Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Prebióticos, probióticos e pós-bióticos: entenda as diferenças desses componentes em dermocosméticos

Entenda as diferenças entre probiótico, pós-biótico e prebiótico e saiba o que eles podem fazer pela sua pele / Foto: Getty Images
Entenda as diferenças entre probiótico, pós-biótico e prebiótico e saiba o que eles podem fazer pela sua pele / Foto: Getty Images

Entrevista com Dra. Tatiana Nogueira Matos , membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Produtos relacionados

Nossa pele é formada por um conjunto de microrganismos chamado de microbioma. Nele, habitam milhares de bactérias e fungos que protegem o nosso corpo de doenças e crises de complicações pré-existentes, como a própria dermatite atópica. Para fortalecer esse ambiente e manter os microrganismos “do bem” em equilíbrio, o ideal é fazer o uso de produtos prebióticos. Mas além deles, existem outros “bióticos” que estão sendo muito falados ultimamente, que são os probióticos e os pós-bióticos. Você sabe qual é a diferença entre cada um desses componentes? Conversamos com a dermatologista Tatiana Matos, que esclareceu para você!

Prebióticos, probióticos e pós-bióticos: são a mesma coisa?

Prebióticos: são substâncias que servem como alimento para os microrganismos e que influenciam de forma positiva seu desenvolvimento, ou seja, funcionam como uma espécie de alimento para as bactérias boas.

Probióticos: são microrganismos vivos que estimulam a proliferação das bactérias boas, mas não estão presentes em nenhum dermocosmético, e sim em medicamentos e alguns alimentos que fortalecem o sistema imunológico e melhoram a absorção de nutrientes.

Pós-bióticos: são produtos do metabolismo desses probióticos (microrganismos vivos) e, devido a sua bioatividade, esses produtos podem imitar os efeitos benéficos dos probióticos desses probióticos (microrganismos vivos) e, devido a sua bioatividade, esses produtos podem imitar os efeitos benéficos dos probióticos.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Qual é a função desses bióticos na pele ou no organismo?

De acordo com a Drª Tatiana, a Nossa pele tem um conjunto de microrganismos chamados microbioma. Nele, encontram-se as bactérias benéficas que têm a função de proteger nosso corpo de doenças e microrganismos patogênicos. Mas para reforçar esse ambiente e evitar a proliferação e a invasão de bactérias e fungos danosos, o ideal é investir em cuidados prebióticos e pós-bióticos: “Eles vão ajudar bastante a manter a pele saudável, dando uma maior proteção à inúmeras doenças”.

Os prebióticos são indicados para a pele sensível

A sensibilidade da pele acontece quando a barreira de proteção fica fragilizada, por conta de algum desequilíbrio no microbioma. É aí que entra a importância do uso dos produtos enriquecidos com prebióticos: “Eles ajudam a manter a função normal das bactérias boas da pele, que por sua vez agem diminuindo os microorganismos ruins e dando mais resistência à pele”, esclareceu a médica.

E os pós-bióticos, para qual tipo de pele servem?

Servem principalmente para pessoas com doenças de origem inflamatória, como a dermatite atópica, por exemplo. A Drª Tatiana explica que entre seus principais benefícios, os ativos pós-bióticos proporcionam efeitos anti-inflamatório, imunomodulador e antioxidante.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 05 de Novembro de 2019
Modificada em: 13 de Abril de 2021

Dra. Tatiana Nogueira Matos

Palavra do Dermatologista

Dra. Tatiana Nogueira Matos

CRM: BA16601

Especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia/SBD, formada pela Universidade Federal da Bahia , realizou residência em clínica médica no Hospital Santo Antônio/ Ba e dermatologia na Universidade de Santo Amaro/ São Paulo. Atua na área de Dermatologia clínica, estética, cirúrgica e laser. Participa de todos os principais congressos nacionais e internacionais para estar sempre atualizada nos melhores tratamentos para seus pacientes.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Verão e ar-condicionado: rotina de skincare e cuidados para evitar o ressecamento da pele

Verão e ar-condicionado: rotina de skincare e cuidados para evitar o ressecamento da pele

Rosto

Dormir de maquiagem pode causar oleosidade, cravos e espinhas. Como limpar a pele com make corretamente

Dormir de maquiagem pode causar oleosidade, cravos e espinhas. Como limpar a pele com make corretamente

Rosto

Acne neonatal: o que é? Quais são as causas? Como tratar as espinhas no bebê

Acne neonatal: o que é? Quais são as causas? Como tratar as espinhas no bebê

Rosto

Dermatologista indica como fazer limpeza de pele profunda em casa com segurança

Dermatologista indica como fazer limpeza de pele profunda em casa com segurança

Rosto

Como tirar oleosidade do rosto no verão: produtos + rotina de skincare para pele oleosa com cravos e espinhas

Como tirar oleosidade do rosto no verão: produtos + rotina de skincare para pele oleosa com cravos e espinhas

Rosto

Sabonete para acne: conheça o melhor produto para o rosto + rotina de skincare para cravos e espinhas

Sabonete para acne: conheça o melhor produto para o rosto + rotina de skincare para cravos e espinhas

Rosto

Últimas Matérias

Traços da tatuagem: dermatologista e tatuadora indicam todos os cuidados para manter o desenho perfeito Falhas no cabelo: o que é alopecia areata? Causas e tratamento para a doença que motiva a queda de cabelo Ácido salicílico: para que serve? Qual é a função? Como usar na rotina de skincare? Dermatologista indica Skincare no verão: 4 produtos para prevenir queimadura solar, mancha, câncer de pele e envelhecimento precoce Cabelo caindo muito: estresse, química, alimentação... 5 fatores que podem causar a queda dos fios Foliculite decalvante: o que é? Como tratar o problema que causa queda de cabelo e calvície
Ver mais