Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Dermatologista explica quais são os efeitos que o álcool pode causar na pele e organismo

Descubra quais efeitos a bebida alcoólica pode provocar na pele e organismo
Descubra quais efeitos a bebida alcoólica pode provocar na pele e organismo

Entrevista com Dra. Vanessa Metz, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Produtos relacionados

As bebidas alcoólicas fazem parte dos momentos de descontração e lazer de muitas pessoas, mas podem provocar algumas reações indesejadas no corpo. Seja no momento da ingestão ou mesmo nos dias seguintes, a pele acaba sofrendo com efeitos da bebida. Segundo a dermatologista Vanessa Metz, do Rio de Janeiro, as consequências que o álcool causa na pele podem ter duas vertentes:

1) Bebidas alcoólicas X rosácea

A médica explicou que a rosácea é uma doença característica de peles reativas, em que toda a vascularização do rosto se dilata com muita rapidez quando entram em contato com determinadas substâncias. “Bebidas alcoólicas, comidas apimentadas ou quentes e até mesmo um banho muito quente podem estimular a dilatação dos vasos. Isso acontece em todas as pessoas, porém, é mais evidente em quem possui rosácea. Em relação ao álcool, especificamente, as bebidas fermentadas provocam maior reação”, esclareceu.

2) Bebidas alcoólicas X qualidade da pele

De acordo com a dermatologista, o consumo excessivo de álcool pode provocar alguns danos na pele com o passar dos anos. “A grande maioria das pessoas bebe e não lembra de ingerir água também e isso causa desidratação. Como consequência, o paciente apresenta o olho fundo e uma pele sem vida e com bolsas, a famosa ‘cara de ressaca’”, explicou.

Além disso, quando o consumo excessivo se estende por longos prazos, o corpo vai sendo cada vez mais prejudicado e envelhecido. “Há cada vez menos hidratação, mais oxidação, a pele fica amarelada e apresenta olheiras cada vez mais profundas. Até a resistência do sistema imunológico é afetada, o que pode desenvolver dermatites e alergias”, atentou.

Apesar dos efeitos do álcool, o vinho pode ser um bom aliado contra o envelhecimento precoce

Ainda que a bebida alcoólica em excesso provoque efeitos negativos na pele, o vinho apresenta em sua composição um importante antioxidante, o resveratrol. “Não há problema nenhum em tomar uma taça de vinho no fim de semana, mas também existem outras maneiras de obter a substância por via oral. Para o dia a dia, pode-se apostar nas cápsulas do antioxidante ou em sucos de uva concentrados”, concluiu. Além disso, pode-se complementar a suplementação oral com a utilização de produtos tópicos contendo resveratrol, os quais auxiliam no tratamento do envelhecimento biológico da pele. Consulte seu dermatologista para conhecer as opções disponíveis.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 16 de Junho de 2016
Modificada em: 23 de Maio de 2019

Dra. Vanessa Metz

Palavra do Dermatologista

Dra. Vanessa Metz

CRM: 52794953

Dra. Vanessa Metz é especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, formada em medicina pela Faculdade Souza Marques e pós-graduada em dermatologia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Foi vice-presidente da Associação dos Dermatologistas da UERJ (ADUERJ) no ano de 2009 e professora substituta do serviço de Dermatologia do Hospital Universitário Pedro Ernesto no ano de 2010. É sócia efetiva da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e membro da Academia Americana de Dermatologia (AAD). Está em constante atualização participando de cursos e congressos no Brasil e exterior para trazer aos seus pacientes o que há de mais moderno.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Dermatologista indica como fazer limpeza de pele profunda em casa com segurança

Dermatologista indica como fazer limpeza de pele profunda em casa com segurança

Dermatologista

DIU de cobre pode causar espinhas? Dermatologista esclarece a dúvida e indica cuidados para tratar a acne

DIU de cobre pode causar espinhas? Dermatologista esclarece a dúvida e indica cuidados para tratar a acne

Dermatologista

Como diminuir a oleosidade do cabelo: produtos e cuidados para tratar a caspa, coceira e dermatite seborreica

Como diminuir a oleosidade do cabelo: produtos e cuidados para tratar a caspa, coceira e dermatite seborreica

Dermatologista

Escova de limpeza facial (FOREO): como usar? Como limpar? Dermatologista dá dicas de como higienizar e cuidar

Escova de limpeza facial (FOREO): como usar? Como limpar? Dermatologista dá dicas de como higienizar e cuidar

Dermatologista

Ácido hialurônico é bom para pele oleosa? Dermatologista esclarece a questão

Ácido hialurônico é bom para pele oleosa? Dermatologista esclarece a questão

Dermatologista

Foliculite: o que é? É um tipo de acne? Posso usar os mesmos produtos para cravos e espinhas?

Foliculite: o que é? É um tipo de acne? Posso usar os mesmos produtos para cravos e espinhas?

Dermatologista

Últimas Matérias

Traços da tatuagem: dermatologista e tatuadora indicam todos os cuidados para manter o desenho perfeito Falhas no cabelo: o que é alopecia areata? Causas e tratamento para a doença que motiva a queda de cabelo Ácido salicílico: para que serve? Qual é a função? Como usar na rotina de skincare? Dermatologista indica Skincare no verão: 4 produtos para prevenir queimadura solar, mancha, câncer de pele e envelhecimento precoce Cabelo caindo muito: estresse, química, alimentação... 5 fatores que podem causar a queda dos fios Foliculite decalvante: o que é? Como tratar o problema que causa queda de cabelo e calvície
Ver mais