Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

O glúten pode afetar a pele? Dermatologista explica o que é a substância e seus efeitos no rosto e corpo

Entenda o que é o glúten e quais as reações que a substância pode gerar na pele
Entenda o que é o glúten e quais as reações que a substância pode gerar na pele

Entrevista com Dra. Lilian Akemi Ota, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Produtos relacionados

Você, com certeza, já se deparou com a frase “contém glúten” ou “não contém glúten” em embalagens de diversos alimentos. A presença dela é exigida por lei e a substância pode conferir riscos à saúde do organismo e da pele. A fim de esclarecer todas as dúvidas sobre o assunto, DermaClub conversou com a dermatologista Lilian Ota, de São Paulo, que contou o que é a substância, qual a sua função na preparação dos alimentos, além das melhores maneiras de evitar reações e desconforto. Confira a entrevista!

Entenda o que é glúten e qual a sua função na preparação dos alimentos

Segundo a médica, o glúten está presente em sementes de alguns cereais - como trigo, cevada e centeio - e é formado por meio da mistura de proteínas a algumas substâncias tóxicas - chamadas de gliadina e glutenina. O glúten é importante na indústria alimentícia, já que ele ajuda na hora de ‘dar liga’ aos preparos.

Descubra como ocorre a reação cutânea da hipersensibilidade ao glúten

De acordo com a especialista, o glúten é de difícil digestão e tem alta capacidade de irritar a mucosa gástrica, e ainda provocar alergias cutâneas. “Já foi comprovado que, quanto mais cedo começa a ingestão da substância, maior é a chance da pessoa desenvolver alguma doença ou grau de hipersensibilidade”, disse, explicando que o glúten pode causar na pele a dermatite herpetiforme. “É possível notar lesões com bolhas que se rompem com facilidade e crostas. Estas feridas podem causar coceira intensa em áreas como joelhos, cotovelos e glúteos”, concluiu.

Já a reação que a substância pode gerar no intestino delgado é chamada de doença celíaca. “Ela pode afetar qualquer pessoa e é o que conhecemos popularmente como a intolerância ao glúten. Os sintomas mais comuns são: diarreia intensa e de longa duração, vômito, perda ou ganho de peso, anemia e distensão abdominal”, afirmou.

Saiba como é realizado o diagnóstico do caso

A dermatologista explicou que, para o diagnóstico da doença celíaca, são realizadas biópsias do intestino delgado. “É examinada a integridade das vilosidades intestinais - que são dobras da parede interna que aumentam a superfície de absorção de nutrientes. Além disso, são realizados exames de sangue para pesquisar a presença ou ausência de determinados anticorpos”, disse.

Dermatologista indica como evitar o quadro de reação na pele

Para a médica, a única maneira de evitar quadros de reação cutânea é através de dietas livres de glúten. Alimentos como arroz, milho, mandioca, frutas, vegetais, carnes, sal, óleos, açúcar, cacau e gelatina não apresentam a substância em suas composições naturais. Além disso, vale estar atento às embalagens industrializadas, já que é exigido por lei que esteja especificado se ali há ou não a presença do glúten.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 25 de Fevereiro de 2016
Modificada em: 23 de Julho de 2021

Dra. Lilian Akemi Ota

Palavra do Dermatologista

Dra. Lilian Akemi Ota

CRM: 66202

Médica com título de especialista em dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia, formada pela USP com residência médica pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP. É membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica e da American Academy of Dermatology. Atua nas áreas de dermatologia clínica de adultos e crianças, cosmiatria e cirurgia dermatológica.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Queda de cabelo por estresse: descubra o que fazer para tratar e evitar esse problema!

Queda de cabelo por estresse: descubra o que fazer para tratar e evitar esse problema!

Dermatologista

Protetor solar para o rosto: porque reaplicar o produto? Como retocar o protetor solar com cor?

Protetor solar para o rosto: porque reaplicar o produto? Como retocar o protetor solar com cor?

Dermatologista

Skincare para pele negra: 7 dúvidas mais comuns sobre a rotina de cuidados

Skincare para pele negra: 7 dúvidas mais comuns sobre a rotina de cuidados

Dermatologista

Neurodermatite: o que é? Como tratar? É a mesma coisa que dermatite atópica? Dermatologista explica

Neurodermatite: o que é? Como tratar? É a mesma coisa que dermatite atópica? Dermatologista explica

Dermatologista

Dermatite de contato: o que é, quais os sintomas e como tratar as bolinhas na pele que coçam

Dermatite de contato: o que é, quais os sintomas e como tratar as bolinhas na pele que coçam

Dermatologista

O que é rosácea: tratamento e controle das manchas vermelhas na pele com skincare e procedimentos

O que é rosácea: tratamento e controle das manchas vermelhas na pele com skincare e procedimentos

Dermatologista

Últimas Matérias

Effaclar Sérum Ultra Concentrado: guia completo de como usar o produto na rotina de skincare da pele acneica Creme para área dos olhos: dermatologista indica o melhor produto hidratante e para rugas Caspa pode causar a queda de cabelo? Saiba como acabar com a perda dos fios e tratar a dermatite seborreica Manchas vermelhas no corpo que coçam e se espalham: o que pode ser? Alergia, psoríase ou dermatite atópica? Como diminuir a caspa da dermatite seborreica: rotina capilar + cuidados com o couro cabeludo descamando Peeling para acne em casa: pode ser feito? Dermatologista indica como fazer o tratamento com segurança
Ver mais

escolha a loja de sua preferência