Com uma superfície espessa, excesso de brilho e poros dilatados, a pele oleosa, de fato, possui características marcantes. Embora seja muito comum em pessoas de pele negra e morena, a alta produção de sebo pode se manifestar em diferentes fototipos. Mas, será que a oleosidade é capaz de se comportar de forma diferente em cada um dos tons de pele? A fim de esclarecer melhor essa questão, o DermaClub convidou a dermatologista Lilia Guadanhim, de São Paulo. Confira!

Como a pele oleosa se comporta nos diferentes fototipos?

De acordo com a médica, existem algumas particularidades de acordo com cada fototipo. “De uma maneira geral, peles claras tendem a ser mais sensíveis e há uma incidência muito maior de rosácea – assim, esse perfil de paciente precisa de dermocosméticos mais suaves com a função de controlar a oleosidade, além do cuidado de usar produtos hidratantes regularmente”.

Por outro lado, as peles morenas e negras são mais predispostas a manchas. “Lesões inflamatórias de acne, por exemplo, devem ser tratadas de forma precoce”, afirmou a dermatologista, ressaltando, também, a importância de não espremer as espinhas, a fim de não aumentar o risco de marcas e cicatrizes.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Proteja os diferentes fototipos de pele oleosa com um filtro solar adequado

Segundo a Dra. Lilia, na hora de escolher o filtro solar, principalmente para o rosto, é fundamental ficar de olho nos seus ativos e ações. A boa notícia é que, hoje em dia, há diversas alternativas de protetores solares excelentes para pele oleosa, que apresentam toque agradável e boa textura. “Pode-se optar por dermocosméticos que absorvem a oleosidade ao longo do dia de forma inteligente. Sempre que possível, também vale a pena investir em um filtro com cor, que ampliam a proteção contra a luz visível - responsável pelo surgimento de manchas na pele”, explicou.

Conheça outros dermocosméticos e ativos que devemos apostar no tratamento da pele oleosa

Além do filtro solar, devemos incluir outros produtos na rotina básica de cuidados com a pele oleosa. A Dra. Lilia indica o que não podem faltar em seu nécessaire:

- Gel de limpeza ou sabonete: ao lavar o rosto, é importante investir em um desses produtos. O gel de limpeza ou o sabonete específico para a pele oleosa ajudam a controlar o excesso de oleosidade sem agredir a região;

- Esfoliantes: neste caso, opte sempre por produtos com partículas mais suaves, que removem as células mortas sem sensibilizar a região;

- Máscaras faciais: máscaras faciais são ótimos dermocosméticos que ajudam a controlar a oleosidade e melhorar o viço da pele;

- Produtos com ácidos: o tratamento da pele oleosa pode conter ácido retinoico e seus derivados, como ácido glicólico, ácido salicílico e o LHA.

Antes de adquirir qualquer produto, consulte sempre um dermatologista, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia, que vai estabelecer a sua rotina de cuidados ideal.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.