O ácido hialurônico é um ativo que já não sai da rotina das apaixonadas por skincare! Além de garantir um poder de hidratação incrível, ele ajuda a prevenir e minimizar rugas, flacidez e outros problemas relacionados à perda de colágeno na pele. Este ácido também é muito encontrado em procedimentos clínicos, como os preenchimentos. Mesmo sendo bem famoso no ramo da beleza, ainda tem gente com dúvidas sobre esse ingrediente e suas funções. Para revelar de vez todos os seus segredos, o DermaClub bateu um papo com a dermatologista Vanessa Metz, do Rio de Janeiro. Confira!

1) O ácido hialurônico está presente no nosso corpo

É verdade! O ácido hialurônico é um tipo de açúcar, denominado como polisacárido tipo glicosaminoglicano, que está presente naturalmente no nosso corpo, especialmente em articulações, cartilagens e na pele. É uma substância fornecida pelos fibroblastos e tem a produção estimulada por mediadores inflamatórios ou através de fatores de crescimento.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

2) Com o tempo, nossa pele perde ácido hialurônico

No entanto, a nossa pele, diariamente, sintetiza e degrada cerca de 1/3 da produção da substância. Os desequilíbrios costumam aparecer a partir dos 40 anos e, com isso, a pele desidrata e perde sua densidade. “Com o passar dos anos, a produção desse ácido é interrompida e, por isso, é preciso tratar topicamente com preenchedores para devolver o volume necessário à derme”, comentou a Drª Vanessa.

3) O ácido hialurônico ajuda na retenção de água

O principal poder do ácido hialurônico é a sua alta capacidade de retenção de água que é de até mil vezes o seu peso! Por esse motivo, o ativo tem um papel tão importante na hidratação da pele, garantindo uma região lisinha e com aquele ar de saúde que toda mulher deseja ter no rosto.

4) Além dos produtos, o ácido hialurônico também pode ser injetado na pele

A substância é utilizada em procedimentos clínicos, como preenchimentos de bolsas na região dos olhos, de sulcos, rugas, lábios, etc. Mas não para por aí: ele está presente em vários dermocosméticos, principalmente na formulação de produtos antirrugas, como séruns e cremes.

5) Antes de usar ácido hialurônico, consulte um dermatologista

Como é naturalmente presente no corpo, a tolerância ao ácido hialurônico é excelente. No entanto, isso não quer dizer que dispensa uma consulta com o dermatologista. Antes de incluir essa substância na sua rotina de beleza, procure um especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologista para avaliar seu tipo de pele e escolher os dermocosméticos e procedimentos ideais para você!

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.