Vem pro clube! quer ganhar descontos o ano todo e ainda trocar seus pontos por produtos? cadastre-se

ja faz parte
do clube?

como comprar

ainda não faz
parte do clube?

cadastre-se

Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Qual é a diferença entre acne e foliculite? Saiba como encarar esses problemas durante o verão

Muita gente pensa que a acne e a foliculite são problemas bem parecidos, mas a verdade é que essas lesões possuem grandes diferenças, desde a causa até as características
Muita gente pensa que a acne e a foliculite são problemas bem parecidos, mas a verdade é que essas lesões possuem grandes diferenças, desde a causa até as características

Entrevista com Dra. Carolina Reato Marçon, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Produtos relacionados

Vermelhidão, bolinhas e sinais de inflamação são sintomas bem característicos de duas doenças de pele: a acne e a foliculite. Mas, você sabe qual é a diferença entre elas? Embora muita gente pense que são problemas parecidos, são completamente diferentes - desde o formato das lesões até as causas de ambas as inflamações. Para esclarecer melhor o assunto e distinguir uma da outra, o DermaClub convidou a dermatologista Carolina Marçon, de São Paulo. Veja só!

Acne e foliculite: descubra a diferença entre essas inflamações

De acordo com a médica, a acne e a foliculite são problemas completamente diferentes: “A acne é uma doença da pele que possui componente inflamatório e que está relacionada a condições genéticas e hormonais. Já a foliculite é a inflamação do folículo piloso, ou seja, acontece em todas as regiões que têm pelos, e pode ser causada através de vírus, bactérias ou fungos”, esclareceu.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Conheça as principais causas da foliculite e da acne na pele

As espinhas, lesões de acne, surgem nas regiões ricas em glândulas sebáceas - rosto, colo e costas, principalmente - e são mais comuns durante a puberdade - época com maior produção hormonal e maior estímulo da oleosidade da pele -, por outro lado, também podem acontecer em qualquer fase da vida. “Existe uma condição conhecida como acne da mulher adulta, que sua causa tem envolvimento com estresse, menopausa ou alimentação com alto índice glicêmico”, explicou.

Já as causas da foliculite vão depender de vários fatores. “Nos homens, é muito comum a foliculite da barba, que envolve o tipo de crescimento do pelo. Em mulheres, a região da virilha é a mais afetada devido ao método de depilação utilizado e o uso de roupas muito apertadas no corpo”. Nesses casos, o pelo cria uma grande dificuldade de sair e fica preso dentro da pele, refletindo no processo inflamatório.

Prevenção e opções de tratamento para essas doenças de pele

No caso da acne, a prevenção deve ser feita com a limpeza diária do rosto e o uso de produtos específicos para a pele oleosa, a fim de evitar episódios inflamatórios. Também é importante manter a proteção solar com um filtro solar oil free, com o intuito de prevenir as manchas após a lesões de acne. Se você não conseguiu evitar o surgimento das lesões, existem as opções de tratamento para cada caso: “Na acne de grau 4 - muito inflamada e com nódulos -, precisamos incluir tratamento com antibiótico via oral para combater as bactérias locais. Em situações mais leves, a terapia é tópica com dermocosméticos antiacne e de limpeza para controlar a produção de sebo da região”.

As medidas preventivas da foliculite são diferentes: “Evitar roupas muito apertadas; manter a pele limpa sempre quando for depilar e optar pelo tipo de técnica mais apropriada para evitar o encravamento dos pelos”. O tratamento mais eficaz é a depilação a laser, pois o procedimento acaba destruindo completamente o folículo piloso, que não corre o risco que crescer ou encravar.  

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 29 de Janeiro de 2018
Modificada em: 22 de Maio de 2019

Dra. Carolina Reato Marçon

Palavra do Dermatologista

Dra. Carolina Reato Marçon

CRM: 113.379

Especialização em Clínica Médica e Dermatologia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo; Médica Colaboradora do Setor de Dermatologia da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo; Coordenadora do Programa Pró-Albino; Fellowship em Cosmiatria - Dr. Zoe Draelos, Carolina do Norte - EUA; Fellowship em Tricologia - Universidade de Bolonha, Itália - Prof. Antonella Tosti; Fellowship em Dermatoscopia e Microscopia Confocal - Universidade de Modena / Reggio Emilia, Itália; Membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, da Academia Americana de Dermatologia e do Colégio Ibero-Latinoamericano de Dermatologia

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Heróis da vida real: relato de um dermatologista que trabalha na linha de frente contra a COVID-19

Heróis da vida real: relato de um dermatologista que trabalha na linha de frente contra a COVID-19

Dermatologista

Rotina de skincare na quarentena para cada tipo de pele + dicas para cabelo e corpo

Rotina de skincare na quarentena para cada tipo de pele + dicas para cabelo e corpo

Dermatologista

Aparelhos removedores de cravos: funcionam? Quais os riscos? Como remover de forma segura e como evitar

Aparelhos removedores de cravos: funcionam? Quais os riscos? Como remover de forma segura e como evitar

Dermatologista

Uso de máscara de proteção e skincare: dermatologista explica como adaptar a rotina durante a quarentena

Uso de máscara de proteção e skincare: dermatologista explica como adaptar a rotina durante a quarentena

Dermatologista

Quarentena e doenças de pele: crises de dermatite atópica e psoríase podem agravar-se com a falta de sol?

Quarentena e doenças de pele: crises de dermatite atópica e psoríase podem agravar-se com a falta de sol?

Dermatologista

Estresse, sono desregulado, má alimentação... Entenda como a quarentena pode afetar a sua pele

Estresse, sono desregulado, má alimentação... Entenda como a quarentena pode afetar a sua pele

Dermatologista

Últimas Matérias

Guia de beleza para homens: cuidados com a pele masculina, couro cabeludo e barba Novos hábitos de saúde e beleza com o fim da quarentena: dermatologista indica como serão os cuidados Pele perfeita sem maquiagem: rotina de skincare para uma pele bonita e saudável Como cuidar das sobrancelhas em casa: especialista dá dicas para manter a região impecável Como cortar o cabelo em casa: veja 3 dicas para aparar pontas, franja e até raspar a cabeça Peptídeos: o que são? Quais os benefícios? Como usar na pele? Conheça os vários tipos dessa proteína
Ver mais