Vem pro clube! É rápido, fácil e grátis. CADASTRE-SE

Sardas: saiba o que são as manchinhas na pele, por que elas aparecem e como disfarçá-las

Saiba o que são as sardas, como aparecem na pele e dicas para disfarçá-las
Saiba o que são as sardas, como aparecem na pele e dicas para disfarçá-las

Entrevista com Dra. Mylenne Torres, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

As sardas são manchinhas famosas na pele de pessoas loiras e ruivas, mas não são de exclusividade delas. Muito comuns em cútis claras, as pintinhas, em geral, são benignas e colecionam apaixonados. Porém, se para você o melhor é disfarçá-las, o DermaClub pode te ajudar! A Dra. Mylenne Torres, dermatologista na cidade de Natal, no Rio Grande do Norte, explicou por que elas aparecem, como podemos proteger a pele e como minimizar o seu aspecto. Confira!

Saiba o que são as sardas e por que elas aparecem na pele

Segundo a Dra. Mylenne, o nome científico dado às famosas pintinhas é efélides. “São pequenas manchas pigmentadas, que podem variar do marrom claro ao escuro”, explicou, afirmando que o caso ocorre, geralmente, em indivíduos de pele clara. “As sardas não estão presentes na cútis no momento do nascimento, mas podem surgir nos três primeiros anos de vida ou depois”, pontuou, lembrando que as manchinhas também podem surgir devido à exposição ao sol, por isso, são mais frequentes em áreas como o rosto, braços, ombros e colo.

As sardas são benignas, mas é importante estar sempre atento aos sinais da pele

De acordo com a médica, as sardas não apresentam nenhuma ameaça à saúde. “Elas não têm risco de transformação maligna, ou seja, não se convertem em câncer de pele. O que acontece em pessoas predispostas geneticamente é o aumento da melanogênese - processo de formação de melanina - nas áreas expostas frequentemente ao sol. Com isso, a quantidade de pigmentação se acelera, provocando as manchas. De qualquer forma, é fundamental o uso diário do protetor solar, independentemente do clima”, esclareceu.

Descubra qual a melhor forma de disfarçar e como minimizar o escurecimento das manchinhas

Há quem prefira diminuir o aspecto visual das sardas, e, para isso, são indicados tratamentos realizados em clínicas dermatológicas. “Lasers específicos de pigmento e crioterapia - técnica que resfria determinada região do corpo com a finalidade de destruir lesões - são ótimas alternativas de tratamento”, comentou, relembrando que é fundamental consultar seu médico dermatologista para saber qual o procedimento é o mais indicado para você.

No mercado de dermocosmédicos também estão disponíveis alguns tratamentos com ácidos, por hidroquinona, entre outras substâncias, como o PhE-Resorcinol, que podem minimizar manchas, mas é difícil removê-las por completo. Conforme Dra. Myllene, o que escurece o tom das sardas é a radiação ultravioleta, logo, o ideal é diminuir a exposição solar e apostar em filtros com alto fator de proteção. “Protetores solares com base são uma ótima opção para camuflar as sardas”, indicou., recomendando sempre o uso de chapéus e roupas de proteção solar.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Publicada em: 23 de Setembro de 2015
Modificada em: 23 de Maio de 2019

Dra. Mylenne Torres

Palavra do Dermatologista

Dra. Mylenne Torres

CRM: 5936

Médica formada pela Faculdade de Medicina de Juazeiro do Norte (CE), com residência em Clínica Médica pelo Hospital Central Coronel Pedro Germano (RN) e residência em Dermatologia pelo Hospital Universitário Onofre Lopes (UFRN). É membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e atua na área de dermatologia clínica e cirúrgica, cosmiatria e laser na cidade de Natal/RN.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

Dermatologista indica como fazer limpeza de pele profunda em casa com segurança

Dermatologista indica como fazer limpeza de pele profunda em casa com segurança

Dermatologista

DIU de cobre pode causar espinhas? Dermatologista esclarece a dúvida e indica cuidados para tratar a acne

DIU de cobre pode causar espinhas? Dermatologista esclarece a dúvida e indica cuidados para tratar a acne

Dermatologista

Como diminuir a oleosidade do cabelo: produtos e cuidados para tratar a caspa, coceira e dermatite seborreica

Como diminuir a oleosidade do cabelo: produtos e cuidados para tratar a caspa, coceira e dermatite seborreica

Dermatologista

Escova de limpeza facial (FOREO): como usar? Como limpar? Dermatologista dá dicas de como higienizar e cuidar

Escova de limpeza facial (FOREO): como usar? Como limpar? Dermatologista dá dicas de como higienizar e cuidar

Dermatologista

Ácido hialurônico é bom para pele oleosa? Dermatologista esclarece a questão

Ácido hialurônico é bom para pele oleosa? Dermatologista esclarece a questão

Dermatologista

Foliculite: o que é? É um tipo de acne? Posso usar os mesmos produtos para cravos e espinhas?

Foliculite: o que é? É um tipo de acne? Posso usar os mesmos produtos para cravos e espinhas?

Dermatologista

Últimas Matérias

Traços da tatuagem: dermatologista e tatuadora indicam todos os cuidados para manter o desenho perfeito Falhas no cabelo: o que é alopecia areata? Causas e tratamento para a doença que motiva a queda de cabelo Ácido salicílico: para que serve? Qual é a função? Como usar na rotina de skincare? Dermatologista indica Skincare no verão: 4 produtos para prevenir queimadura solar, mancha, câncer de pele e envelhecimento precoce Cabelo caindo muito: estresse, química, alimentação... 5 fatores que podem causar a queda dos fios Foliculite decalvante: o que é? Como tratar o problema que causa queda de cabelo e calvície
Ver mais