Nunca é tarde para cuidar da sua pele, mas o ideal é que esse hábito comece o mais cedo possível. Como diz o ditado: “é melhor prevenir do que remediar” - ou seja, é mais fácil e barato você prevenir a formação de rugas, flacidez, manchas e sinais do envelhecimento precoce do que corrigir essas marcas depois que elas se estabelecem. Os dermatologistas indicam que essa rotina preventiva de cuidados com a pele comece logo na adolescência, seja reforçada na faixa dos 20 e se intensifique aos 30, antes de chegar aos 40 anos.

Mas quais hábitos devemos priorizar no ritual de beleza? Existe algum segredo para a prevenção do envelhecimento precoce? O DermaClub conversou com a dermatologista Lilia Guadanhim, de São Paulo, que indicou 5 cuidados e produtos para você investir antes dos 40. Veja só!

A pele antes dos 40: conheça os problemas mais comuns durante essa fase da vida

Logo aos 25 anos, a quantidade e produção de colágeno já começa a diminuir na pele e tende a cair pelo menos 1% todo ano. Por isso, a antecipação de começar uma rotina de cuidados para evitar o surgimento das marcas do tempo. Além da perda dessas fibras, a médica ressalta outras características da mulher adulta nessa época: “A pele costuma ser muito mais sensível e ter a barreira de proteção mais fragilizada, ficando irritada facilmente - até mesmo pacientes com acne na fase adulta costumam ter a região mais seca”, apontou.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Sendo assim, nessa etapa já conseguimos observar a perda de viço e luminosidade da pele, linhas finas, rugas de expressão (como pés de galinha), manchinhas de sol e perda de sustentação e volume do rosto, o que resulta no aparecimento do bigode chinês, das linhas de marionete e a piora das olheiras.

5 hábitos que toda paciente deveria adotar na sua rotina de cuidados com a pele antes dos 40 anos

1) Filtro Solar: é o nosso queridinho absoluto em todas as fases da vida! O seu uso deve ser diário, pois, assim, conseguimos melhorar a qualidade da pele, previne o envelhecimento e ainda reduzir o risco de câncer de pele! “Opte por filtros de amplo espectro, com FPS mínimo de 30, de preferência com cor de base para proteger contra a radiação solar e a luz visível. E jamais substitua o filtro por outros produtos que contém protetor solar – lembre-se que ele é o passo mais importante da sua rotina”, garantiu a Drª Lilia.

2) Antioxidantes: os antioxidantes são ativos queridinhos e a vitamina C é a grande protagonista! Seu uso melhora a textura da pele, estimula a produção de colágeno, clareia manchas e reduz os danos causados pelo sol! Quer produto melhor do que esse?

3) Ácidos: “Nós dermatologistas amamos ácidos! Esses ativos conseguem estimular a produção de colágeno, acelerar a renovação da pele, melhorar linhas finas, manchas superficiais, reduzir espinhas, entre tantos outros benefícios”, lembrou a especialista. Os mais utilizados são: ácido retinóico ou derivados - como o retinol -, ácido glicólico e o ácido hialurônico. Mas não use esses produtos por conta própria! Consulte sempre o seu dermatologista antes!

4) Higienizadores: cada vez mais devemos optar por loções, géis de limpeza sem sulfato e higienizadores suaves. Com esses produtos, conseguimos manter a pele limpa sem deixá-la sensível.

5) Hidratantes: o uso diário de hidratantes, mesmo em pacientes com acne e pele oleosa é fundamental para fortalecer a barreira da pele, reduzir a sensibilidade e melhorar a tolerância aos outros tratamentos. Graças aos avanços da dermatologia, hoje em dia cada paciente consegue ter um hidratante específico para chamar de seu. Não ignore esse cuidado da sua rotina!

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.