Vem pro clube! quer ganhar descontos o ano todo e ainda trocar seus pontos por produtos? cadastre-se

ja faz parte
do clube?

como comprar

ainda não faz
parte do clube?

cadastre-se

MINÉRAL 89 30ML DE R$119,90 POR R$99,90. APROVEITE AGORA

Vitiligo no cabelo: é possível? Entenda como a doença se manifesta nos fios

Vitiligo pode aparecer no cabelo? Confira a matéria e entenda!
Vitiligo pode aparecer no cabelo? Confira a matéria e entenda!

Entrevista com Dra. Lilia Guadanhim, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia

Manchas brancas, na sua maioria simétricas, que podem aparecer em qualquer parte do corpo configuram o principal sintoma do vitiligo - uma doença de pele crônica e autoimune que, normalmente, acontece em pessoas com predisposição genética e pode ser deflagrada através de problemas emocionais, como o estresse. Embora seja muito comum na pele, será que é possível o problema também surgir no cabelo? Para esclarecer o assunto o DermaClub entrevistou a dermatologista Lilia Guadanhim, de São Paulo. Confira!

Como surge o vitiligo na pele?

De acordo com a médica, acontece uma quebra do chamado privilégio imunológico: “As células de defesa do paciente não reconhecem e atacam os melanócitos (células responsáveis pela pigmentação da pele), o que acaba levando à perda de cor”, explicou. A doença que se caracteriza através de manchas brancas, geralmente simétricas, pode acometer qualquer parte do corpo - desde as mais restritas ou extensas.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

O vitiligo também pode surgir no cabelo?

A Dra. Lilia afirma que o vitiligo pode, sim, se manifestar no couro cabeludo e cabelo, sendo nesta região chamado de Poliose. “O quadro é bem similar com o da pele, nota-se uma área bem delimitada de fios brancos e sem pigmento. A grande maioria dos casos são assintomáticos, mas raramente pode haver coceira, sensibilidade ou dor na área afetada”, revela.

Quais são as opções de tratamento para a doença nessa região?

A dermatologista indica as melhores terapias para o caso: “Em geral, para quadros restritos ao couro cabeludo, o tratamento é feito com cremes ou soluções tópicas. Já nos casos mais extensos e que acometem outras áreas do corpo podem ser tratados com fototerapia e medicações orais”, advertiu.

Lembre-se que a estratégia de tratamento deve ser definida sempre pelo dermatologista, em conjunto com o paciente!

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

 

Publicada em: 24 de Abril de 2018
Modificada em: 23 de Maio de 2019

Dra. Lilia Guadanhim

Palavra do Dermatologista

Dra. Lilia Guadanhim

CRM: 133850

Formação em Medicina, Residência Médica em Dermatologia e Especialização em Cosmiatria pela Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo. Possui título de Especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia e Associação Médica Brasileira, além de ser membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da International Dermoscopy Society. Tem especializações em Cosmiatria - Toxina Botulínica e Preenchimento na França e Dermatoscopia - Oncologia Cutânea na Itália. É médica colaboradora da Unidade de Cosmiatria da Escola Paulista de Medicina - Universidade Federal de São Paulo.

Ficou com dúvidas?

Encontre aqui o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia mas perto de você!

recomendadas para você

SOS lábios: cuidados e procedimentos para deixar a sua boca ainda mais bonita

SOS lábios: cuidados e procedimentos para deixar a sua boca ainda mais bonita

Dermatologista

Os riscos da limpeza de pele excessiva: efeito rebote, irritação... Confira os principais

Os riscos da limpeza de pele excessiva: efeito rebote, irritação... Confira os principais

Dermatologista

Óleo de Melaleuca (Tea Tree Oil): para que serve? É seguro? Quais os benefícios para a pele oleosa?

Óleo de Melaleuca (Tea Tree Oil): para que serve? É seguro? Quais os benefícios para a pele oleosa?

Dermatologista

Água termal no tratamento da psoríase realmente funciona? Confira a opinião de uma dermatologista

Água termal no tratamento da psoríase realmente funciona? Confira a opinião de uma dermatologista

Doenças de pele

Vitamina C, ácido hialurônico, ácido glicólico... Quais substâncias podem ser usadas no sol e na praia?

Vitamina C, ácido hialurônico, ácido glicólico... Quais substâncias podem ser usadas no sol e na praia?

Dermatologista

Vitamina B3 (niacinamida): o que é? Conheça a substância e o que ela pode fazer pela sua pele

Vitamina B3 (niacinamida): o que é? Conheça a substância e o que ela pode fazer pela sua pele

Dermatologista

Últimas Matérias

Sabonete para dermatite atópica: dermatologista explica como escolher a melhor fórmula Botox preventivo: desvende 5 mitos e verdades sobre o procedimento Peptídeos: 5 benefícios dessas moléculas na sua rotina de cuidados com a pele Microbioma da pele: o que é? Entenda o que são cuidados prebióticos, probióticos e pós-bióticos Esfoliante para o couro cabeludo: ajuda com a caspa? Resseca o cabelo? 4 mitos e verdades sobre o assunto Queratina: o que é? Qual é a função da queratina nos cabelos? Como usar na rotina de cuidados capilar?
Ver mais