Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Dermatologista explica qual é a diferença entre esfoliação química e física e a indicação para cada tratamento

Descubra a diferença entre esfoliação física e química!
Descubra a diferença entre esfoliação física e química!

Entrevista com Dra. Tatiana Nogueira Matos , membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Produtos relacionados

A esfoliação é um importante processo na renovação celular da pele. Ela confere brilho e viço ao rosto, deixando-o com aspecto jovem e saudável. Para realização do procedimento existem duas opções: a esfoliação química e a física. Para diferenciar essas alternativas e explicar as melhores indicações em cada tipo de pele, o DermaClub conversou com a dematologista Tatiana Matos, da cidade de Salvador, capital do estado da Bahia. Confira a entrevista!

Entenda a diferença entre a esfoliação química e a física

Segundo a médica, a esfoliação é a remoção de células mortas presentes superficialmente na pele, promovendo melhora na textura e no viço, além da renovação celular e diminuição de cravos - por desobstrução dos poros - e de áreas ressecadas. “A esfoliação química ocorre através de cremes compostos, principalmente, de ácidos. Esses produtos fazem com que as células mortas se desprendam, deixando a pele nova em evidência, que apresenta mais brilho e melhor textura. Enquanto que a física, é feita de forma mecânica, retirando as células a partir do atrito”, explicou, detalhando que são usadas substâncias contendo pequenos grânulos e aparelhos como peelings de cristal e diamante.

Descubra as indicações e os cuidados para realizar a esfoliação química

De acordo com a especialista, a esfoliação química deve ser indicada por um dermatologista e pode ser feita em qualquer época do ano. “Tudo vai depender da intensidade do ácido prescrito, da sensibilidade da pele - já que os produtos podem causar irritação - e, principalmente, se o paciente vai se expor ao sol ou não”, disse, diferenciando a reação comum de cada tipo de pele com tratamento:

- Peles oleosas são mais resistentes à agressões externas e se recuperam mais rapidamente, por isso podem ser esfoliadas diariamente com ácidos mais leves ou com peelings a cada 15 dias, por exemplo;

- As esfoliações em peles secas devem ser mais cautelosas. É preciso mantê-la hidratada e além do cuidado redobrado, pode ser realizada a esfoliação mensal mais intensa.

Para realizar a esfoliação química é preciso que a pele esteja bem hidratada, após o procedimento é preciso utilizar produtos que ajudem a recuperar a pele e não esquecer da proteção solar.

Saiba quais são as indicações da dermatologista para a esfoliação física

Para a dermatologista, o segredo da esfoliação física é apostar nos produtos certos, indicados por um profissional qualificado. “O procedimento com grânulos, que pode ser realizado em domicílio, deve ser realizado uma vez por semana em peles secas e até duas vezes em oleosas”, indicou, afirmando que os peelings de cristal e diamante podem ser feitos conforme a necessidade da pele. “É importante que a pele esteja hidratada e sem irritações antes do tratamento e que continue recebendo hidratação e proteção solar”, disse.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 21 de Janeiro de 2016
Modificada em: 22 de Maio de 2019

Dra. Tatiana Nogueira Matos

Palavra do Dermatologista

Dra. Tatiana Nogueira Matos

CRM: BA16601

Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia/SBD, formada pela Universidade Federal da Bahia , realizou residência em clínica médica no Hospital Santo Antônio/ Ba e dermatologia na Universidade de Santo Amaro/ São Paulo. Atua na área de Dermatologia clínica, estética, cirúrgica e laser. Participa de todos os principais congressos nacionais e internacionais para estar sempre atualizada nos melhores tratamentos para seus pacientes.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Dermatologista indica como fazer limpeza de pele profunda em casa com segurança

Dermatologista indica como fazer limpeza de pele profunda em casa com segurança

Dermatologista

O que é bom para foliculite na virilha? Cuidados para diminuir as bolinhas vermelhas e prevenir as manchas

O que é bom para foliculite na virilha? Cuidados para diminuir as bolinhas vermelhas e prevenir as manchas

Esfoliação

DIU de cobre pode causar espinhas? Dermatologista esclarece a dúvida e indica cuidados para tratar a acne

DIU de cobre pode causar espinhas? Dermatologista esclarece a dúvida e indica cuidados para tratar a acne

Dermatologista

Como diminuir a oleosidade do cabelo: produtos e cuidados para tratar a caspa, coceira e dermatite seborreica

Como diminuir a oleosidade do cabelo: produtos e cuidados para tratar a caspa, coceira e dermatite seborreica

Dermatologista

Escova de limpeza facial (FOREO): como usar? Como limpar? Dermatologista dá dicas de como higienizar e cuidar

Escova de limpeza facial (FOREO): como usar? Como limpar? Dermatologista dá dicas de como higienizar e cuidar

Dermatologista

Ácido hialurônico é bom para pele oleosa? Dermatologista esclarece a questão

Ácido hialurônico é bom para pele oleosa? Dermatologista esclarece a questão

Dermatologista

Últimas Matérias

Traços da tatuagem: dermatologista e tatuadora indicam todos os cuidados para manter o desenho perfeito Falhas no cabelo: o que é alopecia areata? Causas e tratamento para a doença que motiva a queda de cabelo Ácido salicílico: para que serve? Qual é a função? Como usar na rotina de skincare? Dermatologista indica Skincare no verão: 4 produtos para prevenir queimadura solar, mancha, câncer de pele e envelhecimento precoce Cabelo caindo muito: estresse, química, alimentação... 5 fatores que podem causar a queda dos fios Foliculite decalvante: o que é? Como tratar o problema que causa queda de cabelo e calvície
Ver mais