Vem pro clube! quer ganhar descontos o ano todo e ainda trocar seus pontos por produtos? cadastre-se

ja faz parte
do clube?

como comprar

ainda não faz
parte do clube?

cadastre-se

Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Descubra o que é o ácido tranexâmico e seus benefícios para a pele com manchas

Ajuda a clarear manchas, como o melasma, e olheiras mistas, o ácido tranexâmico está presente na formulação de muitos dermocosméticos e possui vários benefícios / Foto: Shutterstock
Ajuda a clarear manchas, como o melasma, e olheiras mistas, o ácido tranexâmico está presente na formulação de muitos dermocosméticos e possui vários benefícios / Foto: Shutterstock

Entrevista com Dra. Carolina Zaparoli , membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Produtos relacionados

Manchas na pele são sempre um motivo de incômodo e preocupação. As marcas aparentes, principalmente de melasma, com a tonalidade escura, costumam ser as mais difíceis de clarear. Entretanto, a dermatologia descobriu novas oportunidades para uma substância já bastante conhecida da medicina. Desde a década de 70, o ácido tranexâmico tem sido aplicado na dermatologia com a finalidade de clareamento da pele com grande sucesso. Presente em diversas modalidades inclusive em dermocosméticos, de forma segura e com resultados visíveis e eficazes já que atua em mais de uma causa da mancha.

Quer saber outros benefícios e funções desse ativo para a pele? O DermaClub conversou com a dermatologista Carolina Zaparoli, de São Paulo, que explicou todas as suas vantagens e como incluir um produto com o ácido tranexâmico na sua rotina de cuidados.

Ácido tranexâmico: como ele pode ser usado para a pele?

O ácido tranexâmico vem sendo o ativo queridinho dos tratamentos de manchas na pele. Ele é muito utilizado por dermatologistas de maneira injetável, através de comprimidos e dermocosméticos. De acordo com a médica, “a aplicação da substância ajuda a conter o desenvolvimento das inflamações no tecido cutâneo, reduzindo, assim, a presença de manchas”, explicou. O ácido tranexâmico é um ativo novo que atua de forma diferenciada dos demais, ele age na via inflamatória, inibindo o estímulo pigmentar proveniente da inflamação e mais recentemente descobriu-se que ele também atua sobre a vascularização muito ligada às lesões do melasma. Procurar por fórmulas que combinem o ácido tranexâmico com outras substâncias como o ácido kójico que inibe a tirosinase, por exemplo, promove uma atuação completa sobre o processo de formação da mancha e uma resolução mais rápida e eficiente do quadro.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Segundo a Dra. Carolina, o método que tem apresentado um dos melhores resultados é o de injeções intradérmicas. “Os tratamentos com esse ácido possuem efeitos mais satisfatórios em pacientes que apresentam melasma e ainda com baixo índice de efeitos colaterais – como ardência ou irritação na região -, após a sua aplicação”, garantiu. Mas isso não tira a eficácia do ativo nos dermocosméticos. Muitas vezes, para ter um resultado ainda melhor, os especialistas indicam a terapia conjunta - com procedimento clínico + o uso do produto em casa.Para essa combinação, sugere-se um produto com base sérum, suave, de rápida absorção, e que contenha uma composição com outros ativos calmantes e suavizantes como a niacinamida por exemplo, que ajuda a reduzir irritações cutâneas.

O ácido tranexâmico é eficaz para o tratamento de manchas, como o melasma

Os resultados obtidos com o ácido tranexâmico são considerados eficazes e duradouros, ajudando bastante a reduzir o surgimento das manchas. “Apesar do desconforto inicial sentido após a aplicação do medicamento com a agulha, muitos pacientes têm vivenciado resultados que são capazes de reduzir entre 30% a 90% das manchas de melasma na pele”, contou a dermatologista.

Dependendo do caso, você também pode fazer o tratamento através da medicação de uso oral, que possui ação anti-inflamatória, ou de dermocosméticos que, assim como a versão injetável, mostram ser mais eficientes e já vêm sendo utilizados por muitos médicos. Atenção: o uso oral ou intradérmico não deve, de forma alguma ser realizado sem acompanhamento médico. No caso do uso de produtos, é importante ressaltar o uso do filtro solar com FPS alto, cor e amplo espectro pela manhã. Desta forma, conseguimos um resultado ainda melhor!

O medicamento também serve para amenizar o escurecimento das olheiras mistas

O ácido também é indicado para tratar de alguns casos de olheiras, como as mistas - causadas pela vascularização e pigmentação da pele. “Uma das funções dessa substância é prevenir o escurecimento da região induzida pelos raios UV. Porém como qualquer outro tratamento voltado para olheiras, não garante a cura já que, na maioria das vezes, elas precisam de tratamento contínuo”, concluiu.

Ficou com alguma dúvida ou está interessada em incluir o ácido tranexâmico na sua rotina de cuidados? Não deixe de consultar seu dermatologista.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

 

Publicada em: 03 de Janeiro de 2018
Modificada em: 02 de Outubro de 2019

Dra. Carolina Zaparoli

Palavra do Dermatologista

Dra. Carolina Zaparoli

CRM: 111.618

Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia/SBD, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e AMB, formada pela Universidade Metropolitana de Santos , realizou residência em dermatologia no Hospital Guilherme Álvaro em Santos. Atua na área de Dermatologia clínica, estética, cirúrgica e laser. Participa de todos os principais congressos para estar sempre atualizada nos melhores tratamentos para seus pacientes.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Alergia, micose ou dermatite atópica: saiba como diferenciar cada uma dessas doenças de pele

Alergia, micose ou dermatite atópica: saiba como diferenciar cada uma dessas doenças de pele

Dermatologista

Ácido para tirar manchas do rosto: saiba como funcionam os AHAs para conquistar uma pele uniforme

Ácido para tirar manchas do rosto: saiba como funcionam os AHAs para conquistar uma pele uniforme

Dermatologista

"Mascne": máscara de proteção pode causar espinhas? Dermatologista explica como tratar e prevenir essas lesões

"Mascne": máscara de proteção pode causar espinhas? Dermatologista explica como tratar e prevenir essas lesões

Dermatologista

A minha pele está sensível? Coceira, descamação, irritação na pele: 5 sinais de sensibilidade + como tratar

A minha pele está sensível? Coceira, descamação, irritação na pele: 5 sinais de sensibilidade + como tratar

Dermatologista

Jato de plasma: benefícios + como cuidar da pele após o procedimento que trata acne, manchas e rugas

Jato de plasma: benefícios + como cuidar da pele após o procedimento que trata acne, manchas e rugas

Dermatologista

Como tirar manchas do rosto: dermatologista indica 10 ativos que realmente funcionam

Como tirar manchas do rosto: dermatologista indica 10 ativos que realmente funcionam

Dermatologista

Últimas Matérias

Cicatriz hipertrófica de acne no rosto: dermatologista lista 6 tratamentos para as marcas de espinhas Eczema, dermatite atópica, psoríase: entenda as diferenças entre cada doença de pele Como reduzir rugas e diminuir a flacidez do rosto sem botox: 7 dicas de produtos e procedimentos 5 dúvidas sobre pele com rosácea: pode fazer peeling? Limpeza de pele? Saiba mais sobre as manchas vermelhas Dia do médico: conheça a origem dessa data e a importância desses profissionais para o sistema de saúde Preenchimento de olheiras profundas com ácido hialurônico: 6 dúvidas sobre o procedimento
Ver mais