia Dambrosio

A celulite, considerada um tabu para muitas mulheres e uma característica completamente normal para outras, é o nome popular que damos à lipodistrofia ginóide. Caracterizada pelo surgimento de vários furinhos na pele, ela afeta cerca de 95% das mulheres após a puberdade e existem muitos fatores que colaboram para o seu surgimento. Mas, afinal, existe cura para a celulite? É possível evitar o surgimento dessas marcas no corpo? Para esclarecer essas e outras dúvidas sobre o assunto, o DermaClub conversou com alguns dermatologistas que desmistificaram mitos e verdades e qual o melhor tratamento para celulite. Veja só!

1. O que é celulite?

Chamada de celulite, a lipodistrofia ginóide é o nome que se dá a inflamação no tecido celular. De acordo com a dermatologista Marilu Tiuba, de Salvador, “o problema acontece através de algumas alterações do tecido adiposo e na microcirculação linfática, o que acaba causando uma fibroesclerose no tecido conectivo”. Existem também outros motivos que causam o agravamento dos furinhos, como alterações hormonais de estrogênios, genética e maus hábitos.

1.1. Celulite é uma doença?

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), a celulite não é considerada uma doença, mas sim uma preocupação estética para muitas mulheres. Os primeiros furinhos costumam aparecer nos quadris, coxas e nádegas - partes em que a gordura está sob forte influência do estrogênio. As marcas também podem ser vistas nas mamas, braços e parte inferior do abdômen em todos os biotipos.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

1.2. Conheça os graus da celulite

A celulite possui diferentes níveis que são classificados do 0 ao III. Conheça todos eles:

- Grau 0: se a pessoa estiver em pé, não há alterações na superfície cutânea;
- Grau I: as depressões e elevações aparecem pelo pinçamento ou contração muscular;
- Grau II: aspecto de casca de laranja já na posição de pé, sem auxílio de qualquer manobra;
- Grau III: presença de alterações do grau II, mas agora já apresentando nódulos e elevações na região afetada. Esse grau pode causar desconfortos e dores em algumas regiões.

2. Tipos de celulite

Embora seja mais conhecida como um problema estético, a celulite também pode ser classificada como um problema de saúde, como é o caso da celulite infecciosa. Veja como ela pode ocorrer:

2.1. Celulite infecciosa ou celulite bacteriana

A celulite infecciosa, também conhecida como celulite bacteriana, é causada pelo ataque de bactérias dos gêneros estreptococos e estafilococos. A Dra. Lilia Guadanhim, de São Paulo, afirma que, “esses micro-organismos penetram na pele a partir de uma porta de entrada, que pode ser uma ferida, úlcera, bolha ou até uma micose nos pés, causando dor, irritação, ardência local e até a infecção do organismo”, esclareceu.

2.2. Celulite facial

O mesmo acontece com a celulite facial - uma infecção causada por bactérias que atingem as camadas mais profundas da pele (derme e hipoderme) de qualquer região do corpo, apesar do nome, sendo mais frequente nas pernas, braços e face. A Dra. Flávia Ravelli, de São Paulo, explica que “o local afetado pode ficar inchado, vermelho e quente, pode haver, ainda, febre e mal-estar. Geralmente, a doença surge após traumas ou feridas locais”, disse.

3. Sintomas da celulite

Por existirem vários graus de celulite, o problema pode ser classificado através de vários sintomas, dependendo do seu quadro.

Nos casos mais simples, podemos perceber os seguintes sinais:

- Depressões ao pinçar a pele com os dedos ou quando os músculos se contraem.
- Aspecto acolchoado.
- Nodulações sempre visíveis.

Já nos graus avançados, é possível notar:

- Dor.
- Sensibilidade.
- Região mais fria.
- Pele com aspecto irregular.

4. Causas da Celulite

4.1. Hereditariedade: se alguém da sua família tiver celulite, como a sua mãe ou sua tia, você tem grandes chances de desenvolver o problema também.

4.2. Problemas circulatórios: quando o sangue não flui bem, a drenagem das toxinas fica prejudicada e isso deixa o líquido que fica entre as células mais viscoso, causando, assim, a celulite.

4.3. Alterações hormonais: níveis de estrogênio (hormônio feminino) muito altos provocam disfunções no metabolismo que podem criar ou agravar a celulite.

4.4. Pílula anticoncepcional: o comprimido também pode desencadear o problema, pois adiciona mais uma dose extra de hormônios no seu organismo.

4.5. Má alimentação: a ingestão em excesso de açúcares e carboidratos pode causar inflamação no tecido celular e causar a celulite.

4.6. Falta de exercícios físicos: o sedentarismo também contribui para o excesso de toxinas no organismo que causam o aparecimento dos furinhos no corpo.

5. Como prevenir a celulite?


5.1. Adotar uma alimentação saudável

Aposte em alimentos termogênicos e diuréticos que aumentam a queima de calorias e eliminam as toxinas do organismo, como a aveia, banana, alho, salsa e avelã, que são ricos em silício e ajudam na produção do colágeno

5.2. Evitar o consumo de açúcar

Alimentos com alto nível de açúcar aumentam a retenção de líquido no organismo, e ainda geram enrijecimento do colágeno, aumentando o inchaço e a celulite.

