Clique aqui para conhecer todos os benefícios do nosso clube e cadastre-se!
Dermaclub

7 fatos sobre a rosácea: descubra curiosidades sobre a doença de pele que confere vermelhidão ao rosto

Apesar de seu nome não ser muito popular, a rosácea é uma doença de pele que acomete muita gente. Já percebeu que algumas pessoas ficam com o rosto bem avermelhado ao fim do dia, depois de beber algumas taças de vinho ou após fazer algum exercício físico? É possível que ela tenha rosácea. E, como a doença envolve diversos mitos, o DermaClub te conta os 7 fatos que você precisa saber sobre ela. Confira!

1) O mistério: o que causa rosácea?

Até hoje, ainda não se sabe ao certo o que causa a rosácea, que se apresenta como uma vermelhidão no rosto e pode, até mesmo, causar outros desconfortos, como coceira e sensação de calor. Contudo, especula-se que alguns fatores podem influenciar na sua incidência, incluindo questões genéticas, reação a ácaros e vasos sanguíneos frágeis.

2) Quem tem mais probabilidade em desenvolver a doença?

Além de ser mais comum em mulheres, a rosácea é normalmente desenvolvida por pessoas com pele clara, de, geralmente, 30 a 60 anos. Mesmo não sendo muito conhecida, a condição é bastante comum.

3) Existem vários tipos de rosácea

A patologia se apresenta de diferentes formas, já que existem graus. Assim, eles podem ser menos ou mais agressivos e variam de acordo com a sensibilidade da pele, vermelhidão, sensação de calor, coceira e surgimento de pequenas brotoejas.

4) Não há cura, apenas controle

Como ainda não se sabe o que motiva o quadro, não há cura, mas alguns cuidados podem manter a pele sob controle. Para isso, é essencial mudanças de hábitos, como evitar o consumo de bebidas alcoólicas, alimentos industrializados e condimentados, além de incluir produtos para peles sensíveis na rotina de beleza.

5) Produtos para pele sensível são essenciais

Para manter o rosto equilibrado e oferecer conforto, é importante investir em dermocosméticos específicos para as necessidades da pele sensível. Além de serem menos agressivos, são desenvolvidos de modo a apresentar menos reações e são livres de fragrâncias e corantes. Outros cuidados essenciais são usar protetor solar todos os dias e aplicar água termal.

6) Alguns gatilhos intensificam a rosácea

Cada organismo reage de uma forma, então, diferentes fatores podem ser gatilhos e variam de pessoa para pessoa. Alguns elementos, contudo, são mais comuns, como consumo de álcool, estresse, mudanças de temperatura brusca, exercício físico exaustivo e ingestão de comida condimentada.

7) Visite seu dermatologista regularmente

Antes de começar qualquer tratamento, não deixe de fazer uma visita ao seu dermatologista. Ele vai saber diagnosticar com precisão o seu caso e prescrever os melhores produtos para as suas necessidades.

Agora, é só cuidar da pele corretamente e evitar a sensibilidade extrema!

Publicado em: Segunda-feira 08 de maio de 2017 - 05h35

Modificado em: Segunda-feira 08 de maio de 2017 - 05h35

0
0
0
0
http://www.laroche-posay.com.br/?utm_source=loreal-dcb-site&utm_medium=referral&utm_content=header&utm_campaign=always-on http://www.vichy.com.br/?utm_source=loreal-dcb-site&utm_medium=referral&utm_content=header&utm_campaign=always-on http://www.skinceuticals.com.br/?utm_source=loreal-dcb-site&utm_medium=referral&utm_content=header&utm_campaign=always-on https://www.cerave.com//?utm_source=loreal-dcb-site&utm_medium=referral&utm_content=header&utm_campaign=always-on