Você pode até não ver, mas a poluição afeta - e muito! - a sua pele. A fumaça de cigarros, veículos ou indústrias, por exemplo, contém nanopartículas que estimulam o estresse oxidativo, promovendo a formação de radicais livres - moléculas instáveis que danificam as células saudáveis do corpo. Mas, como isso se apresenta na nossa pele? Pense em linhas finas, rugas, manchas e flacidez - ou seja, envelhecimento precoce! Quer saber como a poluição pode afetar sua pele? Olha só!

1) O Expossoma é uma realidade

Você ouviu falar sobre Expossoma? Trata-se de um conceito que explica como o acúmulo de danos promovidos por agentes externos e internos somado aos fatores genéticos e à forma como cada indivíduo reage a essas agressões implica no envelhecimento precoce da pele. De acordo com dermatologistas, a poluição é um dos principais causadores de rugas, manchas e flacidez, assim como o sol, o estresse e a má alimentação.

2) Rugas, manchas e flacidez podem ser resultados da poluição

A poluição implica no surgimento de sinais do envelhecimento precoce porque incentiva a produção de radicais livres - moléculas instáveis que danificam as células saudáveis do corpo -, processo conhecido como estresse oxidativo. Assim, só há uma forma de inibir esses agentes nocivos: com o uso de antioxidantes, como a água termal.

3) A sujeira da poluição entope os poros

Além de ajudar na formação de rugas, a poluição também pode afetar a qualidade da sua pele em outros aspectos. Quando você deixa de limpar o rosto antes de dormir, por exemplo, as partículas de sujeira se acumulam, entupindo os poros e, consequentemente, promovendo aumento da oleosidade e aparecimento de espinhas.

4) Pele agredida pela poluição = ressecamento

Já sentiu sua pele ultraressecada depois de passar um dia inteiro andando no centro de alguma grande cidade? Isso acontece porque as micropartículas, junto com o vento, desequilibram o pH da pele e, em resposta, ela pode apresentar uma textura mais seca e até vermelhidão. Por isso, a hidratação é fundamental para proteger a barreira cutânea. Aposte em produtos com ativos potentes, que vão nutrir a sua pele profundamente, como o ácido hialurônico.

Deu pra perceber que não podemos deixar de lado a proteção contra a poluição, né? Não deixe de conversar com o seu dermatologista sobre o assunto!