Espinhas são comuns durante a adolescência, devido ao turbilhão de hormônios que chegam com a puberdade, mas essas lesões também podem surgir em qualquer época da vida, incluindo a fase adulta. Embora seja um problema habitual, muitos jovens e adultos ainda sofrem preconceito devido à alta incidência de acne. Um caso que aconteceu recentemente foi com a atriz Kendall Jenner, de 22 anos, na cerimônia do 75º edição Globo de Ouro. Algumas pessoas notaram espinhas no rosto da irmã de Kim Kardashian, que foi alvo de críticas e, também, de muitos elogios por não ter vergonha de assumir a acne.

Mas, afinal de contas, como devemos encarar a acne da mulher adulta? Pensando em refletir sobre o assunto, o DermaClub entrevistou a dermatologista Tatiana Matos, de Salvador, para esclarecer os principais cuidados e tratamentos que devemos ter com essas lesões após a maioridade. Confira!

Entenda melhor o caso de Kendall e como lidar com casos de espinhas depois da adolescência

No tapete vermelho do Globo de Ouro 2018, Kendall Jenner foi alvo de críticas na internet por deixar aparente suas lesões e marcas de espinhas no rosto. Embora a jovem não tenha ligado muito para isso, é importante ressaltar que este cenário é bastante comum nas mulheres após a adolescência. De acordo com a Dra. Tatiana, “a acne da mulher adulta pode ser causada por muitos fatores, como o hiperandrogenismo - distúrbio que causa o excesso de hormônios masculinos como testosterona”, esclareceu.

Além disso, as mulheres que possuem histórico de acne na adolescência e têm a pele oleosa são mais predispostas a ter esse tipo de problema, como foi o caso de Kendall. A jovem já contou que as espinhas foram responsáveis por suas crises de autoestima. Em um depoimento para o seu extinto blog, ela contou sobre o quanto se sentia estranha durante a época da escola por conta das lesões.

Já conhece o clube de vantagens DermaClub? Com ele, você terá muito mais motivos para cuidar da sua pele. Acesse o link, cadastre-se no programa e aproveite os benefícios!

Atitudes para prevenir a acne da mulher adulta

Um dos primeiros passos é ir ao dermatologista e fazer a avaliação hormonal para tratar qualquer doença endócrina associada. “Também é importante avaliar o dia a dia da paciente: saber se ela usa muita maquiagem e o tipo de demaquilante; se utiliza alguma medicação para demais problemas de saúde; se sofre de problemas de estresse; e que tipo de alimentação leva”, explicou a médica.

Os principais tipos de tratamento para combater a acne na mulher adulta

Para quem tem tendência à oleosidade e predisposição à acne, a Dra. Tatiana dá algumas recomendações: “Use produtos tópicos como sabonetes específicos, filtros solares com toque seco e seborreguladores, além de dermocosméticos que tenham ação contra a formação de cravos e espinhas”, indicou

Ter acne é completamente normal. Procure seu dermatologista e saiba como controlar e tratar corretamente essas lesões.

*Os dermatologistas especialistas são consultados como fontes jornalísticas e não se utilizam deste espaço para a promoção de qualquer produto ou marca. Para saber qual é o tratamento ideal para a sua pele, consulte um dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia.