Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Cremes para olheiras profundas: quais os melhores ativos para tratar os sulcos abaixo dos olhos

Se você tem olheiras profundas precisa descobrir os melhores ativos para usar
Se você tem olheiras profundas precisa descobrir os melhores ativos para usar

Entrevista com Dra. Caroline Cilião, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Muita gente tem dúvidas sobre como acabar com as olheiras profundas. Sabemos que, apesar da causa genética, os principais motivos desses sulcos abaixo dos olhos são noites mal dormidas, flacidez, aumento da vascularização local entre vários outros. Além da mudança de hábitos, é importante tratar desse problema com o uso tópico de dermocosméticos e ativos específicos. Pensando nisso, o DermaClub bateu um papo com a dermatologista Carolinne Cialo, do Paraná, que mostrou quais são os melhores remédios para eliminar as olheiras. Veja só!

Quais são as causas das olheiras?

De acordo com a médica, ao contrário do que a maioria das pessoas pensam, as olheiras são classificadas de formas diferentes e, consequentemente, apresentam motivos e tratamentos distintos. Elas podem se apresentar como:

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Profundas: olheiras com sulcos que fazem sombra na pálpebra inferior, o que dá um aspecto de escurecimento dessa área.

Bolsas de gordura: devido ao envelhecimento da região, ocorre flacidez do músculo que segura as bolsas de gordura. Suas principais causas são o envelhecimento e a genética.

Flacidez: excesso de pele na pálpebra inferior, geralmente relacionado por perda de colágeno e gordura. Também é ligado com o envelhecimento, além de maus hábitos como o tabagismo, exposição excessiva ao sol, entre outras causas.

Aumento da vascularização local: devido ao aumento da vascularização em pálpebras inferiores, os vasinhos podem ser vistos pela transparência que se dá na pele.

Hiperpigmentação: depósito de substâncias que mancham a pele, como a melanina e a hemossiderina. Esse tipo de olheira é a mais comum que existe.

“Em geral, as causas das olheiras estão relacionadas à falta de sono, excesso de exposição solar, e hereditariedade. Além de causas específicas citadas acima, como pessoas que têm alergias e problemas respiratórios – principalmente aqueles que são respiradores bucais, e pacientes com falta de nutrientes. As olheiras podem ficar realçadas em mulheres durante o período menstrual ou na gravidez. Algumas medicações, estresse físico e emocional, álcool e tabagismo também agravam as olheiras”, esclareceu.

O que podemos fazer para evitar as olheiras?

A Dra. Carolinne afirma que é necessário adotar um conjunto de cuidados na sua rotina: “Melhorar a qualidade do sono, evitar a exposição excessiva ao sol, o consumo de álcool e cigarro, reduzir o estresse, repor nutrientes necessários ao organismo com uma boa dieta alimentar, e, no caso de pacientes alérgicos, buscar tratamento específico”, contou.

As olheiras têm cura? De que maneira podemos tratá-las?

Segundo a dermatologista, não existe um tratamento definitivo para as olheiras, porém há meios de prevenção e tratamento das causas: “Os casos e tipos de olheiras devem ser tratados individualmente. No caso de olheiras profundas, por exemplo, o tratamento mais indicado é o preenchimento com ácido hialurônico - muitas vezes, iniciamos com a reestruturação da maçã do rosto, o que provoca uma melhora do sulco, e posteriormente o preenchimento do sulco nasolacrimal”, ressaltou.

Confira os produtos e ativos mais indicados para o tratamento das olheiras

Para amenizar as olheiras, a médica indica usar clareadores tópicos em conjunto com a mudança de hábitos de vida - como evitar tabagismo e alcoolismo, ter uma alimentação saudável, ingerir muita água e dormir adequadamente. “Já os ativos para uso tópico que mais gosto para olheiras são: ácido kójico, ácido tioglicólico, ácido fítico, hidroquinona, vitamina K e retinol”. Além desses também podemos citar a vitamina C e a cafeína.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 26 de Junho de 2018
Modificada em: 23 de Julho de 2021

Dra. Caroline Cilião

Palavra do Dermatologista

Dra. Caroline Cilião

CRM: 27944

Graduação em medicina pela Universidade Estadual de Maringá (UEM) Residência Médica pela Universidade Estadual de Londrina (UEL) Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia Atuo na áreas de dermatologia: clínica, cirurgia e estética.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Produtos com ácidos: como evitar a irritação da pele? Confira a opinião de uma dermatologista

Produtos com ácidos: como evitar a irritação da pele? Confira a opinião de uma dermatologista

Dermatologista

Harmonização facial: o que é? Quais os prós e contras desse procedimento estético?

Harmonização facial: o que é? Quais os prós e contras desse procedimento estético?

Dermatologista

Sérum: ácido hialurônico, vitamina C, ácido salicílico, retinol... qual é o mais indicado para a pele oleosa?

Sérum: ácido hialurônico, vitamina C, ácido salicílico, retinol... qual é o mais indicado para a pele oleosa?

Dermatologista

Vitamina C e retinol: como incluir os ativos na mesma rotina de skincare para otimizar o tratamento de manchas

Vitamina C e retinol: como incluir os ativos na mesma rotina de skincare para otimizar o tratamento de manchas

Dermatologista

Como tratar manchas escuras na pele do pescoço? Skincare com vitamina C, ácido tranexâmico e protetor solar

Como tratar manchas escuras na pele do pescoço? Skincare com vitamina C, ácido tranexâmico e protetor solar

Dermatologista

Como usar ácido tranexâmico para melasma? Veja a melhor forma de incluir o produto na rotina de skincare

Como usar ácido tranexâmico para melasma? Veja a melhor forma de incluir o produto na rotina de skincare

Dermatologista

Últimas Matérias

Neurodermatite: o que é? Como tratar? É a mesma coisa que dermatite atópica? Dermatologista explica Dermatite de contato: o que é, quais os sintomas e como tratar as bolinhas na pele que coçam O que é rosácea: tratamento e controle das manchas vermelhas na pele com skincare e procedimentos O que é psoríase gutata? Dermatologista explica os sintomas de psoríase e como tratar a doença de pele Kit skincare outono/inverno com Cicaplast Baume B5 e Cicaplast Lábios para prevenir a pele ressecada Água termal para rosácea, dermatite atópica... 5 doenças de pele em que o produto é necessário
Ver mais

escolha a loja de sua preferência