Vem pro clube! quer ganhar descontos o ano todo e ainda trocar seus pontos por produtos? cadastre-se

ja faz parte
do clube?

como comprar

ainda não faz
parte do clube?

cadastre-se

Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Excesso de pelos no corpo feminino: veja quais são as causas e o tratamento ideal para o controle

Excesso de pelos em mulheres pode estar associado a desequilíbrio hormonal
Excesso de pelos em mulheres pode estar associado a desequilíbrio hormonal

Entrevista com Dra. Mariane Périssé, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Produtos relacionados

O excesso de pelos, também conhecido como hirsutismo, afeta diariamente a autoestima de milhares de mulheres e é decorrente de um desequilíbrio hormonal. Mas, sem desespero: o problema pode ser tratado e combatido com o acompanhamento médico. Para isso, no entanto, é necessário que o diagnóstico correto seja feito e que a paciente se mantenha atenta ao surgimento de outros sintomas, como a acne e a menstruação irregular.

Descubra a origem do hirsutismo e fique atenta aos sintomas

Segundo a dermatologista Mariane Périssé, do Rio de Janeiro, “o desequilíbrio hormonal - que se dá principalmente pelo aumento do hormônio masculino testosterona - é o grande responsável pelo crescimento excessivo de pelos em mulheres”. Isso explica, por exemplo, porque mulheres com hirsutismo tendem a desenvolver penugem no rosto, colo, barriga e costas.

Porém, de acordo com a médica, como outros fatores também podem ser responsáveis por esse distúrbio, é importante observar o surgimento de outros sintomas, como acne, menstruação irregular, engrossamento da voz e aumento de massa muscular para um diagnóstico completo.

Diagnóstico correto e tratamento multidisciplinar são fundamentais

Geralmente orientado por médicos dermatologistas, ginecologistas e endocrinologistas, o diagnóstico clínico inclui exames laboratoriais e de imagem com o objetivo de avaliar os níveis de hormônios no sangue e observar, pela ultrassonografia, o estado dos ovários e das glândulas adrenais.

A partir desses resultados, o tratamento do hirsutismo pode incluir, por exemplo, o uso de anticoncepcionais. “A melhor forma de controlar esse distúrbio é com um acompanhamento multidisciplinar”, pontuou Dra. Mariane, explicando que procedimentos para a remoção do pelo, como o laser, podem ser indicados para amenizar os sintomas.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 07 de Novembro de 2016
Modificada em: 22 de Maio de 2019

Dra. Mariane Périssé

Palavra do Dermatologista

Dra. Mariane Périssé

CRM: 806838

Graduada em Medicina pela Universidade Estácio de Sá em 2006, Dra. Mariane concluiu sua pós-graduação em Dermatologia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro. Além disso é membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia e também da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Heróis da vida real: relato de um dermatologista que trabalha na linha de frente contra a COVID-19

Heróis da vida real: relato de um dermatologista que trabalha na linha de frente contra a COVID-19

Dermatologista

Rotina de skincare na quarentena para cada tipo de pele + dicas para cabelo e corpo

Rotina de skincare na quarentena para cada tipo de pele + dicas para cabelo e corpo

Dermatologista

Aparelhos removedores de cravos: funcionam? Quais os riscos? Como remover de forma segura e como evitar

Aparelhos removedores de cravos: funcionam? Quais os riscos? Como remover de forma segura e como evitar

Dermatologista

Uso de máscara de proteção e skincare: dermatologista explica como adaptar a rotina durante a quarentena

Uso de máscara de proteção e skincare: dermatologista explica como adaptar a rotina durante a quarentena

Dermatologista

Quarentena e doenças de pele: crises de dermatite atópica e psoríase podem agravar-se com a falta de sol?

Quarentena e doenças de pele: crises de dermatite atópica e psoríase podem agravar-se com a falta de sol?

Dermatologista

Estresse, sono desregulado, má alimentação... Entenda como a quarentena pode afetar a sua pele

Estresse, sono desregulado, má alimentação... Entenda como a quarentena pode afetar a sua pele

Dermatologista

Últimas Matérias

Novos hábitos de saúde e beleza com o fim da quarentena: dermatologista indica como serão os cuidados Pele perfeita sem maquiagem: rotina de skincare para uma pele bonita e saudável Como cuidar das sobrancelhas em casa: especialista dá dicas para manter a região impecável Como cortar o cabelo em casa: veja 3 dicas para aparar pontas, franja e até raspar a cabeça Peptídeos: o que são? Quais os benefícios? Como usar na pele? Conheça os vários tipos dessa proteína Conheça Liftactiv Peptide-AHA: o novo sérum corretor de rugas e oleosidade de Vichy
Ver mais