O melasma é uma mancha marrom escura que aparece no rosto - principalmente na região das bochechas - e em algumas partes do corpo, que pode ser causada ou agravada pelo sol, estresse e alterações hormonais durante a gravidez ou devido ao uso de alguns medicamentos, entre outros. Embora ainda não haja cura para o problema, existem tratamentos capazes de diminuir essas marcas tão incômodas na pele. Um deles, que tem sido bastante elogiado pelos dermatologistas, é o ativo ácido tranexâmico. Mas qual é a função desse ativo? De que maneira podemos usá-lo para diminuir as manchas? O DermaClub explica tudo sobre o assunto. Veja só!

O que é o ácido tranexâmico e para que serve?

Antigamente, o ácido tranexâmico era conhecido apenas como uma medicação utilizada em centros cirúrgicos mas, de uns tempos para cá, várias pesquisas comprovaram sua eficácia e segurança no tratamento do melasma. Funciona da seguinte forma: o ativo inibe a produção da plasmina - uma proteína presente no sangue – que tem como uma de suas funções estimular a produção de melanina. Ao inibir esse processo conseguimos diminuir as manchas na pele.

Entenda a importância do ativo para o tratamento de melasma

De acordo com algumas pesquisas, o tratamento com ácido tranexâmico tem apresentado ótimos resultados nos casos de melasma, clareando as manchas escuras presentes no rosto e no corpo. A dermatologista Carolina Zaparoli, de São Paulo, explica que muitos pacientes têm apresentado ótimos resultados, diminuindo entre 30% a 90% as marcas da pele. Outra notícia boa é que o índice de efeitos colaterais após o procedimento, como ardência e irritação local, é muito baixo, o que reforça a segurança deste ativo.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Como usar o ácido tranexâmico na pele?

O tratamento vai depender da avaliação de alguns fatores, como a real causa do melasma e a aparência das manchas. Com essas informações, o dermatologista vai prescrever a terapia mais adequada: ou medicação oral ou dermocosméticos - que possui a função de tratar as marcas existentes e impedir o surgimento de novas. Existe também a terapia injetável, que pode ser feita com o dermatologista e que tem mostrado bastante eficiência para controlar o problema.

Para saber mais sobre o ácido tranexâmico, consulte seu dermatologista e fique de olho nas matérias do DermaClub!