Vem pro clube! quer ganhar descontos o ano todo e ainda trocar seus pontos por produtos? cadastre-se

ja faz parte
do clube?

como comprar

ainda não faz
parte do clube?

cadastre-se

Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Poros superdilatados: o que são e como tratar esses pontinhos escuros no rosto? Entenda

Saiba o que são os poros superdilatados e confira as melhores formas de tratar o problema
Saiba o que são os poros superdilatados e confira as melhores formas de tratar o problema

Entrevista com Dra. Giselle Sanches, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Você sabe o que são poros superdilatados? De acordo com a dermatologista Giselle Sanches, de São Paulo, são aqueles pequenos pontos na pele por onde saem os folículos e a oleosidade. “Os pelos e a glândula sebácea dividem o mesmo poro, e em áreas mais oleosas onde há fios mais finos - como a zona T do rosto (testa, nariz e queixo) e em peles mais flácidas causadas pelo envelhecimento - a dilatação desse orifício fica mais aparente e a secreção tende a ser maior, formando os famosos pontinhos escuros no rosto”. Mas como podemos tratá-los? É recomendado manipular essas lesões? O DermaClub, juntamente com a médica, esclarece os melhores cuidados. Confira!

Esses tipos de poros também podem ser chamados de cravos?

Segundo a dermatologista, apesar de não ser um cravo, é normal que muita gente confunda um poro superdilatado com comedões, devido à sua aparência e coloração. Por outro lado, é muito comum aparecer cravos na pele com a obstrução de um poro. “Isso acontece por conta do acúmulo de uma série de impurezas que tentam sair do orifício, mas não consegue ou quando o poro se torna mais dilatado conivente da flacidez, excesso de oleosidade e suor, ‘coletando’ mais resíduos e células mortas no seu interior, fazendo com que inflame”, explicou.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Quais tipos de pele costumam ter poros superdilatados?

Segundo a Dra. Giselle, esses tipo de poros podem atingir diferentes tipos de pele. “Geralmente, o quadro é mais frequente em peles mistas e oleosas que apresentam, naturalmente, mais concentração de óleo e células mortas ao redor dos poros. Com isso, os poros ficam inchados, parecendo maiores do que realmente são”, esclareceu. Além disso, o envelhecimento, a perda de elasticidade da pele, e a predisposição genética também são características que contribuem para que os poros fiquem mais evidentes.

Como podemos tratar esse tipos de poros?

Para tratar esse problema, existem tratamentos com o uso de dermocosméticos, além de procedimentos estéticos clínicos que podem ajudar a cuidar dos poros. A médica, listou alguns mais eficazes:

- Medicamentos via oral usados para o tratamento de acne ajudam a deixar a pele menos oleosa;

- Peeling químico com ácido retinoico e laser que promovem uma descamação e renovação das células, melhorando o aspecto da pele;

- Em casos mais graves, onde há cicatriz de acne, pode ser tratado com CO2 fracionado.

- É importante consultar o médico dermatologista para poder ter o melhor diagnóstico e plano de tratamento para a pele!

6 cuidados que ajudam a prevenir os poros superdilatados

De acordo com a médica, para quem tem a pele mais oleosa, o importante é manter a oleosidade sob controle, praticando os seguintes cuidados:

1) Incluir na sua rotina de pele um spray com zinco;

2) Usar protetor solar todos os dias, de preferência com efeito blur;

3) Aplicar cosméticos ricos em antioxidantes;

4) Apostar no uso da solução micelar e de hidratantes leves;

5) Escolher uma maquiagem oil free e não esquecer de tirá-la antes de dormir para evitar o aumento de oleosidade;

6) Fazer esfoliação uma vez por semana para retirar as impurezas e deixar a pele respirar.

O cuidado também deve ser na hora de escolher os produtos adequados para o seu tipo de pele, por isso, o dermatologista é o profissional indicado para ajudar e orientar.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 03 de Setembro de 2018
Modificada em: 22 de Maio de 2019

Dra. Giselle Sanches

Palavra do Dermatologista

Dra. Giselle Sanches

CRM: 117116 / RQE 37933

Título de Especialista em Dermatologia pela Associação Médica Brasileira e Sociedade Brasileira de Dermatologia; Título de Especialista em Clínica Médica pela Associação Médica Brasileira e Sociedade Brasileira de Clínica Médica; Graduação em Medicina pela PUC de São Paulo; Pós-graduação em Dermatologia pelo Hospital Heliópolis (SUS); Pós-graduação em Clínica Médica pela Universidade Federal de São Paulo; Membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Dermatologista indica como fazer limpeza de pele profunda em casa com segurança

Dermatologista indica como fazer limpeza de pele profunda em casa com segurança

Dermatologista

DIU de cobre pode causar espinhas? Dermatologista esclarece a dúvida e indica cuidados para tratar a acne

DIU de cobre pode causar espinhas? Dermatologista esclarece a dúvida e indica cuidados para tratar a acne

Dermatologista

Como diminuir a oleosidade do cabelo: produtos e cuidados para tratar a caspa, coceira e dermatite seborreica

Como diminuir a oleosidade do cabelo: produtos e cuidados para tratar a caspa, coceira e dermatite seborreica

Dermatologista

Escova de limpeza facial (FOREO): como usar? Como limpar? Dermatologista dá dicas de como higienizar e cuidar

Escova de limpeza facial (FOREO): como usar? Como limpar? Dermatologista dá dicas de como higienizar e cuidar

Dermatologista

Ácido hialurônico é bom para pele oleosa? Dermatologista esclarece a questão

Ácido hialurônico é bom para pele oleosa? Dermatologista esclarece a questão

Dermatologista

Foliculite: o que é? É um tipo de acne? Posso usar os mesmos produtos para cravos e espinhas?

Foliculite: o que é? É um tipo de acne? Posso usar os mesmos produtos para cravos e espinhas?

Dermatologista

Últimas Matérias

Traços da tatuagem: dermatologista e tatuadora indicam todos os cuidados para manter o desenho perfeito Falhas no cabelo: o que é alopecia areata? Causas e tratamento para a doença que motiva a queda de cabelo Ácido salicílico: para que serve? Qual é a função? Como usar na rotina de skincare? Dermatologista indica Skincare no verão: 4 produtos para prevenir queimadura solar, mancha, câncer de pele e envelhecimento precoce Cabelo caindo muito: estresse, química, alimentação... 5 fatores que podem causar a queda dos fios Foliculite decalvante: o que é? Como tratar o problema que causa queda de cabelo e calvície
Ver mais