Ninguém gosta de ter cravos na pele! Esses pontinhos pretos, além de serem muito incômodos, também influenciam no aumento da oleosidade, na formação de espinhas e na dilatação dos poros. Mas, afinal de contas, será que sabemos tudo sobre essas lesões? O DermaClub esclareceu 6 mitos e verdades dos comedões que muitas pessoas ainda têm dúvidas. Confira!

1) O cravo nada mais é do que o acúmulo de sebo na pele

Verdade. Os comedões se formam na pele por conta do aumento da produção de sebo e queratina, que formam uma barreira no poro do folículo - gerando assim o chamado cravo. Embora sejam mais conhecidos por sua coloração escura, os cravos normalmente surgem na cor branca, mas se tornam pretos quando entram em contato com o ar.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

2) Não tem problema em espremer cravos. Isso é até bom pra pele

Mito. Em hipótese alguma podemos manipular qualquer lesão na pele por conta própria, inclusive cravos. Embora pareça fácil e inofensivo removê-los, isso não significa que não possa causar problemas. Espremer um comedão pode causar cicatrizes, manchas e até transformá-lo em uma espinha. Por isso, procure um dermatologista e veja a melhor solução para essa situação.

3) A limpeza de pele profunda ajuda na remoção dos cravo

Verdade. A limpeza de pele profissional é o tratamento mais recomendado para extrair cravos. Nessa técnica, é realizada a dilatação dos poros com calor ou vapor, em seguida, são aplicados produtos emolientes que favorecem a abertura dos poros e o amolecimento da secreção sebácea acumulada. Por fim, o dermatologista realiza a remoção dos comedões.

4) Em casa, a remoção pode ser feita com esfoliação e vaporização

Verdade. Como não é recomendado espremer os cravos, podemos apostar em alguns cuidados caseiros, como a vaporização e esfoliação, para minimizar os cravos. Primeiro, faça a vaporização durante o banho, aproveitando o vapor da água do chuveiro por alguns minutos. Em seguida, aplique o esfoliante com grânulos finos, fazendo movimentos leves e giratórios - eles vão auxiliar na remoção dos cravinhos.

5) Existem máscaras faciais que ajudam na remoção dos cravos

Verdade. Mas ao invés de investir naquelas máscaras que precisam ser puxadas para retirar da pele (que podem causar algum tipo de lesão), opte por um produto que tenha a fórmula purificante e possa ser removido com água corrente, como a argila branca.

6) Só quem tem a pele oleosa pode ter cravos

Mito. Qualquer tipo de pele pode ter cravos, mesmo que a oleosa tenha uma tendência maior para o problema. Para não correr o risco de ganhar essas lesões na pele, tenha uma rotina de cuidados bastante regrada e não deixe de realizar a higiene com sabonete ou gel de limpeza duas vezes ao dia (ao acordar e antes de dormir).

*Ficou com dúvidas? Procure o seu dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia e agende uma consulta!