Vem pro clube! quer ganhar descontos o ano todo e ainda trocar seus pontos por produtos? cadastre-se

ja faz parte
do clube?

como comprar

ainda não faz
parte do clube?

cadastre-se

Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Microagulhamento: o que é e para que serve? Entenda a técnica de IPCA e saiba como ela pode beneficiar a pele

Conheça o microagulhamento e saiba o que o tratamento pode fazer pela sua pele
Conheça o microagulhamento e saiba o que o tratamento pode fazer pela sua pele

Entrevista com Dr. André Rosado, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Microagulhamento (IPCA): você já ouviu falar nessa técnica? Esse procedimento estético tem chamado bastante a atenção dos amantes de tratamentos dermatológicos que adoram cuidar da pele do corpo e do rosto, deixando as regiões com uma aparência mais bonita e saudável. O dermatologista André Rosado, de São Paulo, afirma que, “essa técnica, quando bem utilizada, apresenta ótimos resultados em diferentes tipos de queixas,deixando pacientes muito satisfeitos”. Mas para entender melhor como funciona e para que o tratamento serve, o DermaClub conversou com o médico que esclareceu todas as dúvidas sobre o tema. Confira!

O que é microagulhamento?

O microagulhamento, também conhecido por Indução Percutânea de Colágeno por Agulhas (IPCA), o microagulhamento é um procedimento dermatológico baseado em diversas agulhas bem pequenas que perfuram as camadas da pele para estimular o colágeno. De acordo com o médico, “o microagulhamento pode ser realizado através de diferentes técnicas - desde pequenos rolos que sustentam as agulhas ou equipamentos mais modernos, automáticos, nos quais podemos regular a profundidade das agulhas e associar técnicas como a radiofrequência”, explicou.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Para que serve o procedimento?

Segundo o Dr. André, o microagulhamento pode ser utilizado em diversos tratamentos da pele. Entre eles, podemos citar:

- cicatrizes de acne,
- estrias,
- flacidez,
- calvície
- melasma - manchas escuras que costumam aparecer na pele do rosto.

Como é feito o microagulhamento?

O dermatologista conta que o microagulhamento é realizado no próprio consultório médico da seguinte forma: “Primeiro, é feita uma anestesia na área da pele que será tratada. Em seguida, é hora da realização do microagulhamento. A escolha da técnica é feita pelo dermatologista, que irá utilizar os rolos ou equipamentos automáticos de acordo com a necessidade de cada paciente”, disse.

Quando os rolos de microagulhamento são utilizados, o médico deve escolher previamente o tamanho das agulhas, pois cada rolo tem uma profundidade fixa. Já os equipamentos mais modernos, permitem o ajuste do tamanho das agulhas durante o tratamento, podendo regular a profundidade desejada para cada local na mesma sessão. “Tudo vai variar de acordo com a necessidade do tratamento, atingindo camadas diferentes da pele, conseguimos resultados melhores para tratar problemas mais complexos, como manchas ou cicatrizes”, afirmou.

O microagulhamento dói?

A dor do microagulhamento é suportável, mas pode variar de acordo com a região a ser tratada: “Quando temos pequenas áreas que podem ser totalmente anestesiadas o procedimento não é doloroso. Porém, pacientes que necessitam de tratamentos em grandes regiões, acabam sentindo algum desconforto durante o procedimento”. Apesar disso, mesmo os pacientes mais sensíveis toleram bem o tratamento.

Quais cuidados devemos ter com a pele após a técnica?

Feito o microagulhamento, a pele trabalhada precisa receber cuidados especiais durante algum tempo, como o uso diário do filtro solar e cremes cicatrizantes. “Ainda assim, o dermatologista poderá utilizar produtos que aumentem o resultado, aplicando-os logo após a sessão”, afirmou.

Produtos relacionados

 Riscos ou contraindicações do microagulhamento

O Dr. André garante que a maioria das pessoas pode realizar o microagulhamento e que existem poucas contraindicações como, por exemplo, pacientes que fazem o uso de anticoagulantes. “É importante que as pessoas saibam que o procedimento possui riscos e que durante a sessão a pele é rompida pelas agulhas podendo causar infecções bacterianas, a reativação de quadros de herpes, entre outras complicações”, informou.

Por isso, é tão importante que o tratamento seja feito em um consultório dermatológico com a utilização de materiais estéreis e descartáveis a fim de garantir a sua segurança.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 01 de Junho de 2018
Modificada em: 16 de Setembro de 2020

Dr. André Rosado

Palavra do Dermatologista

Dr. André Rosado

CRM: 104.069

Médico dermatologista, membro titular da sociedade brasileira de dermatologia pela associação médica brasileira. formado pela universidade estadual de campinas - unicamp com residência médica em dermatologia também pela unicamp. é adjunto do serviço de dermatologia do hospital de força aérea de são paulo. proprietário da clínica unire em são paulo. atua em dermatologia clínica, cirúrgica, estética masculina e feminina, laser e tricologia. ministra cursos práticos de harmonização facialpreenchimento e toxina botulínica. o especialista faz constantes atualizações nos mais importantes congressos dermatológicos nacionais e internacionais.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

"Mascne": máscara de proteção pode causar espinhas? Dermatologista explica como tratar e prevenir essas lesões

"Mascne": máscara de proteção pode causar espinhas? Dermatologista explica como tratar e prevenir essas lesões

Dermatologista

A minha pele está sensível? Coceira, descamação, irritação na pele: 5 sinais de sensibilidade + como tratar

A minha pele está sensível? Coceira, descamação, irritação na pele: 5 sinais de sensibilidade + como tratar

Dermatologista

Jato de plasma: benefícios + como cuidar da pele após o procedimento que trata acne, manchas e rugas

Jato de plasma: benefícios + como cuidar da pele após o procedimento que trata acne, manchas e rugas

Dermatologista

Como tirar manchas do rosto: dermatologista indica 10 ativos que realmente funcionam

Como tirar manchas do rosto: dermatologista indica 10 ativos que realmente funcionam

Dermatologista

AHA: entenda o que são e quais os benefícios dos alfa-hidroxiácidos para a pele do rosto

AHA: entenda o que são e quais os benefícios dos alfa-hidroxiácidos para a pele do rosto

Dermatologista

Acne da mulher adulta: cravos e espinhas vs. rugas - dermatologista dá dicas de como combater

Acne da mulher adulta: cravos e espinhas vs. rugas - dermatologista dá dicas de como combater

Dermatologista

Últimas Matérias

Como reduzir rugas e diminuir a flacidez do rosto sem botox: 7 dicas de produtos e procedimentos 5 dúvidas sobre pele com rosácea: pode fazer peeling? Limpeza de pele? Saiba mais sobre as manchas vermelhas Dia do médico: conheça a origem dessa data e a importância desses profissionais para o sistema de saúde Preenchimento de olheiras profundas com ácido hialurônico: 6 dúvidas sobre o procedimento Alergia, micose ou dermatite atópica: saiba como diferenciar cada uma dessas doenças de pele Ácido para tirar manchas do rosto: saiba como funcionam os AHAs para conquistar uma pele uniforme
Ver mais