Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Cravos na pele podem virar espinha? Faz mal espremer? 5 mitos e verdades sobre os comedões

 Lidar com cravos na pele é mais comum do que se imagina. Esclareça as principais dúvidas sobre o assunto e descubra como tratar os comedões./ Foto de  EKATERINA BOLOVTSOVA  no  Pexels

Lidar com cravos na pele é mais comum do que se imagina. Esclareça as principais dúvidas sobre o assunto e descubra como tratar os comedões./ Foto de EKATERINA BOLOVTSOVA no Pexels

Redação por Úrsula Lima

Engana-se quem pensa que o surgimento de cravos na pele não requer uma atenção especial. Comuns em quem possui a pele oleosa, esses pontinhos pretos podem influenciar diretamente no aumento da oleosidade e na dilatação dos poros - o que causa espinhas na pele e outros quadros. Por isso, é importante ter em mente todos os cuidados necessários para tratar cravos e espinhas da maneira correta. Mas será que você sabe todas essas informações? Pensando em te ajudar, o Dermaclub reuniu os principais mitos e verdades sobre os cravos na pele.

1. “Cravos na pele podem virar espinhas”

Verdade. Embora o surgimento de cravos na pele não seja sinônimo de futuras espinhas, o quadro pode ocorrer. No entanto, vale ressaltar que comedões pretos ou abertos não evoluem para acne. Nesse caso, o que causa espinhas na pele são os cravos fechados e brancos que possuem bactérias que se proliferam e se alimentam do sebo acumulado na região.

2. “A esfoliação é a melhor técnica para remover cravos na pele em casa”

Verdade. Quando se trata de cravos e espinhas, uma coisa é certa: a esfoliação é uma etapa que deve fazer parte da sua rotina de skincare. O tratamento ajuda a desobstruir os poros e promove a renovação celular, o que ajuda a minimizar os cravos na pele.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Para um garantir um bom resultado, é importante fazer uma vaporização durante o banho, aproveitando o vapor da água do chuveiro por alguns minutos. Depois disso, é possível aplicar o esfoliante e espalhá-lo com movimentos leves e giratórios para ajudar na remoção dos cravos na pele.

Produtos relacionados

3. “Lavar o rosto várias vezes ao dia impede a formação de cravos e espinhas”

Mito. Ainda que a oleosidade seja uma das principais causas dos cravos na pele, combatê-la por completo não é a solução para os comedões. Na verdade, o hábito de lavar o rosto várias vezes ao dia pode contribuir para o ressecamento da pele, causando o efeito rebote - que é quando a pele produz mais sebo para compensar a perda e, consequentemente, favorece os cravos e espinhas na pele. Por isso, o ideal é limpar o rosto com um sabonete que ajude no controle da oleosidade na medida certa, no máximo, duas vezes ao dia, pela manhã e à noite.

Produtos relacionados

4. “Tônicos faciais ajudam no tratamento de cravos na pele”

Verdade. O tônico facial é um dos cuidados que devem fazer parte da rotina de skincare de quem possui cravos e espinhas. Além de completar a limpeza da pele, ele reduz o acúmulo de oleosidade e a aparência dos comedões. Nesse caso, vale apostar em um tônico facial com ácidos que promovem a renovação celular, como o ácido glicólico e ácido salicílico para evitar a formação de cravos e espinhas na pele.

5. “Milium é um tipo de cravo na pele”

MitoO milium pode até ter uma aparência parecida com a dos cravos na pele, mas o seu mecanismo de formação é bem diferente. No cravo, há uma obstrução da unidade pilossebácea, enquanto no caso do milium, ocorre encarceramento de células da primeira camada de pele na segunda camada - o que resulta nas lesões com cor esbranquiçada ou amarelada no rosto, principalmente ao redor dos olhos.

*Ficou com dúvidas? Procure o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e agende uma consulta!

Publicada em: 08 de Julho de 2021
Modificada em: 23 de Julho de 2021

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

7 formas de minimizar poros abertos: microagulhamento, Serozinc, tônico... Confira as mais eficazes

7 formas de minimizar poros abertos: microagulhamento, Serozinc, tônico... Confira as mais eficazes

Poros dilatados

Protetor solar com cor de alta cobertura entope os poros? Entenda e saiba como usar o produto

Protetor solar com cor de alta cobertura entope os poros? Entenda e saiba como usar o produto

Poros dilatados

Poros superdilatados: o que são e como tratar esses pontinhos escuros no rosto? Entenda

Poros superdilatados: o que são e como tratar esses pontinhos escuros no rosto? Entenda

Poros dilatados

Tem a pele oleosa, com poros aparentes e espinhas? Confira 4 benefícios do uso contínuo de Serozinc

Tem a pele oleosa, com poros aparentes e espinhas? Confira 4 benefícios do uso contínuo de Serozinc

Poros dilatados

Pele oleosa: rotina diurna ideal para combater o brilho excessivo, poros abertos, espinhas e cravos no rosto

Pele oleosa: rotina diurna ideal para combater o brilho excessivo, poros abertos, espinhas e cravos no rosto

Poros dilatados

Cravo: pele com poros abertos tem mais tendência a formar comedões? Descubra

Cravo: pele com poros abertos tem mais tendência a formar comedões? Descubra

Poros dilatados

Últimas Matérias

Jato de plasma: o que é? Para que serve? Como é feito? Dermatologista explica tudo sobre o procedimento Manchas na pele de melasma tem cura? Dermatologista explica o que melhora e o que piora as marcas Como tirar manchas escuras nas axilas: dermatologista diz o que funciona e as receitas caseiras perigosas A pele pode se 'acostumar' com um produto de skincare? Dermatologista esclarece a dúvida Hyalu B5 olhos e Hyalu B5 sérum: tudo sobre os produtos com ácido hialurônico para rotina de skincare Como tirar olho de peixe do pé? Dermatologista indica tratamentos e cuidados para prevenir a verruga
Ver mais

escolha a loja de sua preferência