Vem pro clube! quer ganhar descontos o ano todo e ainda trocar seus pontos por produtos? cadastre-se

ja faz parte
do clube?

como comprar

ainda não faz
parte do clube?

cadastre-se

Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Repelente: saiba tudo sobre o produto e veja 10 dicas de como usar sem agredir a pele

Dermatologista dá dicas de como aplicar o repelente sem agredir a pele
Dermatologista dá dicas de como aplicar o repelente sem agredir a pele

Entrevista com Dra. Lilia Guadanhim, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Produtos relacionados

Com o calor, a quantidade de mosquitos aumenta e a picada do inseto pode causar coceira e inchaço, devido a reação alérgica causada na pele. Em sua maioria, as picadas não são prejudiciais, porém, alguns insetos podem apresentar riscos à saúde. Para evitar contato da pele com os insetos, é fundamental aplicar o repelente. Por isso, o DermaClub conversou com a dermatologista Lilia Guadanhim, de São Paulo, que explicou o que é o produto, como ele deve ser usado, qual a melhor maneiro de incluí-lo na rotina de cuidados com a pele e ainda deu 10 dicas para maior proteção. Confira!

Descubra o que é e qual a função do repelente

Segundo a dermatologista, os repelentes tópicos podem ser sintéticos ou naturais e atuam formando uma camada de vapor com odor repulsivo aos mosquitos. “O produto é indicado para evitar picadas de inseto e repelem várias espécies simultaneamente. São atóxicos, cosmeticamente agradáveis e protegem por tempo prolongado”, esclareceu, afirmando que deve ser evitado o contato com mucosas e feridas.. Em caso de irritações na pele como ardência e queimação, suspenda o uso, lave a região com água em abundância e procure um médico”, concluiu.

Saiba como deve ser a aplicação do produto

Para a especialista, deve-se evitar a aplicação de formulações em spray e aerosol devido ao risco de contato com as mucosas. “Aplique o repelente nas mãos e, em seguida, cuidadosamente, no rosto, evitando os olhos e a boca. A quantidade de produto vai depender de diferentes fatores, como o princípio ativo. Por isso, recomenda-se seguir a orientação do fabricante e do seu dermatologista”, afirmou.

Entenda como inserir o repelente na rotina de cuidados

A escolha mais adequada para cada tipo de pele deve considerar alguns aspectos, como durabilidade, eficácia e a cosmética. “Pacientes com pele oleosa, em geral, preferem formulações em gel, ao passo que pacientes com pele seca optam por texturas cremosas”, indicou. “Na rotina de cuidados dermatológicos o repelente é sempre o último a ser aplicado. Por exemplo, lava-se o rosto, usa-se hidratante, depois o filtro solar e então o repelente”, concluiu.

Dermatologista dá 10 dicas para o uso do repelente

1) Evite o uso de cosméticos com aroma e perfumes, principalmente os florais, pois atraem os mosquitos;

2) Não é indicado para crianças com menos de seis meses;

3) Certifique-se de que a aplicação em crianças será realizada por um adulto;

4) Prefira telas e mosquiteiros nos quartos. Crianças não devem dormir com repelente;

5) Seja generoso: a tendência natural é passar menos que o necessário. Aplique em todas as áreas do corpo, assim como filtro solar;

6) Todos os repelentes irritam as mucosas, portanto, deve-se evitar passá-los nos olhos, boca, narinas e áreas feridas;

7) Deve-se aplicar o produto conforme o tempo de exposição aos insetos, de acordo com as orientações do fabricante e do dermatologista;

8) Gestantes podem - e devem! - usar repelente. Todas os tipos são seguros, apenas respeite a frequência de reaplicação;

9) A presença de Icaridina na formulação é mais eficaz contra o aedes aegypt – mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya;

10) Os repelentes sintéticos aprovados pela ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária - são feitos a partir de três ativos: Icaridina, DEET e IR3535.

Inclua o uso do repelente em sua rotina de cuidados com a pele e proteja-se contra os mosquitos!

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 17 de Março de 2016
Modificada em: 23 de Maio de 2019

Dra. Lilia Guadanhim

Palavra do Dermatologista

Dra. Lilia Guadanhim

CRM: 133850

Formação em Medicina, Residência Médica em Dermatologia e Especialização em Cosmiatria pela Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo. Possui título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e Associação Médica Brasileira, além de ser membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da International Dermoscopy Society. Tem especializações em Cosmiatria - Toxina Botulínica e Preenchimento na França e Dermatoscopia - Oncologia Cutânea na Itália. É médica colaboradora da Unidade de Cosmiatria da Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

7 formas de minimizar poros abertos: microagulhamento, Serozinc, tônico... Confira as mais eficazes

7 formas de minimizar poros abertos: microagulhamento, Serozinc, tônico... Confira as mais eficazes

Poros dilatados

Bronzeamento natural: 6 dicas para se expor ao sol com cuidado e garantir um bronzeado saudável nesse verão

Bronzeamento natural: 6 dicas para se expor ao sol com cuidado e garantir um bronzeado saudável nesse verão

Pele morena

O excesso de melanina causa manchas na pele? Dermatologista esclarece e dá 5 dicas para evitar o problema

O excesso de melanina causa manchas na pele? Dermatologista esclarece e dá 5 dicas para evitar o problema

Pele morena

Protetor solar com cor de alta cobertura entope os poros? Entenda e saiba como usar o produto

Protetor solar com cor de alta cobertura entope os poros? Entenda e saiba como usar o produto

Poros dilatados

Poros superdilatados: o que são e como tratar esses pontinhos escuros no rosto? Entenda

Poros superdilatados: o que são e como tratar esses pontinhos escuros no rosto? Entenda

Poros dilatados

Tem a pele oleosa, com poros aparentes e espinhas? Confira 4 benefícios do uso contínuo de Serozinc

Tem a pele oleosa, com poros aparentes e espinhas? Confira 4 benefícios do uso contínuo de Serozinc

Poros dilatados

Últimas Matérias

Efeitos da COVID-19 na pele: dermatologista explica como a doença também pode se manifestar no corpo Entenda a diferença entre os 3 séruns anti-idade de La Roche-Posay: Salicyli C10, Retinol B3 e Hyalu B5 Repair Heróis da vida real: relato de um dermatologista que trabalha na linha de frente contra a COVID-19 Rotina de skincare na quarentena para cada tipo de pele + dicas para cabelo e corpo Aparelhos removedores de cravos: funcionam? Quais os riscos? Como remover de forma segura e como evitar Coceira na pele após o banho: entenda porque isso acontece e como tratar
Ver mais