Vem pro clube! quer ganhar descontos o ano todo e ainda trocar seus pontos por produtos? cadastre-se

ja faz parte
do clube?

como comprar

ainda não faz
parte do clube?

cadastre-se

Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Pelo encravado: como remover? É uma doença de pele? Descubra e saiba como evitar o surgimento dessas lesões

Entenda o que é um pelo encravado e como tratar e evitar essa lesão / Foto: Getty Images
Entenda o que é um pelo encravado e como tratar e evitar essa lesão / Foto: Getty Images

Entrevista com Dra. Lilia Guadanhim, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Produtos relacionados

Você já teve um pelo encravado? Esse incômodo aparece quando o folículo, que está crescendo, não consegue ultrapassar a camada superficial da pele. Com esse impedimento, ele se curva e acaba crescendo para o lado de dentro, formando uma lesão inchada bem parecida com uma espinha. Embora seja um problema bem comum, muita gente tem dúvidas sobre o que fazer com o pelo encravado: como remover? É considerado uma doença de pele? Como evitar esse incômodo? Para esclarecer melhor essas questões, o DermaClub conversou com a dermatologista Lilia Guadanhim, de São Paulo. Veja só o que ela disse!

O que é o pelo encravado? Como ele se forma na pele?

O pelo encravado, também conhecido como pseudofoliculite, se forma em pessoas que geneticamente possuem pelos mais curvados e mais grossos. “Normalmente, o problema se forma na barba ou na virilha e é agravado pelo processo de barbear e depilar”, explicou. Além disso, o uso de roupas muito apertadas, que geram atrito com a pele, pode encravar os pelos.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

O pelo encravado é considerado uma doença de pele?

A Drª Lilia afirma que a pseudofoliculite é sim considerada uma doença, principalmente quando há a infecção do folículo por bactérias. Com essa infecção bacteriana, o problema pode evoluir para uma foliculite, gerando dor e até secreção. Sendo assim, é muito importante tratar o pelo encravado o quanto antes para evitar qualquer tipo de complicação futura.

O pelo encravado pode evoluir para algo mais grave?

Sim. O encravamento constante dos pelos com inflamação pode gerar complicações maiores para a região afetada - como irritação na pele, além de manchas e até cicatrizes. Para evitar esses problemas, o ideal é procurar o seu médico dermatologista para saber qual o tratamento mais adequado para o seu caso!

O pelo encravado pode ser removido?

É fundamental que as pessoas não tenham o hábito de cutucar o pelo encravado. “Sempre digo para os pacientes que pinças de pontas finas e espelhos de aumento são um perigo e um convite às manchinhas pós-inflamatórias”, alertou.

Se você sofre com esse problema, procure o seu médico dermatologista, que poderá orientar a melhor forma de barbear e depilar, além de indicar produtos que ajudam a amenizar o quadro. “Casos moderados a graves podem ser tratados de forma definitiva com a depilação a laser. Se sua pele tiver manchas, o ideal é clarear as marcas primeiro para reduzir o risco de queimaduras”, indicou.

5 dicas para evitar a formação de pelos encravados na pele:

1) Manter a pele sempre limpa para evitar a proliferação de bactérias;

2) Fazer uma esfoliação dias antes e alguns dias depois da depilação (o mesmo serve para quem usa lâmina);

3) Optar por roupas mais folgadas no dia a dia para reduzir o atrito;

4) Optar por roupas de algodão ao invés de tecidos sintéticos para evitar o abafamento;

5) Caso seja um quadro de pelo encravado recorrente e muito incômodo, o paciente pode se beneficiar de métodos de depilação a laser, que possuem pouquíssimas chances de encravamento.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 30 de Novembro de 2018
Modificada em: 30 de Setembro de 2019

Dra. Lilia Guadanhim

Palavra do Dermatologista

Dra. Lilia Guadanhim

CRM: 133850

Formação em Medicina, Residência Médica em Dermatologia e Especialização em Cosmiatria pela Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo. Possui título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e Associação Médica Brasileira, além de ser membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da International Dermoscopy Society. Tem especializações em Cosmiatria - Toxina Botulínica e Preenchimento na França e Dermatoscopia - Oncologia Cutânea na Itália. É médica colaboradora da Unidade de Cosmiatria da Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Verão e ar-condicionado: rotina de skincare e cuidados para evitar o ressecamento da pele

Verão e ar-condicionado: rotina de skincare e cuidados para evitar o ressecamento da pele

Corpo

Acne neonatal: o que é? Quais são as causas? Como tratar as espinhas no bebê

Acne neonatal: o que é? Quais são as causas? Como tratar as espinhas no bebê

Corpo

Dermatologista indica como fazer limpeza de pele profunda em casa com segurança

Dermatologista indica como fazer limpeza de pele profunda em casa com segurança

Dermatologista

Psoríase leve, moderada, grave: conheça os graus da doença de pele e como tratar as manchas vermelhas no corpo

Psoríase leve, moderada, grave: conheça os graus da doença de pele e como tratar as manchas vermelhas no corpo

Corpo

Bolinhas no corpo: o que são? Quais são as causas? É foliculite ou alergia? Saiba como tratar

Bolinhas no corpo: o que são? Quais são as causas? É foliculite ou alergia? Saiba como tratar

Corpo

5 coisas que acontecem com a pele no inverno: dermatite, ressecamento, rosácea... veja as queixas mais comuns

5 coisas que acontecem com a pele no inverno: dermatite, ressecamento, rosácea... veja as queixas mais comuns

Corpo

Últimas Matérias

Traços da tatuagem: dermatologista e tatuadora indicam todos os cuidados para manter o desenho perfeito Falhas no cabelo: o que é alopecia areata? Causas e tratamento para a doença que motiva a queda de cabelo Ácido salicílico: para que serve? Qual é a função? Como usar na rotina de skincare? Dermatologista indica Skincare no verão: 4 produtos para prevenir queimadura solar, mancha, câncer de pele e envelhecimento precoce Cabelo caindo muito: estresse, química, alimentação... 5 fatores que podem causar a queda dos fios Foliculite decalvante: o que é? Como tratar o problema que causa queda de cabelo e calvície
Ver mais