Quando o assunto é cuidados com a pele do rosto, cada vez mais se ouve falar em antioxidantes. A maioria sabe que esses ativos são importantes para prevenir o envelhecimento precoce da pele, mas como será que isso acontece? Para esclarecer essa e outras dúvidas sobre antioxidantes, o DermaClub reuniu as 6 mais comuns. Confira!

1. O que são antioxidantes?

Antes de usar antioxidantes, é importante entender o que são e qual a sua função. Trata-se de ativos que agem neutralizando a ação dos radicais livres - moléculas produzidas pelo organismo que têm a capacidade de acelerar o envelhecimento das células e, consequentemente, também da pele. Quanto maior o stress ao qual a pele é submetida, maior a produção de radicais livres pela peleAntioxidantes, que possuem concentrações efetivas dessas substâncias ajudam no combate aos radicais livres, prevenindo e corrigindo os sinais do envelhecimento.

2. Como usar o antioxidante na rotina de cuidados com a pele?

Uma dúvida muito comum sobre antioxidantes, é como inserir esse dermocosmético na rotina. Depois de lavar o rosto com o um produto de limpeza adequado, aplique o seu antioxidante. Em seguida, passe o seu protetor solar como de costume.

3. Antioxidante arde? Descama a pele?

Uma idéia comum é que, assim como alguns ácidos, os antioxidantes ardem ou têm poder descamativo. Mas isso não passa de um mito - esses ativos não descamam a pele nem causam incômodo. Consulte o seu dermatologista para ter a melhor indicação de antioxidante para a sua pele.

4. Quando devo começar a usar antioxidantes?

Os antioxidantes tem o benefício de atuarem não só na correção dos sinais do envelhecimento como também na sua prevenção. Assim como os protetores solares eles devem ser usados diariamente e quanto mais cedo os inserir na sua rotina, melhor! A partir dos 20 anos já é possível introduzir um antioxidante nos cuidados com a pele - no entanto, aposte num veículo leve, como os séruns de rápida absorção com toque seco e super leve. Como os antioxidantes são um passo fundamental da sua rotina diária e você irá usar no mínimo o seu antioxidante com um protetor solar, os séruns facilitam a aplicação de um produto sobre o outro e ainda são ótimos para aplicar em locais de climas quentes e úmidos como no Brasil, sendo especialmente indicados para a pele brasileira. Além disso, os séruns ainda são ideais para peles jovens que costumam ter bastante tendência à acne, e uma textura mais gordurosa pode causar cravos e espinhas.

5. Antioxidante potencializa a proteção solar?

Muito se ouve falar na associação dos antioxidantes com o protetor solar. O que acontece é que o uso constante e associado de ambos cria uma defesa muito mais eficaz contra o envelhecimento precoce da pele. Enquanto o protetor solar previne a formação dos radicais livres, ao proteger a pele da agressão dos raios solares, o antioxidante potencializa a proteção do protetor solar neutralizando os radicais livres originados na pele naturalmente e após a exposição solar e outras fontes de stress. Procure fórmulas com concentração efetiva de antioxidantes para uma proteção verdadeira da pele. o antioxidante combate a ação dos que já se formaram.