Quer ter a pele mais bonita e saudável? Além dos dermocosméticos, você também pode apostar nos procedimentos de beleza! A melhor época para fazer alguns desses procedimentos é antes do verão começar. O DermaClub conversou com a dermatologista Christiane Gonzaga, do Rio de Janeiro, que listou os principais tratamentos para fazer antes da temporada mais quente e indicou todos os cuidados a ter com a pele após cada técnica. Veja só!

Tratamentos estéticos: por que é melhor fazer antes do verão?

Todos os tratamentos estéticos exigem uma manipulação da pele, deixando a região sensível a diversos fatores, especialmente à radiação solar. Não é que, durante o verão, os tratamentos sejam proibidos, mas é importante ter o dobro de cuidado, principalmente em relação ao uso do protetor. “Ao pegar sol durante o verão ou até mesmo o mormaço e calor, a pele pode sofrer uma reação inesperada como manchas, portanto, ao escolher essa estação para realizar seu tratamento, o paciente deve ter a consciência do quanto necessita reforçar a proteção”, explicou a médica.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

1) Microagulhamento

A Drª Christiane ressalta que a população não pratica muito esse cuidado e, por isso, o mais indicado é realizar procedimentos estéticos, de preferência, no inverno, entre eles o microagulhamento - já que a técnica costuma deixar a pele bem irritada e fotossensível.

2) Peeling físico e químico

Quando fazemos peeling, também sentimos a nossa pele mais sensibilizada e fina. “Por esse motivo, após o procedimento é fundamental manter a pele sempre hidratada, aplicar filtro solar e seguir as orientações do médico que realizou o procedimento”, ressaltou. A água termal e os séruns à base de ácido hialurônico, além de ajudarem no resultado, também hidratam a pele pós tratamento.

3) Laser fracionado

Você até pode fazer o laser durante o verão - até porque pacientes que estão tratando manchas, como o melasma, precisam manter as lesões controladas -, entretanto, é importante reforçar o uso do protetor e evitar, ao máximo, a exposição solar - que se torna mais intensa no verão. Para você se sentir mais segura, evitar futuras manchas na pele e outros problemas, prefira começar as primeiras sessões de laser no inverno até se acostumar com a rotina de cuidados.

4) Depilação a laser

O inverno é a estação mais confortável para se fazer depilação a laser. Ao longo dessa estação a pele não corre o risco de ficar bronzeada antes do procedimento e nem de entrar em contato com o sol após. Com esse clima fresco, conseguimos evitar manchas e queimaduras na região depilada.

A Drª Christiane explica: “O laser tem afinidade com a melanina que é um pigmento escuro. Se a paciente está bronzeada, o laser terá muito mais afinidade com a pele, existindo a possibilidade de queimaduras e bolhas”. Após a sessão, é importante usar um bom creme hidratante, de preferência com ativos prebióticos, água termal e, claro, filtro solar.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.