Vem pro clube! quer ganhar descontos o ano todo e ainda trocar seus pontos por produtos? cadastre-se

ja faz parte
do clube?

como comprar

ainda não faz
parte do clube?

cadastre-se

MINÉRAL 89 30ML DE R$119,90 POR R$99,90. APROVEITE AGORA

Lavar o rosto, mão suja e espremer espinhas: veja 5 dicas do que evitar se você tem pele oleosa

Veja dicas do que evitar caso você tenha a pele oleosa
Veja dicas do que evitar caso você tenha a pele oleosa

Entrevista com Dra. Vanessa Metz, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Produtos relacionados

As peles oleosas exigem atenção redobrada e algumas atitudes do dia a dia - como manipular espinhas e lavar o rosto muitas vezes ao dia - podem agravar o problema. O DermaClub contou com a ajuda da Dra. Vanessa Metz, dermatologista na cidade do Rio de Janeiro, e reuniu cinco dicas do que você pode evitar caso sua pele seja oleosa. Confira quais são e aposte na mudança!

1) Tenha uma quantidade mínima de produtos

De nada adianta passar todos os dias milhares de produtos que bloqueiam a oleosidade e ressecam a pele. O organismo produz sebo de acordo com a necessidade da derme, por isso, matificar exageradamente o rosto acaba levando ao efeito contrário do esperado. Além dos itens recomendados por sua dermatologista, vale apostar em um bom filtro solar que controle a oleosidade, e escolher entre um pó compacto ou translúcido, por exemplo.

2) Evite que o cabelo bata no rosto

Os fios muito próximos ao rosto podem, principalmente, em dias quentes, promover maior concentração de sebo na região. Além disso, se o cabelo também é oleoso, o risco de passar para o rosto é grande. Uma das alternativas é prender a franja, porém, se você não quer abrir mão do estilo, aposte em shampoos secos.

3) Evite o contato das mãos sujas com a espinha

A espinha é uma inflamação na derme, e, por muitas vezes, levar os dedos a ela - por puro incômodo - para tentar esconder ao longo do dia podem agravar o caso. “As mão sujas podem concentrar bactérias debaixo das unhas, aproximá-las das lesões pode aumentar a infecção”, alertou a dermatologista.

4) Evite espremer espinhas

O risco de manipular a acne é o agravamento da inflamação. “Durante o manuseio, bactérias podem entrar na lesão, formando o cisto - traumatismo maior, inchado e dolorido. Dependendo da gravidade da infecção, é necessária a intervenção com antibióticos orais”, explicou a médica.

5) Lavar o rosto muitas vezes ao dia

Lavar o rosto diversas vezes ao dia pode parecer um alívio apenas no momento de contato com a água. Retirar o sebo necessário para o funcionamento da pele acaba promovendo o chamado efeito rebote: é produzido ainda mais sebo para suprir o que foi bloqueado por dermocosméticos.

O ideal é se consultar com o seu médico dermatologista e iniciar a rotina de cuidados que mais se encaixa às necessidades da sua pele.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 27 de Novembro de 2015
Modificada em: 23 de Maio de 2019

Dra. Vanessa Metz

Palavra do Dermatologista

Dra. Vanessa Metz

CRM: 52794953

Dra. Vanessa Metz é especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, formada em medicina pela Faculdade Souza Marques e pós-graduada em dermatologia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro. Foi vice-presidente da Associação dos Dermatologistas da UERJ (ADUERJ) no ano de 2009 e professora substituta do serviço de Dermatologia do Hospital Universitário Pedro Ernesto no ano de 2010. É sócia efetiva da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e membro da Academia Americana de Dermatologia (AAD). Está em constante atualização participando de cursos e congressos no Brasil e exterior para trazer aos seus pacientes o que há de mais moderno.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Água termal no tratamento da psoríase realmente funciona? Confira a opinião de uma dermatologista

Água termal no tratamento da psoríase realmente funciona? Confira a opinião de uma dermatologista

Dermatologista

Vitamina C, ácido hialurônico, ácido glicólico... Quais substâncias podem ser usadas no sol e na praia?

Vitamina C, ácido hialurônico, ácido glicólico... Quais substâncias podem ser usadas no sol e na praia?

Dermatologista

Vitamina B3 (niacinamida): o que é? Conheça a substância e o que ela pode fazer pela sua pele

Vitamina B3 (niacinamida): o que é? Conheça a substância e o que ela pode fazer pela sua pele

Dermatologista

Queimadura solar pode se tornar uma mancha? Dermatologista esclarece o assunto

Queimadura solar pode se tornar uma mancha? Dermatologista esclarece o assunto

Dermatologista

Rosácea, sensibilidade, dermatite: 5 problemas na pele que surgem com o desequilíbrio do microbioma

Rosácea, sensibilidade, dermatite: 5 problemas na pele que surgem com o desequilíbrio do microbioma

Dermatologista

Dermatite atópica no verão: como cuidar? Dermatologista indica uma rotina de skincare

Dermatite atópica no verão: como cuidar? Dermatologista indica uma rotina de skincare

Dermatologista

Últimas Matérias

Microbioma da pele: o que é? Entenda o que são cuidados prebióticos, probióticos e pós-bióticos Esfoliante para o couro cabeludo: ajuda com a caspa? Resseca o cabelo? 4 mitos e verdades sobre o assunto Queratina: o que é? Qual é a função da queratina nos cabelos? Como usar na rotina de cuidados capilar? SOS lábios: cuidados e procedimentos para deixar a sua boca ainda mais bonita Os riscos da limpeza de pele excessiva: efeito rebote, irritação... Confira os principais Óleo de Melaleuca (Tea Tree Oil): para que serve? É seguro? Quais os benefícios para a pele oleosa?
Ver mais