5.3. Praticar exercícios físicos

A perda de peso e redução de calorias são fundamentais para prevenir e melhorar as lesões.

5.4. Não usar roupas muito apertadas

Elas afetam na circulação sanguínea e podem piorar o aspecto da celulite, pois costumam causar inchaço.

5.5. Parar de fumar

O cigarro afeta a qualidade do sangue que chega até a pele, afetando a elasticidade e facilitando assim o surgimento da celulite.

6. Como tratar a celulite?


Segundo a médica, uma pessoa que tem celulite e quer melhorar a aparência dos furinhos precisa mudar completamente o estilo de vida. “Em primeiro lugar, é importante fazer uma atividade física, ter boas noites de sono, adotar uma alimentação saudável, beber bastante água, evitar açúcar, café, bebida alcoólica e apostar mais em legumes, frutas e verduras”. Já a parte hormonal deve ser verificada por um médico especialista. Além disso, vale investir em alguns tratamentos, listados abaixo.

6.1. Como eliminar celulite?

Intradermoterapia: é a aplicação de medicamentos, também conhecidos como enzimas, via injeção na pele. Para tratar a celulite, são usados ativos que melhoram a circulação da pele e anti-inflamatórios.

Ultrassom: chamado de lipocavitação, esse procedimento age quebrando as células de gordura e melhorando a oxigenação da pele acometida.

Drenagem linfática: a massagem coopera para que seu sistema linfático trabalhe melhor, filtrando o excesso de líquido e de toxinas que ficam nos tecidos. Assim, é possível diminuir o inchaço e melhorar a circulação, reduzindo celulite, gordura localizada e flacidez.

Radiofrequência: é um tratamento a laser mais indicados pelos dermatologistas que melhora a flacidez da pele e a circulação de sangue no local.

6.2. Carboxiterapia é seguro?

A carboxiterapia é uma técnica que consiste na entrada de gás carbônico na pele por meio de agulhas, provocando uma vasodilatação e melhorando a circulação sanguínea. Embora o procedimento seja muito procurado para tratar casos de estrias e celulite severos, a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) não considera seguro. Isso porque não possui nenhuma comprovação de segurança ou eficácia e é considerada apenas como um procedimento experimental.

7. Mitos e verdades sobre celulite

7.1 Somente mulheres podem desenvolver celulite.

Mito! Embora seja mais comum em mulheres, a celulite também pode ser observada em homens. Quando há alteração na produção de hormônios no corpo do homem e alimentação rica em gorduras é possível notar a presença de celulite.

7.2 Refrigerante aumenta a celulite.

Verdade! O refrigerante é uma bebida com muito açúcar e quando consumimos esse ingrediente em excesso, ele pode promover no organismo um processo de glicação. Assim, a pele se torna mais flácida, levando à celulite.

7.3 Usar calças apertadas favorece o aparecimento de celulite.


Verdade! De acordo com o Journal of Neurology, o uso de calças jeans apertadas, além de causar problemas graves nos músculos e nervos nas pernas, pode propiciar estrias e celulite. Isso impede a eliminação do excesso de toxinas no corpo.

7.4 Apenas pessoas acima do peso têm celulite.

Mito! O excesso de peso não é o único motivo do surgimento da celulite. Pessoas com o peso adequado podem desenvolver o quadro por conta de má alimentação, hereditariedade, sedentarismo, tabagismo ou desproporção entre células de gordura e massa muscular.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 05 de Junho de 2018
Modificada em: 05 de Junho de 2018

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Automassagem relaxante para o corpo: saiba como fazer e conheça os benefícios da técnica

Automassagem relaxante para o corpo: saiba como fazer e conheça os benefícios da técnica

Corpo

Sabonete para dermatite atópica: dermatologista explica como escolher a melhor fórmula

Sabonete para dermatite atópica: dermatologista explica como escolher a melhor fórmula

Corpo

Microbioma da pele: o que é? Entenda o que são cuidados prebióticos, probióticos e pós-bióticos

Microbioma da pele: o que é? Entenda o que são cuidados prebióticos, probióticos e pós-bióticos

Corpo

Cuidado e prevenção: a importância da limpeza e hidratação adequadas para preservar a barreira da pele

Cuidado e prevenção: a importância da limpeza e hidratação adequadas para preservar a barreira da pele

Corpo

O que são peptídeos? Conheça os poderosos ativos que atuam na perda de colágeno

O que são peptídeos? Conheça os poderosos ativos que atuam na perda de colágeno

Corpo

Cafeína para a pele: da proteção solar ao combate à celulite, descubra 3 benefícios surpreendentes

Cafeína para a pele: da proteção solar ao combate à celulite, descubra 3 benefícios surpreendentes

Celulite

Últimas Matérias

Entenda a diferença entre os 3 séruns anti-idade de La Roche-Posay: Salicyli C10, Retinol B3 e Hyalu B5 Repair Heróis da vida real: relato de um dermatologista que trabalha na linha de frente contra a COVID-19 Rotina de skincare na quarentena para cada tipo de pele + dicas para cabelo e corpo Aparelhos removedores de cravos: funcionam? Quais os riscos? Como remover de forma segura e como evitar Coceira na pele após o banho: entenda porque isso acontece e como tratar Conheça Lipikar Baume AP+M, da La Roche-Posay: o novo creme de hidratação profunda e ação anti-coceira
Ver mais