Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Qual é o impacto da fotopoluição na pele oleosa? Dermatologista explica!

Os sinais de envelhecimento são os principais resultados da fotopoluição na pele
Os sinais de envelhecimento são os principais resultados da fotopoluição na pele

Entrevista com Dra. Carolina Reato Marçon, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Muito se ouve falar sobre poluição e todos os seus efeitos causados na pele. Porém, essa não é a única agressão externa que devemos nos preocupar. Além dos poluentes que encontramos nas cidades e centros urbanos, existem os danos da radiação UV que, juntos, formam uma ação sinérgica e resultam no conceito de fotopoluição. Esse processo, por sua vez, acaba potencializando ainda mais os danos cutâneos e alavancando uma série de problemas, inclusive no aumento da oleosidade e de infecções na pele, como a acne. Para aprofundar esse assunto, o DermaClub convidou as dermatologistas Carolina Marçon, de São Paulo, e Flávia Addor, do Rio de Janeiro. Confira!

A fotopoluição e seus impactos na saúde da pele

A Drª Flávia explica que a fotopoluição decorre de uma reação química da radiação solar ultravioleta sobre alguns tipos de poluentes, presentes em grandes centros urbanos, potencializam a ação oxidativa destas partículas. Com esse entendimento, a Drª Carolina completa dizendo: “A radiação ultravioleta consegue agir diretamente sobre os poluentes primários, transformando-os em secundários, transmitindo, assim, os raios UVA longo - parte da radiação ultravioleta A que penetra mais profundamente na pele -, tornando a fotopoluição ainda mais potente”, explicou.

Então, tanto a radiação solar, quanto os poluentes, vão causar problemas similares na pele. “Entre eles, podemos citar o estresse oxidativo - com a liberação de radicais livres -, alteração na microbiota cutânea e a ativação de alguns receptores - como o aril hidrocarboneto, que acaba causando a degeneração do colágeno - e interferência na imunidade da pele”, atentou.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

A fotopoluição e sua relação com a oleosidade da pele

A radiação UV e a poluição aumentam a oleosidade da pele, logo, a fotopoluição também. “Existem inúmeros estudos que comparam a pele de pessoas que vivem em áreas rurais com as que residem em regiões urbanas e o resultado comprovou que existe muito mais oleosidade no rosto de quem vive nas cidades mais populosas”, afirmou.

Portanto, existe uma ação direta da fotopoluição com o aumento na produção de sebo pelas glândulas sebáceas e também na oxidação do esqualeno - principal componente do sebo que mais sofre com a ação desse problema. “Quando o esqualeno é oxidado, ele se torna irritativo para a pele, pois resulta na liberação de substâncias tóxicas, que vão ativar a infecção cutânea, levando a vários efeitos imunológicos, biológicos e à liberação de substâncias que degeneram a matriz extracelular, causando a flacidez, rugas, manchas, entre outras alterações”, disse.

Evite a oleosidade e os danos da fotopoluição com protetor solar e antioxidantes

Segundo a Dra. Carolina, “o ideal é proteger a pele e optar por filtros solares que tenham uma ação contra o UVA longo - principal tipo de radiação preocupante em ambientes poluídos - e, de preferência, um produto que tenha uma textura antipoluição”, indicou. É importante que o dermocosmético tenha ação antioleosidade, efeito blur que disfarça os poros e não deixa a pele com o toque engordurado para controlar todo o excesso de brilho no rosto. Além disso, aposte em antioxidantes, com ativos como a vitamina C, que ajudam a potencializar a proteção solar e a proteger a área dos efeitos da fotopoluição.

A Drª Flávia completa com outros cuidados importantes:

- Evite, ao máximo, áreas poluídas e ambientes com muita fumaça (cigarro, por exemplo);

- Use produtos com ação antioleosidade e com absorção imediata;

- Aposte em dermocosméticos apropriados para manter a barreira cutânea fortalecida, protegendo seus componentes ou criando uma barreira adicional;

- Preferir um sabonete, loção ou gel de limpeza que não resseque a pele e ajude a preservar o manto hidrolipídico;

- Use hidratantes com ativos prebióticos, que alimentam as bactérias boas do microbioma;

- Use vitamina C num veículo apropriado para a pele oleosa. Assim você consegue proteger o rosto contra os efeitos da fotopoluição e do excesso de oleosidade. 

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 27 de Outubro de 2017
Modificada em: 26 de Julho de 2021

Dra. Carolina Reato Marçon

Palavra do Dermatologista

Dra. Carolina Reato Marçon

CRM: 113.379

Especialização em Clínica Médica e Dermatologia pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo; Médica Colaboradora do Setor de Dermatologia da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo; Coordenadora do Programa Pró-Albino; Fellowship em Cosmiatria - Dr. Zoe Draelos, Carolina do Norte - EUA; Fellowship em Tricologia - Universidade de Bolonha, Itália - Prof. Antonella Tosti; Fellowship em Dermatoscopia e Microscopia Confocal - Universidade de Modena / Reggio Emilia, Itália; Membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, da Academia Americana de Dermatologia e do Colégio Ibero-Latinoamericano de Dermatologia

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Skincare para pele negra: 7 dúvidas mais comuns sobre a rotina de cuidados

Skincare para pele negra: 7 dúvidas mais comuns sobre a rotina de cuidados

Dermatologista

Neurodermatite: o que é? Como tratar? É a mesma coisa que dermatite atópica? Dermatologista explica

Neurodermatite: o que é? Como tratar? É a mesma coisa que dermatite atópica? Dermatologista explica

Dermatologista

Dermatite de contato: o que é, quais os sintomas e como tratar as bolinhas na pele que coçam

Dermatite de contato: o que é, quais os sintomas e como tratar as bolinhas na pele que coçam

Dermatologista

O que é rosácea: tratamento e controle das manchas vermelhas na pele com skincare e procedimentos

O que é rosácea: tratamento e controle das manchas vermelhas na pele com skincare e procedimentos

Dermatologista

O que é psoríase gutata? Dermatologista explica os sintomas de psoríase e como tratar a doença de pele

O que é psoríase gutata? Dermatologista explica os sintomas de psoríase e como tratar a doença de pele

Dermatologista

Milium sebáceo no rosto e no olho: o que é? São cravos na pele? Entenda as causas e como remover

Milium sebáceo no rosto e no olho: o que é? São cravos na pele? Entenda as causas e como remover

Pele oleosa

Últimas Matérias

Peeling para acne em casa: pode ser feito? Dermatologista indica como fazer o tratamento com segurança Queda de cabelo por estresse: descubra o que fazer para tratar e evitar esse problema! Protetor solar para o rosto: porque reaplicar o produto? Como retocar o protetor solar com cor? Rotina fácil de cuidados com a pele durante o inverno: 9 produtinhos para você apostar na estação Saiba quais cuidados são importantes na hora de fazer a hidratação da pele seca e sensível Como disfarçar marcas de espinhas: passo a passo para esconder as cicatrizes e manchas de acne
Ver mais

escolha a loja de sua preferência