Vem pro clube! quer ganhar descontos o ano todo e ainda trocar seus pontos por produtos? cadastre-se

ja faz parte
do clube?

como comprar

ainda não faz
parte do clube?

cadastre-se

MINÉRAL 89 30ML DE R$119,90 POR R$99,90. APROVEITE AGORA

Pele sensível durante a gravidez: por que isso acontece e o que fazer para tratar os sintomas

Entenda porque a pele das grávidas pode ganhar uma tendência à sensibilidade (Foto: Ryan Franco / Unsplash.com)
Entenda porque a pele das grávidas pode ganhar uma tendência à sensibilidade (Foto: Ryan Franco / Unsplash.com)

Entrevista com Dra. Carolina Reato Marçon, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Ao longo da gravidez, toda mulher costuma passar por uma série de mudanças no corpo. Essas transformações acontecem de dentro para fora, proporcionando reações boas e também alguns incômodos, principalmente na pele. Além de casos como o surgimento de manchas escuras como o melasma e a formação de estrias, a gestante tende a ficar com a pele sensível, o que acaba gerando vermelhidão, coceira e descamação e agravando doenças, como a dermatite e a psoríase. Mas afinal de contas, por que isso acontece? O que fazer para acabar com esses sintomas? O Dermaclub entrevistou a dermatologista Carolina Marçon, de São Paulo, que esclareceu as dúvidas. Entenda!

Por que a pele fica sensível na gravidez?

De acordo com a médica, a gestação é um período marcado por modificações intensas - isso se deve às alterações hormonais, bastante características durante o processo: “Portanto, nesta fase, reparamos no aumento do estrogênio, da progesterona e da prolactina, e esse turbilhão de hormônios acaba proporcionando a intensas alterações das funções orgânicas, como o aumento da sensibilidade da pele”, esclareceu.

Então, as futuras mamães que já possuem condições cutâneas, como a dermatite atópica, psoríase e urticária, por exemplo, podem ter esses problemas agravados. Além dessas circunstâncias, as mudanças hormonais tendem a deixar qualquer tipo de pele mais reativa.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Tratamentos e dermocosméticos: o que a gestante pode e não pode fazer ou usar?

Não pode: uso de produtos químicos com perfumes, parabenos e álcool. “Até por que o contato com essas substâncias pode ser prejudicial para os bebês, e gestantes, pois se tornam mais alérgicas que o normal”, informou a dermatologista. Já em relação aos procedimentos, é importante evitar todos que possuem ácidos abrasivos e que agridem a pele, como os produtos à base de ácido retinóico e seus derivados como o retinol.

Pode: substâncias naturais que possuem maior potencial hidratante, como a manteiga de karité, óleo de amêndoas, água termal, glicerina e o ácido hialurônico.

“Minha pele está sensível demais”: o que fazer neste caso?

A Dra. Carolina recomenda: “Sempre que a gestante tiver qualquer problema com a pele, é importante procurar um dermatologista. Nos casos mais graves, como uma reação de sensibilidade mais intensa, muitas vezes é necessário a utilização de medicamentos orais, como anti-inflamatórios para o controle do quadro. Porém, tudo isso deve ser feito com o consentimento do médico”, finalizou.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 13 de Julho de 2018
Modificada em: 22 de Maio de 2019

Dra. Carolina Reato Marçon

Palavra do Dermatologista

Dra. Carolina Reato Marçon

CRM: 113.379

Especialização em Clínica Médica e Dermatologia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo; Médica Colaboradora do Setor de Dermatologia da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo; Coordenadora do Programa Pró-Albino; Fellowship em Cosmiatria - Dr. Zoe Draelos, Carolina do Norte - EUA; Fellowship em Tricologia - Universidade de Bolonha, Itália - Prof. Antonella Tosti; Fellowship em Dermatoscopia e Microscopia Confocal - Universidade de Modena / Reggio Emilia, Itália; Membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, da Academia Americana de Dermatologia e do Colégio Ibero-Latinoamericano de Dermatologia

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Shampoo anticaspa: posso usar todos os dias? Resseca o couro cabeludo? Entenda!

Shampoo anticaspa: posso usar todos os dias? Resseca o couro cabeludo? Entenda!

Caspa

Caspa no verão: é mais comum? Como tratar sem ressecar o cabelo?

Caspa no verão: é mais comum? Como tratar sem ressecar o cabelo?

Caspa

Queratina: o que é? Quais os benefícios dessa proteína para o cabelo?

Queratina: o que é? Quais os benefícios dessa proteína para o cabelo?

Queda de cabelos

Tudo sobre esfoliação: como esfoliar a pele do rosto, corpo, couro cabeludo, melhores produtos, peeling...

Tudo sobre esfoliação: como esfoliar a pele do rosto, corpo, couro cabeludo, melhores produtos, peeling...

Caspa

Cronograma capilar do cabelo com caspa: produtos + passo a passo para tratar o problema

Cronograma capilar do cabelo com caspa: produtos + passo a passo para tratar o problema

Caspa

Resenha DermaClub por Ju Lopes: Dercos Super Ampolas Capilares de Vichy

Resenha DermaClub por Ju Lopes: Dercos Super Ampolas Capilares de Vichy

Queda de cabelos

Últimas Matérias

Microbioma da pele: o que é? Entenda o que são cuidados prebióticos, probióticos e pós-bióticos Esfoliante para o couro cabeludo: ajuda com a caspa? Resseca o cabelo? 4 mitos e verdades sobre o assunto Queratina: o que é? Qual é a função da queratina nos cabelos? Como usar na rotina de cuidados capilar? SOS lábios: cuidados e procedimentos para deixar a sua boca ainda mais bonita Os riscos da limpeza de pele excessiva: efeito rebote, irritação... Confira os principais Óleo de Melaleuca (Tea Tree Oil): para que serve? É seguro? Quais os benefícios para a pele oleosa?
Ver mais