Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Como tirar olho de peixe do pé? Dermatologista indica tratamentos e cuidados para prevenir a verruga

 Saiba o que causa o olho de peixe no pé e os cuidados necessários para tratar o quadro

Saiba o que causa o olho de peixe no pé e os cuidados necessários para tratar o quadro

Entrevista com Dra. Betina Stefanello, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Você já ouviu falar em olho de peixe? Popularmente conhecido por esse termo, o quadro se trata de uma verruga causada pelo vírus papilomavírus humano (HPV) que pode surgir em diferentes partes do corpo. No entanto, seu aparecimento é mais comum na sola dos pés, já que a região costuma apresentar fissuras e traumas que facilitam a instalação do vírus. Para entender os sintomas e os tratamentos mais indicados para olho de peixe no pé, o DermaClub conversou com a dermatologista Betina Stefanello, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, que explicou as principais dúvidas sobre o assunto.

Olho de peixe no pé: o que é?

De maneira geral, a expressão olho de peixe é usada para representar a verruga plantar. “O quadro recebe esse nome porque quando há uma pressão sobre a lesão, como o ato de pisar, é possível notar um formato semelhante ao de um olho de peixe”, explica a dermatologista.

A lesão benigna é decorrente da contaminação de um vírus do grupo HPV que pode entrar no organismo através de pequenos cortes ou rachaduras, que são comuns nas solas dos pés. “Existem mais de 125 tipos de HPV. Diferente do modelo conhecido por causar a HPV genital, o vírus responsável pelo olho de peixe não é cancerígeno”, afirma Betina.

As características e sintomas do olho de peixe no pé

O olho de peixe é caracterizado pelo surgimento de verrugas na cor da pele ou amareladas, com diferentes tipos de tamanhos - do pequeno ao médio - em várias partes do corpo. Quando o quadro se apresenta nas solas dos pés, a Dra. Betina revela: o principal sintoma é a dor, principalmente ao pisar ou caminhar. Nos casos em que o paciente manuseia ou catuca as lesões, é possível que ocorra sangramento e inflamação.


Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Produtos relacionados

Como tirar olho de peixe do pé: veja os tratamentos mais indicados

Segundo a dermatologista, os tratamentos mais indicados para olho de peixe são a retirada da lesão com bisturi e o uso de medicações prescritas sob orientação médica. “Nesse caso, pode-se utilizar alguns ácidos em consultório na região afetada. O paciente também pode continuar o tratamento em casa através de substâncias menos potentes até que o olho de peixe desapareça”, conta.

Além disso, o uso de crioterapia também pode ser recomendado pelo profissional, já que a técnica terapêutica é capaz de tratar inflamações através de aplicações frias no local. De qualquer maneira, assim que perceber um olho de peixe no pé, o ideal é procurar um dermatologista para receber o tratamento mais adequado para o seu quadro.

É possível prevenir o olho de peixe?

As vacinas utilizadas contra o HPV, que costumam ser recomendadas para prevenção da infecção genital, também combatem os subtipos dos vírus, inclusive os que causam as verrugas na pele apelidadas de olho de peixe. Além disso, existem outros cuidados essenciais que podem ajudar a prevenir o quadro. Veja só:

- Não manipule ou arranque as verrugas. Dessa forma, é possível diminuir os riscos de infecções e, ao mesmo tempo, evitar o surgimento de novas lesões;

- Ao notar o surgimento de lesões parecidas com olho de peixe, busque um dermatologista de confiança imediatamente. Nesse caso, o tratamento precoce é o seu maior aliado;

- Mantenha a região dos pés hidratada para evitar o surgimento de cortes ou rachaduras. Para isso, vale apostar em produtos com ativos hidratantes como o ácido hialurônico e renovadores, como o ácido salicílico.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 27 de Julho de 2021
Modificada em: 29 de Julho de 2021

Dra. Betina Stefanello

Palavra do Dermatologista

Dra. Betina Stefanello

CRM: 52-913715

Médica graduada pela Universidade Federal De Santa Catarina, pós-graduação em dermatologia pelo Instituto de Dermatologia Professor Rubem David Azulay Da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro. Título de especialista de dermatologista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia - SBD. Internship in Skin Cancer in Santa Maria Nuova Reggio Emilia e dermatology in Hôpital L’arche in Nice. Chefe do setor de Cosmiatria do Instituto de Dermatologia Professor Rubem David Azulay. Sócia da Clínica de Dermatologia Les Peaux no Rio de Janeiro. Autora de diversos artigos e capítulos de livro na área de Cosmiatria.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Produtos com ácidos: como evitar a irritação da pele? Confira a opinião de uma dermatologista

Produtos com ácidos: como evitar a irritação da pele? Confira a opinião de uma dermatologista

Dermatologista

Harmonização facial: o que é? Quais os prós e contras desse procedimento estético?

Harmonização facial: o que é? Quais os prós e contras desse procedimento estético?

Dermatologista

Sérum: ácido hialurônico, vitamina C, ácido salicílico, retinol... qual é o mais indicado para a pele oleosa?

Sérum: ácido hialurônico, vitamina C, ácido salicílico, retinol... qual é o mais indicado para a pele oleosa?

Dermatologista

Vitamina C e retinol: como incluir os ativos na mesma rotina de skincare para otimizar o tratamento de manchas

Vitamina C e retinol: como incluir os ativos na mesma rotina de skincare para otimizar o tratamento de manchas

Dermatologista

Como tratar manchas escuras na pele do pescoço? Skincare com vitamina C, ácido tranexâmico e protetor solar

Como tratar manchas escuras na pele do pescoço? Skincare com vitamina C, ácido tranexâmico e protetor solar

Dermatologista

Como usar ácido tranexâmico para melasma? Veja a melhor forma de incluir o produto na rotina de skincare

Como usar ácido tranexâmico para melasma? Veja a melhor forma de incluir o produto na rotina de skincare

Dermatologista

Últimas Matérias

Neurodermatite: o que é? Como tratar? É a mesma coisa que dermatite atópica? Dermatologista explica Dermatite de contato: o que é, quais os sintomas e como tratar as bolinhas na pele que coçam O que é rosácea: tratamento e controle das manchas vermelhas na pele com skincare e procedimentos O que é psoríase gutata? Dermatologista explica os sintomas de psoríase e como tratar a doença de pele Kit skincare outono/inverno com Cicaplast Baume B5 e Cicaplast Lábios para prevenir a pele ressecada Água termal para rosácea, dermatite atópica... 5 doenças de pele em que o produto é necessário
Ver mais

escolha a loja de sua preferência