Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Pálpebras flácidas: dermatologista ensina como lidar com o quadro e evitar a pelinha extra nos olhos

Para dermatologistas, a genética, sem dúvida, é importante na determinação da flacidez da pele
Para dermatologistas, a genética, sem dúvida, é importante na determinação da flacidez da pele

Entrevista com Dra. Tatiana Nogueira Matos , membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Produtos relacionados

Um dos principais sinais de que a pele está sofrendo o processo de envelhecimento é a flacidez que acomete as pálpebras, deixando a região dos olhos pesada e, muitas vezes, dificultando a visão. Para explicar o que provoca o quadro, o DermaClub conversou com a dermatologista Tatiana Matos, de Salvador, Bahia, que ainda disse como é possível evitar e tratar o problema. Confira!

Entenda por que e quando as pálpebras ficam flácidas

Segundo a médica, a área da pálpebra é frequentemente acometida por flacidez em todas as pessoas à medida que o tempo passa. “Principalmente no período pós-menopausa, quando os níveis de colágeno apresentam queda em maior escala, deixando a pele ‘frouxa’. Isso acontece porque o tecido subcutâneo fica sustentado pela musculatura e também pelo arcabouço ósseo. Com o avançar da idade e a influência das mudanças hormonais, a musculatura vai afinando e ficando menos firme” explicou.

Descubra como é possível evitar o quadro

Para a dermatologista, a genética, sem dúvida, é importante na determinação da flacidez da pele. “Ela tem grande influência na formação de colágeno do nosso corpo e também na velocidade de sua degradação. Podemos tentar retardar essa condição ao usar cremes com ativos tensores, hidratantes e estimuladores de colágeno. Também é importante evitar traumatizar a pálpebra quando coçamos ou retiramos a maquiagem com muita força”, esclareceu.

Saiba como tratar a flacidez das pálpebras

De acordo com a Dra. Tatiana, existem tratamentos que podem ser feitos em consultório, como o laser de CO2 fracionado, radiofrequência, luz intensa pulsada, indução percutânea de colágeno por agulhas, além de alguns preenchimentos, como o de ácido hialurônico, e aplicação de toxina botulínica.

No entanto, também há alternativa cirúrgica indicada para resolver o problema. “A blefaroplastia é uma cirurgia para remoção desse tecido de pálpebra que dificulta a visão do paciente”, concluiu.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 15 de Agosto de 2016
Modificada em: 26 de Julho de 2021

Dra. Tatiana Nogueira Matos

Palavra do Dermatologista

Dra. Tatiana Nogueira Matos

CRM: BA16601

Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia/SBD, formada pela Universidade Federal da Bahia , realizou residência em clínica médica no Hospital Santo Antônio/ Ba e dermatologia na Universidade de Santo Amaro/ São Paulo. Atua na área de Dermatologia clínica, estética, cirúrgica e laser. Participa de todos os principais congressos nacionais e internacionais para estar sempre atualizada nos melhores tratamentos para seus pacientes.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Peeling: quando é indicado? Quais são os tipos? 7 dúvidas sobre procedimento estético

Peeling: quando é indicado? Quais são os tipos? 7 dúvidas sobre procedimento estético

Tratamento de pele

Produtos com ácidos: como evitar a irritação da pele? Confira a opinião de uma dermatologista

Produtos com ácidos: como evitar a irritação da pele? Confira a opinião de uma dermatologista

Dermatologista

Harmonização facial: o que é? Quais os prós e contras desse procedimento estético?

Harmonização facial: o que é? Quais os prós e contras desse procedimento estético?

Tratamento de pele

Sérum: ácido hialurônico, vitamina C, ácido salicílico, retinol... qual é o mais indicado para a pele oleosa?

Sérum: ácido hialurônico, vitamina C, ácido salicílico, retinol... qual é o mais indicado para a pele oleosa?

Dermatologista

Vitamina C e retinol: como incluir os ativos na mesma rotina de skincare para otimizar o tratamento de manchas

Vitamina C e retinol: como incluir os ativos na mesma rotina de skincare para otimizar o tratamento de manchas

Dermatologista

Como tratar manchas escuras na pele do pescoço? Skincare com vitamina C, ácido tranexâmico e protetor solar

Como tratar manchas escuras na pele do pescoço? Skincare com vitamina C, ácido tranexâmico e protetor solar

Dermatologista

Últimas Matérias

Neurodermatite: o que é? Como tratar? É a mesma coisa que dermatite atópica? Dermatologista explica Dermatite de contato: o que é, quais os sintomas e como tratar as bolinhas na pele que coçam O que é rosácea: tratamento e controle das manchas vermelhas na pele com skincare e procedimentos O que é psoríase gutata? Dermatologista explica os sintomas de psoríase e como tratar a doença de pele Kit skincare outono/inverno com Cicaplast Baume B5 e Cicaplast Lábios para prevenir a pele ressecada Água termal para rosácea, dermatite atópica... 5 doenças de pele em que o produto é necessário
Ver mais

escolha a loja de sua preferência