Vem pro clube! quer ganhar descontos o ano todo e ainda trocar seus pontos por produtos? cadastre-se

ja faz parte
do clube?

como comprar

ainda não faz
parte do clube?

cadastre-se

Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Espinhas na zona T (testa, nariz e queixo), bochechas e maxilar: como combater a acne em cada área do rosto

Saiba como evitar e tratar a acne em cada parte do rosto
Saiba como evitar e tratar a acne em cada parte do rosto

Entrevista com Dra. Lilia Guadanhim, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Produtos relacionados

Espinhas não são apenas um problema de adolescente, é preciso descobrir a origem do problema para, então, tratá-lo. Você sabia que a acne tem uma característica específica de acordo com a região que ela atinge na face? Por isso, o DermaClub convidou a dermatologista Lilia Guadanhim, da cidade de São Paulo, para falar um pouco mais sobre o tema e explicar quais são as causas da doença na zona T (testa, nariz e queixo), nas bochechas e na parte inferior do rosto. Confira!

Entenda o que é a acne

Segundo a médica, a acne é causada devido ao excesso de produção de sebo e hiperqueratinização folicular, ligados principalmente às atividades hormonais aumentadas. Por isso, é mais frequente em adolescentes e pode piorar durante o período menstrual. “Além disso, peles oleosas possuem superfície mais espessa, com poros dilatados, brilho excessivo e maior tendência à doença”, esclareceu.

Saiba os principais motivos da acne na zona T

A especialista afirma que a acne nessa região é muito comum em adolescentes e pessoas de pele oleosa. A área, que engloba testa, nariz e queixo, concentra grande parte das glândulas sebáceas da face. O problema pode ser controlado através de pequenas mudanças na alimentação. Para amenizar, beba bastante água e diminua a ingestão de alimentos com alto nível glicêmico, condimentados, café e álcool.

A acne também pode acometer as bochechas

Quando a doença acomete a região das bochechas, pode estar ligada a questões mais simples, como o contato com superfícies sujas. O ideal é lavar sempre as mãos e mantê-las afastadas da área, evitar contato com o telefone sujo e trocar as fronhas dos travesseiros com frequência.

Acne no maxilar e pescoço pode estar ligada à variações hormonais

A síndrome dos ovários policísticos (SOP) - distúrbio no processo de ovulação durante o ciclo menstrual - é um tipo de variação hormonal que mais atinge a região. Muitas mulheres que sofrem da doença percebem que a pele ganha maior tendência à acne, e anticoncepcionais são usados com a finalidade de controlar o problema. Consulte seu dermatologista, que vai indicar o melhor tratamento para você!

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 17 de Dezembro de 2015
Modificada em: 23 de Maio de 2019

Dra. Lilia Guadanhim

Palavra do Dermatologista

Dra. Lilia Guadanhim

CRM: 133850

Formação em Medicina, Residência Médica em Dermatologia e Especialização em Cosmiatria pela Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo. Possui título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e Associação Médica Brasileira, além de ser membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da International Dermoscopy Society. Tem especializações em Cosmiatria - Toxina Botulínica e Preenchimento na França e Dermatoscopia - Oncologia Cutânea na Itália. É médica colaboradora da Unidade de Cosmiatria da Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Uso de máscara de proteção e skincare: dermatologista explica como adaptar a rotina durante a quarentena

Uso de máscara de proteção e skincare: dermatologista explica como adaptar a rotina durante a quarentena

Dermatologista

Quarentena e doenças de pele: crises de dermatite atópica e psoríase podem agravar-se com a falta de sol?

Quarentena e doenças de pele: crises de dermatite atópica e psoríase podem agravar-se com a falta de sol?

Dermatologista

Estresse, sono desregulado, má alimentação... Entenda como a quarentena pode afetar a sua pele

Estresse, sono desregulado, má alimentação... Entenda como a quarentena pode afetar a sua pele

Dermatologista

Vitamina C na alimentação x vitamina C em dermocosméticos: entenda os benefícios e diferenças de cada tipo

Vitamina C na alimentação x vitamina C em dermocosméticos: entenda os benefícios e diferenças de cada tipo

Dermatologista

Cabelo saudável na quarentena: como o cabelo pode sofrer com o estresse, má alimentação e sono desregulado

Cabelo saudável na quarentena: como o cabelo pode sofrer com o estresse, má alimentação e sono desregulado

Dermatologista

Dermatite atópica pode agravar-se com o estresse? Dermatologista explica a piora das crises

Dermatite atópica pode agravar-se com o estresse? Dermatologista explica a piora das crises

Dermatologista

Últimas Matérias

Efeitos da COVID-19 na pele: dermatologista explica como a doença também pode se manifestar no corpo Entenda a diferença entre os 3 séruns anti-idade de La Roche-Posay: Salicyli C10, Retinol B3 e Hyalu B5 Repair Heróis da vida real: relato de um dermatologista que trabalha na linha de frente contra a COVID-19 Rotina de skincare na quarentena para cada tipo de pele + dicas para cabelo e corpo Aparelhos removedores de cravos: funcionam? Quais os riscos? Como remover de forma segura e como evitar Coceira na pele após o banho: entenda porque isso acontece e como tratar
Ver mais