Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Espinha interna: saiba como surge na pele e descubra as melhores formas de tratar e prevenir o incômodo

Saiba o que são espinhas internas, como elas surgem + dicas de como prevenir e tratar
Saiba o que são espinhas internas, como elas surgem + dicas de como prevenir e tratar

Entrevista com Dra. Vanessa Metz, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Produtos relacionados

As espinhas são processos inflamatórios de hipersecreção sebácea estimulados por hormônios masculinos. Em alguns casos, as inflamações não rompem a barreira da pele e são popularmente conhecidas como espinhas internas. O DermaClub conversou com a dermatologista Vanessa Metz, do Rio de Janeiro, que explicou as principais diferenças entre espinhas internas e externas e quais as melhores opções para tratar e evitar os casos. Acompanhe!

Dermatologista explica o que são as espinhas internas

Segundo a médica, as espinhas internas são chamadas de pápulas eritematosas, que, na maioria das vezes, são palpáveis e doloridas. “Falamos que é interna porque ela não tem abertura, não possui pus visível. Essa palavra não é usada dermatologicamente, pois o que acontece é uma lesão inflamatória que pode ser de grau leve - apenas uma bolinha vermelha , ou avançado - cisto doloroso”, explicou.

Em casos mais graves, as lesões são formadas por cistos localizados dentro da pele. Normalmente, o conteúdo encontrado só poderá ser extraído em uma limpeza de pele, feita por um profissional qualificado.

Saiba como é feita a extração de espinhas na limpeza de pele

De acordo com a dermatologista, a pele deve ser preparada para o processo. “Ela deve estar com uma boa limpeza no sentido de assepsia - ausência de matéria infecciosa. Depois de limpa, é usado vapor de ozônio para abrir os poros. Em seguida, com uma agulha fina, o médico fura a lesão e retira o conteúdo existente”, esclareceu, lembrando que o procedimento deve ser feito em consultório, realizado por um profissional especialista.

Descubra qual tratamento ajuda a evitar as espinhas

O tratamento varia de acordo com a pele de cada paciente. Segundo Dra. Vanessa, podem ser usados dermocosméticos específicos, medicamentos manipulados ou tópicos. “Se o caso é de apenas cravos, indicamos um tipo de produto, agora se falamos de uma inflamação mais severa, são receitados ácidos acompanhados de algum antibiótico tópico. Pode-se usar medicamentos via oral, mas vai depender do grau da acne do paciente”, pontuou a médica, afirmando que é importante fazer o tratamento para evitar que novas espinhas apareçam.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 01 de Outubro de 2015
Modificada em: 12 de Novembro de 2015

Dra. Vanessa Metz

Palavra do Dermatologista

Dra. Vanessa Metz

CRM: 52794953

Dra. Vanessa Metz é especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, formada em medicina pela Faculdade Souza Marques e pós-graduada em dermatologia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Foi vice-presidente da Associação dos Dermatologistas da UERJ (ADUERJ) no ano de 2009 e professora substituta do serviço de Dermatologia do Hospital Universitário Pedro Ernesto no ano de 2010. É sócia efetiva da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e membro da Academia Americana de Dermatologia (AAD). Está em constante atualização participando de cursos e congressos no Brasil e exterior para trazer aos seus pacientes o que há de mais moderno.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Acne neonatal: o que é? Quais são as causas? Como tratar as espinhas no bebê

Acne neonatal: o que é? Quais são as causas? Como tratar as espinhas no bebê

Tratamento de pele

O que é bom para foliculite na virilha? Cuidados para diminuir as bolinhas vermelhas e prevenir as manchas

O que é bom para foliculite na virilha? Cuidados para diminuir as bolinhas vermelhas e prevenir as manchas

Esfoliação

Como diminuir manchas de espinhas: 5 dicas de tratamentos e produtos

Como diminuir manchas de espinhas: 5 dicas de tratamentos e produtos

Tratamento de pele

DIU de cobre pode causar espinhas? Dermatologista esclarece a dúvida e indica cuidados para tratar a acne

DIU de cobre pode causar espinhas? Dermatologista esclarece a dúvida e indica cuidados para tratar a acne

Tratamento de pele

Quanto tempo demora para sair uma espinha interna? Como tratar a acne sem causar manchas na pele

Quanto tempo demora para sair uma espinha interna? Como tratar a acne sem causar manchas na pele

Tratamento de pele

Foliculite: o que é? É um tipo de acne? Posso usar os mesmos produtos para cravos e espinhas?

Foliculite: o que é? É um tipo de acne? Posso usar os mesmos produtos para cravos e espinhas?

Tratamento de pele

Últimas Matérias

Traços da tatuagem: dermatologista e tatuadora indicam todos os cuidados para manter o desenho perfeito Falhas no cabelo: o que é alopecia areata? Causas e tratamento para a doença que motiva a queda de cabelo Ácido salicílico: para que serve? Qual é a função? Como usar na rotina de skincare? Dermatologista indica Skincare no verão: 4 produtos para prevenir queimadura solar, mancha, câncer de pele e envelhecimento precoce Cabelo caindo muito: estresse, química, alimentação... 5 fatores que podem causar a queda dos fios Foliculite decalvante: o que é? Como tratar o problema que causa queda de cabelo e calvície
Ver mais