No verão, a pele transpira mais do que o normal. Isso por que o nosso corpo entra em contato com altas temperaturas e, como um mecanismo de proteção, para refrescar o organismo, suamos. Mas será que toda essa sudorese é capaz de remover o protetor solar da nossa pele, prejudicando, assim, toda a ação do produto? O DermaClub conversou com a dermatologista Flávia Addor, de São Paulo, que esclareceu o assunto.

É verdade que o suor pode remover o protetor solar da pele?

A médica afirma que é verdade e explica o motivo: “O suor, assim como água, altera o efeito filmógeno do protetor solar e dilui o produto na pele, afetando diretamente na sua eficácia”, esclareceu.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Qual é a melhor opção de filtro solar neste caso?

De acordo com a Drª Flávia, existem alguns produtos que foram desenvolvidos e testados especificamente para situações de sudorese intensa. “Eles são resistentes ao suor, não escorrem nos olhos e possuem uma textura um pouco mais consistente. Em pele oleosa, podem não ser tão confortáveis e por isso devem ser reservados a situações específicas, como a prática de esportes ou para quem tem muita sudorese”, explicou.

Mesmo assim devemos reaplicar o produto ao longo do dia?

Sim. Mesmo que não haja sudorese intensa, o ideal é reaplicar o protetor a cada duas horas, se a pessoa estiver se expondo ao sol. “Isso por que os filtros se ‘gastam’ e acabam perdendo sua performance quando são submetidos a radiação solar diretamente”, finalizou.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.